Olá amigos do varejo!

Em um desses longos períodos que ficamos presos no trânsito das metrópoles é praticamente impossível você não se deparar com algum vendedor ambulante, aproveitando o caos e confusão do trânsito das grandes cidades para ganhar o pão do dia a dia

Mais que simples vendedores, são empreendedores pela necessidade e que vendem de tudo um pouco, de refrigerantes e guloseimas à acessórios para celulares. E quando falamos em vendas, eu acredito que há muito não somente a se observar, mas principalmente para aprender com eles. Muita gente que trabalha no varejo pode aprender muito com eles.

1.) Metas
Na rua não há meta de vendas. Um dia ruim de vendas pode até significar faltar comida no prato. A causa e o comprometimento em vender e chegar no resultado (vender tudo) é único e tudo o que for interessante para se vender mais em um mesmo dia é interessante. Que tal a porta do estádio no dia do jogo de futebol, ou no dia de um show de rock?

2.) Rápida adaptação ao mercado
São flexíveis às necessidades dos clientes. Chovendo? Vamos vender guarda-chuva. Abriu o tempo,
que tal uma “sombrinha”?

3.) Antenados no mix
O que as pessoas procuram hoje? Carregadores de celular? Porta objetos? Bandeira do time no dia da final do campeonato? Quem souber se antecipar ao desejo do consumidor, ou se adaptar à uma nova moda primeiro, lucra mais!

4.) Estoque “Just in time”
Muitos vendedores compram no próprio dia o que pretendem vender ao longo desse. Entendem a demanda como poucos, e buscam comprar estritamente o que é possível vender no dia.

5.) Vale tudo para chamar a atenção
Vale tudo para ganhar a atenção das pessoas nos rápidos intervalos no trânsito. Cantar, berrar ou até mesmo usar roupas e acessórios diferentes para cativar o público. Quem chama mais a atenção, tem mais chances de vender.

6.) Barganha
Pouco praticada no varejo brasileiro, vendedores ambulantes são mestres na arte da barganha. Preço não é algo que apenas se define. O vendedor tem que chegar “rapidamente” no melhor negócio para o consumidor. Se por R$ 10 está caro, que tal por R$ 7,00? Leva três por R$ 15,00 e então estamos fechados!

7.) Todo mundo é um cliente em potencial
Se você demonstrar o mínimo de atenção sobre um produto que está sendo vendido na rua, tenha certeza que o vendedor irá lhe procurar e tentar de tudo, principalmente barganhar para lhe convencer a comprar. Todos os carros ou pessoas passando pela calçada são clientes em potencial. A venda pode sair de qualquer lugar. Na rua não há “estou apenas dando uma olhadinha”.




Vendedores ambulantes são os nossos “retail heroes” do asfalto.

Um grande abraço e boas vendas

Caio Camargo
Falando de Varejo
Share To:
Magpress

Falando de Varejo

O Falando de Varejo é o maior blog sobre o varejo brasileiro, no ar desde julho de 2008. Navegue por nosso site e conheça nossas dicas e artigos especiais. Quase 6 milhões de pessoas já passaram por aqui. Clique nos links abaixo para nos seguir também nas principais redes sociais.

Post A Comment: