Com a chegada do Outono, cresce o interesse dos consumidores pelas novas coleções apresentadas nas vitrines de todo o País. A despeito dos dias mais quentes, é neste período que as redes de varejo apresentam o lançamento da coleção outono/inverno com o desafio de atrair clientes em um período árido de vendas: pós festas de final de ano, Carnaval e antes do Dia das Mães (a segunda melhor data anual para o varejo).

Quem afirma é Edmundo Lima, diretor executivo da ABVTEX - Associação Brasileira do Varejo Têxtil, entidade que representa as principais empresas do varejo de vestuário, as principais do País. "A mudança de estação é o momento para o varejo de vestuário provocar um movimento novo, despertar o interesse do consumidor e atraí-lo para as lojas, mostrando o que foi desenvolvido para a próxima estação e quais são as grandes tendências de moda internacionais e nacionais", diz Lima.

O momento de lançamento das coleções é um indicador importante de mensuração da aceitação dos produtos por parte dos consumidores. "Se as vendas forem boas neste período, o varejista verificará que a coleção desenvolvida para o outono/inverno e cujos produtos continuarão chegando nos próximos meses, tem boas chances de sucesso, aumentando o giro e trazendo um bom resultado para o negócio", diz ele.

"É bem verdade que outras variáveis podem influenciar na decisão de compra do cliente, como o frio no momento certo, além de campanhas de publicidade, visual merchandising e políticas de preço e crédito, estes últimos fundamentais para o consumidor de classe média, sem falar no momento de instabilidade econômica e política", acrescenta o diretor executivo da ABVTEX.

O outono/inverno é uma estação que traz às vitrines produtos de maior valor agregado. "Se tivermos o frio na hora certa, próximo das datas importantes, como Dia das Mães e Dia dos Namorados, podemos esperar resultados melhores para o setor", analisa.

Sobre a ABVTEX


A ABVTEX - Associação Brasileira do Varejo Têxtil reúne 22 associados que são as principais redes varejistas nacionais e internacionais de vestuário, responsáveis por cerca de 40 marcas importantes do País, e que respondem por cerca de 22% da participação na venda do varejo de moda brasileiro.

Tem como premissa ser a interlocutora de seus associados junto ao Governo, Entidades do Setor e Sociedade Civil. Tem como princípios a ética nas relações comerciais e o respeito à legislação, apoiando ações que visam à responsabilidade social, à formalização das empresas e o combate ao trabalho análogo ao escravo.
Share To:
Magpress

Falando de Varejo

O Falando de Varejo é o maior blog sobre o varejo brasileiro, no ar desde julho de 2008. Navegue por nosso site e conheça nossas dicas e artigos especiais. Quase 6 milhões de pessoas já passaram por aqui. Clique nos links abaixo para nos seguir também nas principais redes sociais.

Post A Comment: