Índice divulgado pela SBVC em parceria com a Virtual Gate aponta possível tendência de recuperação para o próximo mês

O primeiro trimestre de 2015 registrou queda de 6,4% no fluxo de pessoas em lojas se comparado ao mesmo período de 2014. O número também teve decréscimo de 2,5% em março com relação a fevereiro. Quando se compara março de 2015 com março de 2014, a regressão é de 7,9%. Os dados são do ICV 30 (Índice de Consumidores do Varejo Mensal) divulgado pela SBVC (Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo) em parceria com a Virtual Gate, empresa especializada no monitoramento de tráfego de pessoas em lojas.

ICV apresentou queda no mês de março (-2,5%), e no trimestre (-6,4%). No comparativo de 12 meses, a regressão é de (-7,9%)
De acordo com Eduardo Terra, presidente da SBVC, os dados refletem o comportamento do consumidor em relação à Economia do País. “Estamos diante de um cenário de desconfiança geral por parte de quem consome. Isso leva à retração no movimento de compra gerada pelo receio de um cenário incerto”, destaca.

O estudo considera a evolução média do fluxo diário de lojas que tiveram contagem entre janeiro de 2014 a março de 2015. O fluxo de 2015 demonstra seguir a mesma tendência do ano anterior, com redução percentual em todos os meses.

Embora em queda no comparativo, Abril poderá começar a apresentar alguma retomada de consumo, uma vez que 2015 vem apresentando a mesma tendência de curva.
Na opinião de Caio Camargo, diretor de Relações Institucionais da Virtual Gate, se o movimento de 2014 continuar a se repetir, pode haver boas surpresas ainda em abril. “Pelo nosso histórico, abril do ano passado registrou crescimento, o que pode acontecer este ano, se as coisas seguirem como estão”, comenta. Segundo Heloísa Cranchi, diretora geral da Virtual Gate, é preciso manter a cautela, mas não deixar de apostar. “O ano não começou bem e o cenário econômico segue incerto, o que deixou o mercado cauteloso. Mas precisamos pensar em estratégias que nos rendam resultados positivos, ainda que em médio prazo”, reforça Cranchi.

O ICV 30 (Índice de Consumidores do Varejo Mensal) foi desenvolvido para medir o desempenho do fluxo de clientes/consumidores durante o mês que antecede sua divulgação.

Sobre a SBVC

Fundada em 29 de maio de 2014, a Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC) é uma organização sem fins lucrativos, aberta, multissetorial e com atuação complementar às demais entidades de classe do varejo. Sua missão é contribuir para o aumento da competividade do varejo, por meio de conteúdos e estudos de mercado, promovendo networking entre executivos do varejo de todos os segmentos. A entidade tem como objetivo defender os interesses políticos do segmento e promover ações sociais. A SBVC é sustentada por quatro pilares fundamentais: Conteúdo, Político, Ações Sociais e Relacionamento.

Sobre a Virtual Gate

Fundada em 2002, a Virtual Gate, fornece soluções para o aumento de faturamento dos varejistas por meio de tecnologia que permite a gestão do fluxo do consumidor e da taxa de conversão. Atende algumas das maiores empresas do País e grandes redes varejistas, além de oferecer soluções de valor agregado para médias e pequenas empresas de todo o Brasil, com clientes em todas as regiões. Seu portifólio tem alguns cases de sucesso em seu portfólio como: C&A, Pernambucanas, Telhanorte, TendTudo, Casa Show, Nike, Livraria Cultura, Saraiva, Lojas Americanas, Farm, Animale, Paquetá, Calvin Klein, Loungerie, L’Occitane, Sephora, entre outros.
Share To:
Magpress

Falando de Varejo

O Falando de Varejo é o maior blog sobre o varejo brasileiro, no ar desde julho de 2008. Navegue por nosso site e conheça nossas dicas e artigos especiais. Quase 6 milhões de pessoas já passaram por aqui. Clique nos links abaixo para nos seguir também nas principais redes sociais.

Post A Comment: