Um levantamento revelou que 77% dos lares brasileiros compraram pelo menos um par de calçados em 2015 e o preço médio dos artigos ficou em R$ 55,60. No comparativo entre 2014 e 2015, houve aumento de 3,4% no número de compradores, porém o volume de calçados adquiridos caiu 8,3% e o valor gasto recuou 12,5% no período.

Adquirido em conjunto pela Associação Brasileira dos Lojistas de Artefatos e Calçados (Ablac) e Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados), o estudo sobre consumo de calçados no Brasil, desenvolvido pela Kantar Worldpanel, teve seus primeiros dados revelados na palestra de encerramento do Congresso Brasileiro do Calçado (9 de janeiro), evento que ocorreu na véspera da Couromoda 2016, feira realizada de 10 a 13 de janeiro, no Expo Center Norte, na capital paulista.

A executiva da Kantar, Thais Ribeiro, e o presidente da Ablac, Imad Esper, apresentaram os dados do estudo que fez a análise comparativa do consumo de calçados entre 2014 e 2015. Conforme Thais Ribeiro, a pesquisa contínua tem por principal objetivo entender, nos mesmos domicílios, o comportamento de compra espontâneo do consumidor.

O levantamento teve uma amostragem de 11.300 lares, que representam estatisticamente 81% da população domiciliar e 90% do potencial de consumo do Brasil. Volume e valor, market share, volume médio por ida ao PDV, volume médio por lar, preço médio pago, gasto médio, tíquete médio, frequência de compra e penetração são algumas das informações regulares fornecidas pelo painel de domicílios.

Melhor Presente – Ablac e Abicalçados pretendem retomar e fortalecer a campanha “Calçado Brasileiro, o Melhor Presente”, uma vez que a pesquisa revelou que parte expressiva dos artigos é adquirida com este propósito: feminino (17,9%), infantil (26,7%), esportivo (11,6%) e masculino (14,7%) Thais Ribeiro ressaltou, porém, que o comportamento de compra varia bastante quando analisados o tipo de calçado e o preço médio pesquisados.

Dando um norte para as compras de lojistas, o painel apontou os segmentos que registram incremento: femininos, nas faixas de preços entre R$ 55 e R$ 69,99 (+ 2,0%) e entre R$ 70 e R$ 99,99 (+7,8%); infantis na faixa de preço entre R$ 55 e R$ 69,99 (+0,8%); esportivos nas faixas de preços entre R$ 55 e R$ 69,99 (+4,4%), entre R$ 70 e R$ 99,99 (+21,3%) e entre R$ 100 e R$ 129,99 (+7,6%); e masculinos nas faixas de preços entre R$ 70 e R$ 99,99 (+28,0%) e entre R$ 130 e R$ 149,99 (+9,9%).

Regiões e períodos em destaque – Nas regiões, destaque para a Grande Rio de Janeiro, que registrou crescimento de 2,04% no preço médio e de 1,71% na penetração, que também registrou alta no interior de São Paulo e na região Sul.

O painel também apontou os meses em que os entrevistados mais adquiriram calçados. Dezembro (16,5%), novembro (9,2%) e janeiro (8,4%) são os meses de maiores vendas, seguidos por julho (8,4%) e maio (8,2%). Já quando o assunto são as promoções, os meses de maior destaque são janeiro, maio e setembro.

Fonte: Diário do Comércio (via SBVC)
Share To:
Magpress

Falando de Varejo

O Falando de Varejo é o maior blog sobre o varejo brasileiro, no ar desde julho de 2008. Navegue por nosso site e conheça nossas dicas e artigos especiais. Quase 6 milhões de pessoas já passaram por aqui. Clique nos links abaixo para nos seguir também nas principais redes sociais.

Post A Comment: