Em 2015, apenas dois meses tiveram crescimento acima de dois dígitos, sinalizando um momento de insegurança da nossa economia

Desde 2011, o setor de Alimentação Fora do Lar (foodservice) vem passando por uma forte evolução, com crescimento médio anual acima de 9%. Nos anos de 2013 e 2014, o segmento ainda obteve resultados de dois dígitos, contudo, segundo o último Índice de Desempenho Foodservice (IDF) de fevereiro, produzido mensalmente pelo IFB – Instituto Foodservice Brasil, com análises da GS&MD - Gouvêa de Souza, o indicador apontou em 2015, crescimento nominal de 6,2% (sobre o mesmo mês do ano anterior) de vendas dos operadores de restaurantes, e sinaliza crescimento de vendas de 7,7% para 2016.



Valores e Percentuais Nominais (descontando a inflação. Resultados ponderados pelo faturamento. Fonte: Associados IFB / Analise GS&MD


Evolução Foodservice - Vendas Mesmas Lojas (%) Operadores


No conceito de vendas mesmas lojas, o setor teve um decrescimento de -0,5% em 2015 e o Instituto prevê um aumento de 3,8% para 2016.



Valores e Percentuais Nominais (descontando a inflação). Resultados ponderados pelo faturamento. Fonte: Associados IFB / Analise GS&MD


Evolução Foodservice – Número de Transações (%) Operadores

Os associados também sentiram em 2015 a queda no número de transações, motivado pelo atual momento econômico do país, o indicador caiu no último ano em relação aos anos anteriores conforme mostra o gráfico abaixo.



Fechamento 2015

“Em 2015, apenas dois meses tiveram crescimento acima de dois dígitos, sinalizando um momento de insegurança da nossa economia, justificada pelos últimos indicadores macroeconômicos divulgados, que são os principais influenciadores para o baixo resultado do consumo e do varejo, como o nível de desemprego, que ultrapassou os patamares do ano de 2010, de 6,7%, chegando a 6,9% em 2015; a contínua desaceleração da massa salarial, o encarecimento e restrição na concessão do crédito e o recorde de baixa na confiança do consumidor que atingiu 75,2%, no mês de dezembro de 2015, o menor patamar desde o inicio da série em setembro de 2005”, analisa Alexandre Guerra, presidente do IFB.



Valores e Percentuais Nominais (descontando a inflação. Resultados ponderados pelo faturamento. Fonte: Associados IFB / Analise GS&MD

Evolução do IPCA – acumulado 12 meses



Fonte: IBGE, Adaptação: NE&PE/GS&MD.

Inflação acumulada 12 meses – Evolução do IPCA

Janeiro



Fonte: IBGE, Adaptação: NE&PE/GS&MD.


Reajuste repassado para o consumidor abaixo da inflação



Preço do Cardápio do mês vigente, contra preço praticado no cardápio do mesmo mês, do ano anterior, ponderado pelo peso dos itens. Não são considerados produtos e promoções com menos de 1 ano de validade. Resultados ponderado pelo faturamento / Fonte: Associados IFB

Sobre o IFB:

Com o objetivo de unir forças para ajudar o mercado a se desenvolver, o IFB possui 35 associados: AmBev, Aryzta, Aurora, BFFC, BRF, Burger King, Coca-Cola, Comfrio, Croasonho, DFS, Forno de Minas, Giraffas, GRSA, Grupo Trigo, GS&MD, Habib’s, International Meal Company, Ipiranga, JBS, Kerry Junior, MAKRO, Mania de Churrasco, Marfrig, Martin Brower, McCain, McDonald's, Nestlé, Outback, Polenghi, Sapore, Subway, Unilever, Vigor, Yum! e Zamboni.

Share To:
Magpress

Falando de Varejo

O Falando de Varejo é o maior blog sobre o varejo brasileiro, no ar desde julho de 2008. Navegue por nosso site e conheça nossas dicas e artigos especiais. Quase 6 milhões de pessoas já passaram por aqui. Clique nos links abaixo para nos seguir também nas principais redes sociais.

Post A Comment: