por Lucas Burza*

Estamos em  2016 e não é novidade a participação das ferramentas digitais no cotidiano da população. Banco pelo celular, e-mail, redes sociais, enfim, tudo na palma da mão de 81,5 milhões de brasileiros. Essa maior proximidade entre pessoas, informações e serviços que a internet proporciona deveria ser levada mais a sério no mundo corporativo, já que pesquisas apontam que 47% das empresas de pequeno e médio porte, por exemplo, não possuem planejamento digital em suas marcas.

O empresário, em especial o varejista que enfrenta uma das piores resseções dos últimos 10 anos e que amargou o fechamento de 80,1 mil lojas no ano passado conforme balanço da CNC, reduzir o custo com publicidade pode fomentar o fracasso da operação. Pode parecer insanidade afirmar que é hora de ampliar o budget em anúncios, mas eles são capazes de alavancar as vendas e a competitividade da marca perante os concorrentes.

E explico o porquê: No Brasil 88% dos consumidores pesquisam na internet sobre a empresa, procuram informações sobre produtos e a opinião de outros consumidores sobre as marcas antes de realizar uma compra apontou o estudo “Connected Life”, realizado pela TNS.

Em outros países esse índice é menor, sendo que 84% dos shoppers consultam on-line. Outro dado interessante é que 68% dos brasileiros, que usam a internet como ferramenta de pesquisa, também procuram se informar de forma off-line. Em resumo, suas vendas dependem mais da sua reputação do que da política de precificação empregada.

Logo, estar nos resultados nos buscadores como Google, Bing e presença no Facebook é fundamental em tempos de crise e podem revelar interesses dos clientes que, mesmo com toda a expertise em vendas que a sua loja tenha, pode passar despercebida. Posso citar como exemplo o trabalho que fizemos à varejista sulista Corrêa Back. A intenção era ampliar a participação das vendas de eletroeletrônicos com foco em aparelhos celulares do e-commerce da rede. Foram criadas campanhas utilizando ferramentas do Google Ads (publicidade no Google Shopping), o Bing Ads (plataforma de mídia da Microsoft) e campanhas específicas no Facebook. Mas, ao invés de vender celular onde possuía lojas físicas a rede alavancou o segmento de fogões a lenha para o Brasil. O resultado foi à implementação de um canal especifico para a venda dessa categoria. A lição desse caso: a gente não conhece nossos clientes até impactá-los com alguma ação publicitária.

Enganam-se os que pensam que ter uma estratégia digital se resume a ter um site e uma página do Facebook. Ter um plano de mídia digital envolve pontos importantes e cabe ao empreendedor saber responder as seguintes perguntas: qual é meu objetivo com essa ação? Quem é o público para meus produtos e serviços? Como aparecer para esse usuário?

Sair do senso comum pode ser uma boa estratégia. Imagina para o seu potencial cliente ser impactado por uma ação de marketing quando ele está usando o Waze para se locomover. E se o mesmo, após passar direto pela porta da sua loja, receber uma mensagem informando que está em liquidação? Essas são apenas algumas das possibilidades que a mídia digital pode proporcionar ao seu negócio e para este ano o investimento em marketing digital vai superar o da televisão.

Pesquisas indicam que o setor terá alta de 12,7% ao longo do ano e só em publicidade on-line, pode chegar a US$ 76,6 bilhões. Os dados sinalizam ainda que os 76 bilhões serão empregados da seguinte forma: 4% e-mail marketing; 7% social mídia; 11% mobile; 36% banners e 43% em links patrocinados. Agora eu retomo a pergunta que fiz anteriormente, você já definiu a sua estratégia de marketing digital?

(*) Lucas Burza – Formado em publicidade pela FAAP com especialização em Marketing Político na ECA-USP, Burza já trabalhou na McCann, Almap e TV Bandeirante antes de fundar a Linka.

Sobre a Linka: No mercado desde 2007 a Agência Linka é especializada em mídia digital. Entre os clientes estão nomes como: Boston Medical Group, Hertz, Valid e a Bossa Nova Sotheby's International Realty. A empresa é Google Partner e Profissional Autorizado Bing ads e faz parte da Associação Paulista de Agentes Digitais (Abradi) .www.agencialinka.com.br
Share To:
Magpress

Falando de Varejo

O Falando de Varejo é o maior blog sobre o varejo brasileiro, no ar desde julho de 2008. Navegue por nosso site e conheça nossas dicas e artigos especiais. Quase 6 milhões de pessoas já passaram por aqui. Clique nos links abaixo para nos seguir também nas principais redes sociais.

Post A Comment: