Ação identificará e reconhecerá as companhias adeptas de um novo modelode fazer negócios e gerar desenvolvimento. Inscrições vão até 18 de julho

Com o objetivo de identificar e homenagear as empresas que impulsionam o novo modelo de desenvolvimento, baseado no capitalismo consciente, a Editora Três, por meio da sua principal publicação, a ISTOÉ, lança o prêmio “ISTOÉ Empresas + Conscientes”. As inscrições foram prorrogadas e podem ser feitas até o dia 18 de julho. Os registros devem ser feitos pelo site http://empresasmaisconscientes.com.br.

No dia 18 de setembro, a revista reconhecerá as companhias que melhor estão fazendo essa transição para uma nova forma de se fazer negócios no Brasil. Durante cerimonial, serão distribuídos 19 prêmios, incluindo a melhor pontuação geral; a melhor pontuação nas categorias Pequena (receita bruta de até R$ 16 milhões), Média (receita bruta de até R$ 300 milhões) e Grande (receita bruta acima de R$ 300 milhões); e as melhores empresas nas três categorias em cada uma das cinco dimensões de avaliação (Governança, Modelo de Negócios, Relacionamento com Funcionários, Relacionamento com a Comunidade e Meio Ambiente).



Segundo Luiz Fernando Sá, diretor Editorial Adjunto da Editora Três, a iniciativa vai além da premiação e estabelece um marco deste movimento no Brasil. “Temos como ambição incentivar as empresas a olhar seus negócios de outra maneira”, conta Sá. O Prêmio “ISTOÉ Empresas + Conscientes” conta com apoio da Report Sustentabilidade, consultoria especializada em sustentabilidade com 12 anos de experiência.

A iniciativa avaliará as empresas concorrentes por meio da metodologia do B Lab, organização norte-americana criada para certificar corporações alinhadas ao lema “não ser apenas as melhores do mundo, mas as melhores para o mundo”, ou seja, que atingem padrões específicos de transparência, administração financeira, sustentabilidade e performance, com foco na criação de valor para a sociedade. Os questionários abordarão as cinco dimensões e as respostas gerarão pontuação de 0 a 200. No Brasil, essa cuidadosa avaliação é coordenada pelo Sistema B.

A pontuação obtida pelas empresas será analisada pelo Conselho Consultivo do Prêmio, composto por especialistas com experiência nos temas e nesse tipo de avaliação. Eles verificarão eventuais distorções nos resultados, levando em conta a média histórica global das mais de mil empresas que já responderam ao questionário. Por fim, definirão as 20 empresas finalistas, que passarão pelo Call de Revisão, realizado em um contato com a equipe especializada do B Lab para tirar dúvidas sobre as respostas e, se necessário, ajustar a pontuação final, definindo os vencedores.
Share To:
Magpress

Falando de Varejo

O Falando de Varejo é o maior blog sobre o varejo brasileiro, no ar desde julho de 2008. Navegue por nosso site e conheça nossas dicas e artigos especiais. Quase 6 milhões de pessoas já passaram por aqui. Clique nos links abaixo para nos seguir também nas principais redes sociais.

Post A Comment: