Índice divulgado pela SBVC em parceria com a Virtual Gate aponta retração de 5,7% no número de pessoas nas lojas na comparação com o mesmo período do ano anterior

ICV-30 de Fevereiro apresentou queda de 5,7%
A queda registrada pelo varejo em janeiro se manteve no fechamento do primeiro bimestre do ano. O número de consumidores nas lojas caiu 5,8% nos dois primeiros meses de 2015, se comparados ao mesmo período de 2014. O apontamento é do ICV 30 (Índice de Consumidores do Varejo Mensal) divulgado pela SBVC (Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo) em parceria com a Virtual Gate, empresa especializada no monitoramento de tráfego de pessoas em lojas.

Já o mês de fevereiro teve diminuição de 5,7% com relação a fevereiro de 2014. O Carnaval também foi monitorado e apresentou retração de 13% na média diária em relação ao mesmo período do ano anterior. “A queda no consumo já era esperada e tem entre seus principais motivos as mudanças na política econômica, a retração no crédito e, consequentemente, no consumo”, destaca Eduardo Terra, presidente da SBVC. Na opinião do executivo, o consumidor está mais cauteloso. “As mudanças têm acontecido em todas as esferas sociais, resultando em uma readequação dos hábitos de compra. Neste momento, é preciso pensamento estratégico e medidas que favoreçam a retomada”, completa Terra.
O estudo mostra ainda queda de 8,7% em fevereiro quando comparado a janeiro de 2015. “O mês mais curto, era esperado que apresentasse uma queda significativa. Partindo desse pressuposto, podemos estimar que em março deve haver alguma alteração, por ser um mês com mais dias úteis”, avalia Caio Camargo, diretor de Relações Institucionais da Virtual Gate.

Na opinião de Heloísa Cranchi, diretora geral da Virtual Gate, em épocas de aperto é preciso aproveitar todas as oportunidades. “Temos muitos feriados este ano e, vale lembrar, que abril é um dos meses com menos dias úteis em 2015. Isso significa que março precisa ser muito bem aproveitado pelo comércio”, reforça Cranchi.

O ICV 30 (Índice de Consumidores do Varejo Mensal) foi desenvolvido para medir o desempenho do fluxo de clientes/consumidores durante o mês que antecede sua divulgação.

Sobre a SBVC

Fundada em 29 de maio de 2014, a Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC) é uma organização sem fins lucrativos, aberta, multissetorial e com atuação complementar às demais entidades de classe do varejo. Sua missão é contribuir para o aumento da competividade do varejo, por meio de conteúdos e estudos de mercado, promovendo networking entre executivos do varejo de todos os segmentos. A entidade tem como objetivo defender os interesses políticos do segmento e promover ações sociais. A SBVC é sustentada por quatro pilares fundamentais: Conteúdo, Político, Ações Sociais e Relacionamento.

Sobre a Virtual Gate

Fundada em 2002, a Virtual Gate, fornece soluções para o aumento de faturamento dos varejistas por meio de tecnologia que permite a gestão do fluxo do consumidor e da taxa de conversão. Atende algumas das maiores empresas do País e grandes redes varejistas, além de oferecer soluções de valor agregado para médias e pequenas empresas de todo o Brasil, com clientes em todas as regiões. Seu portifólio tem alguns cases de sucesso em seu portfólio como: C&A, Pernambucanas, Telhanorte, TendTudo, Casa Show, Nike, Livraria Cultura, Saraiva, Lojas Americanas, Farm, Animale, Paquetá, Calvin Klein, Loungerie, L’Occitane, Sephora, entre outros.
Share To:
Magpress

Falando de Varejo

O Falando de Varejo é o maior blog sobre o varejo brasileiro, no ar desde julho de 2008. Navegue por nosso site e conheça nossas dicas e artigos especiais. Quase 6 milhões de pessoas já passaram por aqui. Clique nos links abaixo para nos seguir também nas principais redes sociais.

Post A Comment: