Apontamento divulgado pela SBVC, em parceria com a Virtual Gate, mostra que o Dia dos Pais foi a maior queda quando comparado a Mães e Namorados

O fluxo médio de pessoas em lojas no Dia dos Pais apresentou queda de 11,7% na comparação com o mesmo período de 2014. Os dados são do IVC SAZ (Índice de Consumidores no Varejo Sazonal) divulgado pela SBVC (Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo) em parceria com a Virtual Gate, empresa especializada no monitoramento de tráfego de pessoas em lojas.

De acordo com o estudo, no sábado que antecedeu a data (dia 08/08) houve crescimento de 50% em relação à média dos dois sábados anteriores. Já as compras de última hora resultaram em crescimento de 37% na semana do Dia dos Pais na comparação com as duas semanas anteriores. Contudo, o fluxo médio diário de 2015 registrou queda desde o fim de julho, na comparação com mesmo período de 2014.





“Os números do estudo foram ao encontro do esperado: maior movimento de compra mais próximo da data, mas nada significativo, mantendo uma queda acentuada maior que a registrada no Dia das Mães e de Namorados”, destaca Eduardo Terra, presidente da SBVC.

Comparativo

O ICV SAZ (Índice de Consumidores no Varejo Sazonal) referente ao Dia dos Pais aponta que a data foi a que mais teve queda no fluxo de pessoas em lojas (-11,7%) quando comparada ao Dia das Mães (-9,4%) e Dia dos Namorados (-8,3%). “Os números refletem o cenário econômico e a baixa confiança do consumidor”, analisa Caio Camargo, diretor de Relações Institucionais da Virtual Gate.

Nas três ocasiões, o maior movimento de pessoas em lojas foi registrado na semana que antecedeu a data comemorativa. Na opinião de Heloísa Cranchi é preciso que o varejista fique atento a essas variações para traçar suas estratégias. “O consumidor está sempre à procura de melhores preços, isso explica a ida às lojas em cima da hora”, comenta.

O ICV SAZ (Índice de Consumidores do Varejo Sazonal) foi desenvolvido para medir o desempenho do fluxo de clientes/consumidores durante uma data específica que antecede sua divulgação. A base conta com mais de 1200 pontos de medições (lojas) e adota a Classificação Nacional de Atividades Econômicas - CNAE, na sua versão mais atual 2.0. O ponto de referência é base 100 = Janeiro de cada ano para comparativos anuais, e base = 100 primeiro mês analisado no comparativo mês a mês.

Sobre a SBVC

Fundada em 29 de maio de 2014, a Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC) é uma organização sem fins lucrativos, aberta, multissetorial e com atuação complementar às demais entidades de classe do varejo. Sua missão é contribuir para o aumento da competividade do varejo, por meio de conteúdos e estudos de mercado, promovendo networking entre executivos do varejo de todos os segmentos. A entidade tem como objetivo defender os interesses políticos do segmento e promover ações sociais. A SBVC é sustentada por quatro pilares fundamentais: Conteúdo, Político, Ações Sociais e Relacionamento.

Sobre a Virtual Gate

Fundada em 2002, a Virtual Gate, fornece soluções para o aumento de faturamento dos varejistas por meio de tecnologia que permite a gestão do fluxo do consumidor e da taxa de conversão. Atende algumas das maiores empresas do País e grandes redes varejistas, além de oferecer soluções de valor agregado para médias e pequenas empresas de todo o Brasil, com clientes em todas as regiões. Seu portifólio tem alguns cases de sucesso como: C&A, Pernambucanas, TendTudo, Casa Show, Nike, Saraiva, Lojas Americanas, Farm, Paquetá, Calvin Klein, Loungerie, L’Occitane, Sephora, entre outros.
Share To:
Magpress

Falando de Varejo

O Falando de Varejo é o maior blog sobre o varejo brasileiro, no ar desde julho de 2008. Navegue por nosso site e conheça nossas dicas e artigos especiais. Quase 6 milhões de pessoas já passaram por aqui. Clique nos links abaixo para nos seguir também nas principais redes sociais.

Post A Comment: