A Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores, Anfavea, apresentou na quinta-feira, 5, em São Paulo, o desempenho da indústria automobilística em maio. Os dados apontam estabilidade no licenciamento: a diferença entre os 293,4 mil autoveículos comercializados no quinto mês de 2014 e os 293,2 mil de abril do mesmo ano não chegou a 200 unidades.



Na comparação com os 316,2 mil autoveículos de maio do ano passado houve retração de 7,2%. No acumulado do ano, com 1,40 milhão de produtos negociados em 2014 contra 1,48 milhão no ano passado, a redução é de 5,5%.

A produção de autoveículos dos cinco primeiros meses do ano mostra declínio de 13,3% ao se comparar as 1,35 milhões de unidades fabricadas neste ano com as 1,56 milhões de 2013. Só no mês de maio deixaram as linhas de montagem 282,5 mil veículos: alta de 1,9% com relação as 277,1 mil unidades fabricadas em abril e queda de 18% no comparativo com maio do ano passado, que registrou 344,5 mil veículos.

Já as exportações em maio ficaram 0,6% abaixo do registrado em abril – foram 35,2 mil contra 35,4 mil – e 27,7% menor ante o resultado de maio de 2013, quando deixaram o País 48,6 mil produtos. As 145,7 mil unidades exportadas nos cinco primeiros meses deste ano representam 31,6% de recuo se comparadas com as 212,9 mil de igual período do ano passado.

Caminhões e ônibus

Ao se analisar separadamente o licenciamento de caminhões, maio terminou com alta de 16,8%: foram 12,7 mil produtos contra as 10,9 mil de abril. Houve crescimento também, de 0,6%, ao defrontar as unidades comercializadas em maio deste ano com os 12,6 mil modelos de igual período em 2013. Apesar do crescimento no comparativo mensal, as vendas no acumulado ainda registram queda de 11,3% quando comparadas as 54 mil unidades deste ano com as 61 mil de 2013.

A produção nos cinco primeiros meses deste ano esteve 12,5% menor do que no ano passado, quando 77,4 mil caminhões deixaram as fábricas – este ano o volume chegou a 67,8 mil. Apenas em maio de 2014 foram fabricadas 12,7 mil unidades, 3,1% acima das 12,3 mil de abril passado e 22,4% abaixo das 16,4 mil de maio de 2013.

As exportações encerraram o mês com recuo de 11%, ao se comparar os 1,6 mil caminhões de maio com os 1,8 mil de abril, e contração de 38,2% ante as 2,6 mil unidades enviadas para fora do Brasil em maio de 2013. O resultado do acumulado de 2014, com 8,2 mil unidades, ficou 7% abaixo das 8,8 mil unidades de 2013.

No caso dos ônibus os dados são positivos: no comparativo mensal houve incremento de 39,1% – 808 produtos em maio contra 581 do mês anterior – e de 25,1% sobre as 646 unidades de maio de 2013. O acumulado do ano registra 2,9 mil unidades e está 5,1% abaixo dos 3 mil ônibus exportados no ano passado.

No licenciamento o segmento enfrentou declínio de 12,5% nos cinco primeiros meses do ano, com 11,4 mil unidades em 2014 e 13,1 mil no ano anterior. Houve estabilidade no comparativo das vendas mensais de ônibus nos últimos meses, com aumento de 0,3% ao relacionar maio com abril deste ano, mas retração de 15,5% sobre as 2,6 mil unidades do quinto mês do ano passado.

Já na produção o acréscimo foi mais expressivo: os 4,5 mil ônibus fabricados em maio de 2014 representam aumento de 32,5% ao se comparar com as 3,4 mil de abril e de 15,6% frente as 3,9 mil de maio de 2013. O resultado do acumulado do ano foi 1,5% maior que em 2013 – foram 17,8 mil de janeiro a maio deste ano e 17,5 mil no ano passado.

Máquinas autopropulsadas

No último mês foram produzidas 7,6 mil máquinas agrícolas e rodoviárias, 8% a mais do que em abril, quando o segmento fechou o mês com 7,1 mil unidades, e inferior em 10,5% com relação as 8,5 mil de maio de 2013. No acumulado as 34,6 mil unidades produzidas em 2014 estão 13,7% menores do que as 40 mil de 2013.

As vendas internas de máquinas de maio sobre abril de 2014 foram superiores em 1,4%, respectivamente com 6,2 mil e 6,1 mil unidades negociadas, mas inferiores em 17,7% ante as 7,5 mil de maio de 2013. Os primeiros cinco meses também apontam queda: foram comercializados 19,7% a menos do que em 2013 – 27,1 mil este ano e 33,8 mil no ano passado.

De janeiro a maio de 2014 foram exportados 5,4 mil produtos, queda de 7,3% ante os 5,8 mil do ano anterior. Já no comparativo mês a mês, as 1,4 mil unidades de maio representaram acréscimo de 23,8% com relação as 1,2 mil de abril de 2014 e de 12,7% sobre maio do ano passado, que registrou 1,3 mil máquinas.
Share To:
Magpress

Falando de Varejo

O Falando de Varejo é o maior blog sobre o varejo brasileiro, no ar desde julho de 2008. Navegue por nosso site e conheça nossas dicas e artigos especiais. Quase 6 milhões de pessoas já passaram por aqui. Clique nos links abaixo para nos seguir também nas principais redes sociais.

Post A Comment: