A editora e varejista Saraiva obteve lucro líquido de R$ 22,9 milhões no quarto trimestre, uma
alta de 91% em relação a igual período de 2013. A receita líquida ficou estável em R$ 739 milhões.

No período, a companhia registrou queda nas despesas operacionais de 17%, para R$ 233 milhões. O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) dobrou, na base de comparação anual, para R$ 59 milhões.

Embora o resultado, empresa encara 2015 como ano
"desafiador", com redução de lojas
No ano de 2014 como um todo, o lucro do grupo recuou 5,6%, para R$ 5,7 milhões. A receita líquida avançou 6%, somando R$ 2,27 bilhões, enquanto o Ebitda cresceu 17%, a R$ 111 milhões — na margem inferior da projeção estabelecida pela companhia para o ano, de Ebitda entre R$ 110 milhões e R$ 130 milhões.

A Saraiva projeta investir cerca de R$ 40 milhões em 2015, menos da metade dos R$ 81 milhões investidos em 2014. O volume de investimentos planejado para o ano reflete a redução do ritmo de abertura de lojas e postergação de alguns investimentos. Para 2015, estão previstas apenas a abertura de lojas no aeroporto de Viracopos. Também está previsto o fechamento de ao menos quatro lojas deficitárias no varejo.

A Saraiva espera que 2015 seja um ano “desafiador”, devido ao menor volume de vendas no âmbito do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) 2016, com a redução no número de alunos atendidos devido às mudanças no perfil demográfico da população aliada aos impactos da migração de alunos da rede pública para a escola particular. As perspectivas para venda no varejo também são menos favoráveis diante dos efeitos da desaceleração econômica.

Fonte: Valor
Share To:
Magpress

Falando de Varejo

O Falando de Varejo é o maior blog sobre o varejo brasileiro, no ar desde julho de 2008. Navegue por nosso site e conheça nossas dicas e artigos especiais. Quase 6 milhões de pessoas já passaram por aqui. Clique nos links abaixo para nos seguir também nas principais redes sociais.

Post A Comment: