A ABF Franchising Expo, maior feira do mundo no segmento de franchising, começa hoje no Expo Center Norte, em São Paulo.

Para falar do tema, o Falando de Varejo reinicia sua série de entrevistas, convidando o Diretor de Treinamento, Cursos e Eventos da entidade, Juarez Leão, para uma conversa sobre o evento e o mercado.

FDV: Qual a expectativa para a edição deste ano da Expo? Quais as novidades dessa edição?

Juarez Leão, da ABF
LEÃO: Este ano esperamos um público superior a 62 mil visitantes, movimento mais de R$ 500 milhões em negócios potenciais. Acreditamos também que, no atual momento econômico, devemos atrair profissionais que, com poucas perspectivas em seu emprego atual, buscam abrir seu próprio negócio por meio do franchising.

No campo da capacitação, temos duas novidades: o Congresso de Expansão de Redes, que ocorre um dia antes da feira, e os Cursos ABF, que ocorrem ao longo do evento. A primeira iniciativa tem o objetivo de potencializar a participação dos expositores na ABF Franchising Expo, mas traz também importantes dicas de marketing, atração e seleção de novos franqueados. A segunda iniciativa é voltado ao empreendedor iniciante que escolheu o franchising para abrir seu próprio negócio. Serão aulas rápidas e práticas com o conceitos principais do franchising e as dicas para selecionar a marca mais compatível com cada perfil de investidor. No campo dos expositores, temos 78 estreando na feira entre redes, nacionais e internacionais, fornecedores e consultorias. Destaque para marcas famosas, mas recentes, como a hamburgueria Fry’s, Los Paleteros, Espetto Carioca e Suplicy Café. Notamos também a forte presença de franquias de serviços de vários segmentos de esmalterias, para sombrancelhas, automóveis, odontologia e escolas de idiomas. O segmento de alimentação continua forte, com várias marcas conhecidas, incluindo o retorno da Dunkin Donuts.

Por fim, vamos ter o lançamento de um projeto inédito de capacitação online com o Sebrae, cujos detalhes serão divulgados durante a feira.

FDV: E como anda o mercado de franquias no Brasil?

LEÃO: O mercado de franquias cresceu de forma consistente nos últimos 10 anos. Nos últimos 18 meses, já vem sendo mais impacto pelo atual cenário econômico. No entanto, ainda mantemos um desempenho superior ao varejo e a economia de forma geral. Por exemplo, no primeiro trimestre de 2015, nosso mercado cresceu nominalmente 9,2%. Este resultado é um forte indicativo da resiliência de nosso setor. Pela natureza em rede e de constante capacitação técnica e motivacional do franchising, conseguimos enfrentar melhor o atual cenário. Em um trimestre que costuma ser mais difícil, ao menos recuperamos a inflação e com alguma sobra.

FDV: Quais os tipos de negócio que podem ter um melhor mercado nesse ano? Quais poderão enfrentar alguma dificuldade?

LEÃO: Os segmentos do franchising que mais cresceram no primeiro trimestre de 2015 foram: Alimentação e “Esporte, Saúde, Beleza e Lazer”, ambos com uma expansão do faturamento da ordem de 14%; e Comunicação, Informática e Eletrônicos, com 11%. Em número de unidades, os segmentos que mais cresceram foram Acessórios Pessoais e Calçados (14%) e Comunicação, Informática e Eletrônicos (13%).

Em um momento menos favorável, segmentos mais tradicionais como Alimentação e Esporte, Saúde, Beleza e Lazer tendem a se fortalecer, pois refletem mudanças comportamentais da sociedade mais consolidadas, como as relativas ao bem-estar e a facilidades cotidianas. Já o segmento de Comunicação, Informática e Eletrônicos reflete a crescente digitalização da sociedade, gerando oportunidades na venda de produtos, consultoria, assistência técnica e outros serviços.

FDV: Muitas pessoas que estão saindo do mercado tradicional, tem como desejo abrir seu próprio negócio, principalmente através de alguma franquia existente no mercado. Qual o seu conselho para esses futuros franqueados?

LEÃO: As dicas para se escolher uma marca são: primeiro, que entenda e concorde com o sistema de franquias. Segundo, escolher uma franquia de um segmento com o qual se identifique. Ou seja, não escolher apenas pela moda, mas sim algo de interesse. Se gosto de culinária, a área de alimentação pode ser uma boa opção. Se a educação é meu interesse, quem sabe uma franquia de idiomas ou treinamentos. E assim, por diante. Terceiro, avaliar e desenvolver bem o plano de negócios que abrange: produto/serviço, preço, potencial de mercado, ponto comercial, fluxo financeiro, etc. E, por fim, possuir o capital necessário não apenas para o investimento inicial, mas para financiar a operação da franquia. Verificar se a rede de franquia é associada a ABF e possui o Selo de Excelência no franchising é outra dica importante. Por fim, e uma de nossas principais recomendações, é conversar com alguns franqueados da rede em que se quer ingressar. Esse é um dos principais balizadores de qualquer decisão.

FDV: Para aqueles que já possuem um negócio próprio, e buscam expandir sua rede através do formato de franquias, qual seu conselho?

LEÃO: Conhecer bem o sistema de franchising e suas peculiaridades é uma dica que se mantém. Em segundo lugar, a experiência na operação do negócio que se quer franquiar é muito importante antes de transferir este conhecimento. Em outras palavras, significa dizer que é mais recomendável franquear negócios com algum nível de maturidade, aguardando um pouco quando o negócio ainda está em fase de desenho. Por fim, há uma mudança de mentalidade fundamental: eu deixo de ser um empresário corrente e passo a ser um franqueador, cujo papel é diferente e foca, principalmente, a transmissão de conhecimento e o acompanhamento de indicadores macro dos franqueados.

SERVIÇO:
ABF FRANCHISING EXPO
DE 24 a 27 de JULHO
EXPO CENTER NORTE
SÃO PAULO - SP
Share To:
Magpress

Falando de Varejo

O Falando de Varejo é o maior blog sobre o varejo brasileiro, no ar desde julho de 2008. Navegue por nosso site e conheça nossas dicas e artigos especiais. Quase 6 milhões de pessoas já passaram por aqui. Clique nos links abaixo para nos seguir também nas principais redes sociais.

Post A Comment: