Na contramão da crise, o faturamento de drogarias, perfumes e cosméticos cresceu 3,41% em 2015

As vendas do comércio varejista da capital apresentaram queda de 2,41% no acumulado do ano (janeiro a agosto), na comparação com o mesmo período de 2014. Para o presidente da CDL/BH, Bruno Falci, o resultado é reflexo da piora dos indicadores macroeconômicos. “Os juros altos travam os investimentos produtivos e abalam a confiança dos agentes econômicos. Fator que fomenta um círculo vicioso onde a economia não cresce, comprometendo a geração de emprego e renda um dos pilares do consumo e, consequentemente das vendas”, explica.

Setor em alta - Um dos setores que estão indo no sentido oposto a desaceleração do consumo é o de drogarias, perfumes e cosméticos que apresentou aumento nas vendas de 3,41%, no acumulado do ano.
Share To:
Magpress

Falando de Varejo

O Falando de Varejo é o maior blog sobre o varejo brasileiro, no ar desde julho de 2008. Navegue por nosso site e conheça nossas dicas e artigos especiais. Quase 6 milhões de pessoas já passaram por aqui. Clique nos links abaixo para nos seguir também nas principais redes sociais.

Post A Comment: