Apontamento do ICV 30 divulgado pela SBVC em parceria com a Virtual Gate, mostra diminuição da diferença no comparativo com 2014

O mês de julho de 2015 fechou com queda de 3,8% no comparativo com o mesmo período do ano anterior. Já quando comparado a junho de 2015, o número teve alta de 1,4%, curva oposta ao mesmo período do ano passado que registrou queda de 2,6%. O apontamento é do ICV 30 (Índice de Consumidores do Varejo Mensal) divulgado pela SBVC (Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo) em parceria com a Virtual Gate, empresa especializada no monitoramento de tráfego de pessoas em lojas.

O estudo mostra ainda que no acumulado de janeiro a julho a queda foi de 6,6%, 0,4% menor em relação ao mesmo período de 2014.







“Apesar da diminuição no ritmo de queda, esperávamos uma possível recuperação mais significativa, visto que em 2014 houve um tráfego muito pequeno nas lojas em função da Copa do Mundo”, analisa Eduardo Terra, presidente da SBVC - Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo.

No recorte regional, Norte e Nordeste registraram menos de 1% de redução no período em relação a 2014. As regiões com menor diferença entre julho de 2014 e 2015 foram Norte, Nordeste e Sudeste.


De acordo com Caio Camargo, diretor de Relações Institucionais da Virtual Gate, a sazonalidade de datas comerciais pode ajudar positivamente no cenário. “O Dia dos Pais poderá contribuir para uma melhora na média de 2015 que, tem sido decepcionante”, destaca.

Na opinião de Heloísa Cranchi, diretora geral da Virtual Gate, é preciso continuar atento. “Podemos dizer que é um início de cenário menos amargo ao mercado, mas não devemos deixar de pensar e articular de maneira estratégica para pegar carona neste panorama que poderá ser mais promissor”, avalia.

O ICV 30 (Índice de Consumidores do Varejo Mensal) foi desenvolvido para medir o desempenho do fluxo de clientes/consumidores durante o mês que antecede sua divulgação. O cálculo foi realizado a partir da variação percentual do fluxo médio diário de cada mês das lojas comparáveis. Na base analisada constam mais de 1200 pontos de medições (lojas). A análise adota a Classificação Nacional de Atividades Econômicas - CNAE, na sua versão mais atual.

Sobre a SBVC

Fundada em 29 de maio de 2014, a Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC) é uma organização sem fins lucrativos, aberta, multissetorial e com atuação complementar às demais entidades de classe do varejo. Sua missão é contribuir para o aumento da competividade do varejo, por meio de conteúdos e estudos de mercado, promovendo networking entre executivos do varejo de todos os segmentos. A entidade tem como objetivo defender os interesses políticos do segmento e promover ações sociais. A SBVC é sustentada por quatro pilares fundamentais: Conteúdo, Político, Ações Sociais e Relacionamento.

Sobre a Virtual Gate

Fundada em 2002, a Virtual Gate, fornece soluções para o aumento de faturamento dos varejistas por meio de tecnologia que permite a gestão do fluxo do consumidor e da taxa de conversão. Atende algumas das maiores empresas do País e grandes redes varejistas, além de oferecer soluções de valor agregado para médias e pequenas empresas de todo o Brasil, com clientes em todas as regiões. Seu portifólio tem alguns cases de sucesso como: C&A, Pernambucanas, TendTudo, Casa Show, Nike, Livraria Cultura, Saraiva, Lojas Americanas, Farm, Paquetá, Calvin Klein, Loungerie, L’Occitane, Sephora, entre outros.
Share To:
Magpress

Falando de Varejo

O Falando de Varejo é o maior blog sobre o varejo brasileiro, no ar desde julho de 2008. Navegue por nosso site e conheça nossas dicas e artigos especiais. Quase 6 milhões de pessoas já passaram por aqui. Clique nos links abaixo para nos seguir também nas principais redes sociais.

Post A Comment: