ULTIMOS POSTS

terça-feira, 22 de março de 2016

Startup cria modelo para lojas aceitaram celulares usados

Dessa maneira, os aparelhos antigos valem descontos na compra de um novo smartphone. A iniciativa da startup Recomércio já entrou em operação em Jundiaí e planeja estender o serviço

A Recomércio http://www.recomercio.com.br/ é uma iniciativa de jovens empreendedores que pretendem promover o reuso de smartphones usados. Às vezes, mesmo em bom estado, os equipamentos terminam no lixo ou no fundo de uma gaveta, mas com o novo serviço de recompra, é possível transformá-los em descontos ao adquirir um novo aparelho. O “buyback” trata-se de um modelo de negócio que envolve logística reversa e é muito comum em países como os Estados Unidos e Japão.


A empresa busca parcerias com lojas físicas para implantar o serviço. O procedimento é bem simples, a Recomércio disponibiliza uma plataforma online de recompra que avalia o aparelho usado, gerando na hora um voucher de desconto para ser utilizado na compra do smartphone novo.

“Os aparelhos resgatados são “comprados” pela Recomércio e, por isso, o serviço adicional é comissionado. Bom para lojistas e clientes. A Recomércio também oferece todo o material de comunicação para ser utilizado nas lojas”, explica a diretora comercial da Recomércio, Kelly Marcelino.

Uma das primeiras lojas está na cidade de Jundiaí. As revendas Vivo na cidade avaliam os aparelhos para conceder o valor do desconto. Agora, a startup planeja estender a operação para todo o Brasil.

O setor de usados movimentou US$ 7 bilhões no ano passado, segundo a consultoria norte-americana Gartner, até 2017 atingirá a receita de US$ 14 bilhões, derivados dos 120 milhões de aparelhos vendidos.



Compartilhe nas redes sociais:
 
Copyright © 2008-2017 Falando de Varejo.