Departamento de Pesquisas da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Rio Grande do Sul - FCDL-RS ressalta que os ovos de chocolate não venderam tanto como ocorreu em 2014. Porém, o consumo do doce de cacau não diminuiu

As vendas dos produtos tradicionais de Páscoa não apresentaram crescimento em 2015, em comparação com o ano passado. Porém, os lojistas também não observaram queda na comercialização, de acordo com o Departamento de Pesquisa da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Rio Grande do Sul - FCDL-RS. A avaliação feita após o feriado de Páscoa é positiva, tendo em vista o momento instável da economia brasileira.

- Os comerciantes não venderam menos que no ano passado. Eles comercializaram as mesmas quantidades de chocolates e artigos típicos desta época, como peixes e acessórios para enfeitar cestas, por exemplo, que em 2014. A diferença foi a mudança no consumo, observada pelos lojistas - destaca o presidente da FCDL-RS, Vitor Augusto Koch.

Como os valores do chocolate estavam maiores, grande parte dos consumidores alterou o formato dos presentes. Ao invés de presentear com ovos de chocolate, apenas, as pessoas deram outros formatos de chocolate, como barras e bombons. Além disto, a FCDL-RS observou o aumento de vendas de brinquedos.

- Os consumidores substituíram os produtos mais caros por opções mais baratas. O preço médio do chocolate em forma de ovo estava até seis vezes maior este ano. Na semana que antecedeu a Páscoa, as vendas apresentaram aumento de 3,2%. Já o ticket médio teve queda de aproximadamente 5% - ressalta o economista Eduardo Starosta.

Ainda de acordo com a FCDL-RS, nos dois dias que antecederam o domingo de Páscoa, o preço dos chocolates apresentou queda no comércio. Em alguns estabelecimentos, os descontos eram de até 25%. Para evitar a perda de estoque, muitos comerciantes optaram por antecipar as promoções, comuns para os dias posteriores ao domingo.
Share To:
Magpress

Falando de Varejo

O Falando de Varejo é o maior blog sobre o varejo brasileiro, no ar desde julho de 2008. Navegue por nosso site e conheça nossas dicas e artigos especiais. Quase 6 milhões de pessoas já passaram por aqui. Clique nos links abaixo para nos seguir também nas principais redes sociais.

Post A Comment: