Produtividade é assunto pautado com frequência por empresários. O tema é fundamental para o crescimento de empresas do país e para geração de futuros empregos. Em relação às horas trabalhadas, o brasileiro vence o americano, francês e o alemão. Entretanto, produz apenas um quarto do que é produzido por eles. Esseéo resultado de uma pesquisa realizada pelo Órgão Internacional do Trabalho (OIT).

Para produzir mais é preciso aproveitar bem as horas disponíveis, fazer o dia render, e produzir mais no mesmo tempo e ter conhecimento total do serviço. Além de procurar por profissionais que se encaixam nesse conceito, empresas procuram também investir em treinamentos para desenvolver essa e outras habilidades nos funcionários. O método vem sendo aplicado nas redes de franquias para fortalecer o vínculo entre os funcionários e a rede e estimular os colaboradores com novos conhecimentos.

A Acquazero, rede de franquias especializada em estética automotiva biodegradável, oferece o sistema para todos os funcionários. “O treinamento é passado para toda equipe da franquia Acquazero, inclusive para o franqueado”, falou o diretor da empresa Marcos Mendes.

Treinamento que oferece benefícios não só aos donos das novas unidades, mas também, para a rede como um todo. “O bom desenvolvimento de cada unidade, começa com um bom treinamento. Isso se reflete em qualidade de serviços, clientes satisfeitos, e fortalecimento de nossa marca”, falou Marcos.

Especialistas garantem que uma equipe bem treinada é o alicerce da unidade e um fator determinante para o desenvolvimento de cada uma delas. “O bom desenvolvimento de uma franquia depende de um marketing bem feito para atrair os clientes, um bom atendimento e relacionamento com o cliente, uma boa abordagem de venda com propriedade e um bom serviço executado. Somente uma equipe bem treinada conseguirá realizar esses quesitos e por consequência atingir bons resultados”, relatou o diretor.

Os treinamentos da rede vivem em constante atualização, já que ele é baseado no retorno dos clientes finais. “Nosso intuito é executar um serviço com rapidez, facilidade, agilidade e o mais importante com qualidade”, concluiu Marcos.

Para Samadhi Müller, diretor da rede de franquias Loja das Torcidas, um bom treinamento necessita de competência do mediador, material didático bem elaborado e treinamento prático. Segundo ele, quesitos que sua franqueadora segue a risca.

Samadhi diz que um ótimo atendimento é o requisito principal para a fidelização dos clientesnas unidades da franquia. Mas como saber atender com tamanha maestria? Com o terceiro item citado logo acima, o treinamento prático! “Nós levamos esse princípio muito a sério. Além do conhecimento teórico, oferecemos também a prática, inauguramos recentemente uma unidade modelo em São José do Rio Preto para ensinar na prática o que explicamos na teoria. Vemos mais resultados”, falou.

De acordo com o empresário, o método adquirido pela Loja das Torcidas, consiste em capacitar os franqueados na sede da própria empresa. Cada franqueado recebe separadamente todo o aprendizado e posteriormente este conteúdo é passadopara a equipe. “Explicamos passo a passo para o franqueado o que acontece dentro da franqueadora, em nosso treinamento contamos com nossa equipe de assessoria de imprensa, publicidade e toda a equipe interna abordando o mercado, como fazer pedidos, como escolher seus funcionários, entre outros itens importantes”, explica.

O treinamento foi preparado por meio de consultorias especializadas e é elogiado pelos franqueados que participam. “Recebemos feedback positivo, nosso treinamento tem sido elogiado por todos”, disse Müller.

Treinamento presencial e também online! Quem não tem loja fixa se adapta a essa realidade de forma virtual. É o que faz a empresa de tecnologia Gigatron Franchising. Todo franqueado recebe o treinamento 100% online por meio de um canal no youtube e um ambiente EAD.

O treinamento feito à distância exige muita dedicação, já que depois dele, cada funcionário passa por um prova de homologação. A metodologia é própria e foi desenvolvida por uma expertise. “Até o momento o retorno tem sido positivo. Fazemos um questionário de avaliação constante para saber o grau de satisfação do nosso cliente”, disse Marcelo Salomão.

Segundo o diretor, a geração de conhecimento tem interferência direta na qualidade do atendimento. Quesito passa a ser unanimidade entre as três empresas. Outra medida adotada por todos, é a questão da reciclagem! A Gigatron também oferece a medida mensalmente.

Hoje a Gigatron possui três modelos de franquias, cada uma com o seu treinamento e todo o material foi desenvolvido dentro da empresa e aos olhos cuidadosos de Marcelo, que faz questão que seus franqueados tenham total respaldo dentro da franqueadora. “Estamos sempre criando novos produtos e modelos de franquias, com isso estamos desenvolvendo constantemente novos treinamentos”, disse. Para comprovar essa realidade da franqueadora, em breve a Gigatron Franchising saltará de três para seis modelos de microfranquias, abrindo assim um leque maior para o investidor interessado na área.

Especialista quando o assunto é padronização e treinamento, André Machado, diretor da Compra Store, empresa de padronização de franquias, muitas vezes auxilia franqueadoras nesses treinamentos. De acordo com ele, a especialização é importante principalmente para tirar todas as dúvidas existentes perante o serviço oferecido pela empresa. “Sei que não é fácil em apenas uma semana sanar todas as dúvidas existentes. Mas é de extrema importância que o pós-treinamento seja acompanhando de perto pelo suporte da franqueadora. Ou seja, quando o franqueado volta para a sua cidade, volta com muitas dúvidas. É nesse momento que a empresa deve acompanhar de perto este novo franqueado”, completou André.

Segundo ele, a ação engloba diversos aspectos. Uma delas, no qual considera ideal para o fortalecimento e promoção da rede durante a especializaçãoé a utilização de uniformes, brindes, sorteio de produtos e o incentivo da franqueadora sobre a padronização na rede.

O especialista lista os principais erros cometidos. “Vejo muito por ai falta de preparo dos apresentadores como nervosismo, erros de português e slides cansativos. Outros erros frequentes são: sinal de internet lenta, as salas muitas vezes pequenas e sem nenhum conforto e também a falta de detalhamento de pauta. A dica é realizar o oposto de tudo isso!”, concluiu André.
Share To:
Magpress

Falando de Varejo

O Falando de Varejo é o maior blog sobre o varejo brasileiro, no ar desde julho de 2008. Navegue por nosso site e conheça nossas dicas e artigos especiais. Quase 6 milhões de pessoas já passaram por aqui. Clique nos links abaixo para nos seguir também nas principais redes sociais.

Post A Comment: