O projeto da Coop – Cooperativa de Consumo de substituir lâmpadas fluorescentes pelo moderno conceito LED (Light Emitting Diode) já está concluído em cerca de um terço de sua rede. Até o final do ano passado, o consumo de energia elétrica economizado alcançava a marca expressiva de 132.599,23 kWh/mês, além de deixar de lançar na atmosfera 52,48 toneladas de CO2/ano.

“Com o novo sistema de iluminação foi poupada a ação de 263 árvores em 2014 para neutralizar o prejuízo da emissão de gás carbônico e esse balanço será muito mais positivo, quando o conceito LED estiver presente em todos os pontos de distribuição e áreas de suporte, com o emprego de aproximadamente 55 mil peças, com conclusão prevista para 2017”, explica a engenheira Viviane Cristina dos Santos Chicano.

Neste ano, nove outras unidades serão contempladas com a tecnologia, incluindo nesse pacote a nova loja em Tatuí que será inaugurada no próximo mês de outubro, e a Central de Panificação. No total, 12 mil luminárias serão instaladas e nas 12 lojas restantes, o sistema de iluminação será substituído entre 2016 e 2017, exigindo outras 24 mil peças.

O investimento é alto, pois a tecnologia exige maior número de luminárias em comparação à convencional e seu preço é bem mais elevado. Só que o custo benefício compensa, e muito. “O investimento se paga em um ano e seis meses de utilização, já que a vida útil do LED é de 50 mil horas ou cinco anos, mais que o dobro da durabilidade da fluorescente que gira em torno de 20 mil horas”, assegura a engenheira Viviane Chicano.

Para se ter uma ideia, a substituição de 136 lâmpadas de vapor metálico por 1.355 luminárias a LED gerou na unidade Árvore Grande, em Sorocoba, diminuição de 16% no consumo de energia elétrica em 2012, quando da troca do sistema de iluminação. Uma redução de 30 MWh que garantiu economia de R$ 6 mil/mês.

Há outros benefícios que precisam ser levados em conta. Além da redução de consumo, já que sua potência é de 18W, as luminárias LED produzem menos calor, reduzindo a utilização do ar condicionado. Outras vantagens é que sua durabilidade de 50 mil horas elimina a manutenção, além de possuir maior eficiência luminosa (110 lm/W) e não requerer reator. Sem contar, principalmente, os benefícios ao meio ambiente.

Sobre a Coop: Atualmente a Coop é considerada a maior cooperativa de consumo da América Latina, ocupa a 13ª posição do ranking da ABRAS (Associação Brasileira de Supermercados) e fechou o exercício de 2014 com faturamento de R$ 2,028 bilhões. São cerca de 5,4 mil colaboradores diretos, 28 unidades de distribuição - 21 no Grande ABC, uma em Piracicaba, três em São José dos Campos, duas em Sorocaba e uma em Tatuí, além de três postos de combustíveis e seis drogarias externas.

Por ser uma cooperativa, seu principal escopo é oferecer os melhores serviços com preços justos, além de reverter benefícios para seus cooperados e comunidade, como ciclo de palestras gratuitas; programa de saúde e qualidade de vida por meio do Mexa-se nas unidades; retorno das sobras (lucro), quando ocorrerem; programas educacionais voltados aos estudantes da rede pública e particular e doações para entidades beneficentes onde possui unidades de distribuição.
Share To:
Magpress

Falando de Varejo

O Falando de Varejo é o maior blog sobre o varejo brasileiro, no ar desde julho de 2008. Navegue por nosso site e conheça nossas dicas e artigos especiais. Quase 6 milhões de pessoas já passaram por aqui. Clique nos links abaixo para nos seguir também nas principais redes sociais.

Post A Comment: