Apontamento do ICV 30 divulgado pela Virtual Gate registra primeiro crescimento de fluxo mensal em 2016, mas comparativo com ano anterior ainda apresenta queda.

O mês de Abril registrou a primeira alta de 2016 na comparação de fluxo médio diário mês contra mês anterior, com alta de 0,4% na comparação ao mês de março, em curva similar ao mesmo período de 2015. Já no comparativo com abril de 2015, o número apresenta uma redução de fluxo de 3,8%. O apontamento é do ICV 30 (Índice de Consumidores no Varejo), divulgado pela Virtual Gate, empresa especializada no monitoramento de fluxo de clientes em pontos-de-venda.

O estudo mostra que a curva de flutuação de 2016 permanece similar a registrada em 2015, o que demonstra possível alta de fluxo em maio, assim como o ocorrido em 2015.
Figura 1 – Abril/2016 apresenta aumento de fluxo de 0,4% no comparativo com Março/2016, mas com resultado inferior no comparativo contra Abril/2015


Figura 2 - No comparativo período contra período, Abril segue apresentando redução em relação ao mês anterior.

Comparativo trimestral e recuperação da região Sul

Após o encerramento do primeiro trimestre de 2016 com queda de 5% em relação a 2015, o segundo trimestre inicia com 8,1% de redução;

No recorte regional, o ponto positivo fica para a equiparação de fluxo dos quatro primeiros meses de 2016 em comparação a 2015 na região sul do pais, sendo seguido pelo crescimento do fluxo na base norte, enquanto, centro oeste puxa a maior parte da queda do indicador com mais de 9% de retração.


Figura 3- O segundo semestre inicia com comparativo negativo, com 8,1% de queda de fluxo


Figura 4 - Na região Sul, o comparativo mostra um desempenho acima das demais regiões, igualando o fluxo de 2016 ao de 2015.

De acordo com Caio Camargo, diretor de Relações Institucionais da Virtual Gate, a sazonalidade pode ajudar positivamente no cenário. “Historicamente, o Dia das Mães registra um aumento de fluxo nas lojas, uma vez que é uma das principais datas do varejo, porém, dadas as circunstâncias do cenário econômico, é provável que a data ainda registre queda no comparativo com o ano passado”, destaca.

Na opinião de Heloísa Cranchi, diretora geral da Virtual Gate, é preciso continuar atento. “O mercado está atento aos próximos passos da economia, mas não devemos deixar de pensar e articular de maneira estratégica para pegar carona em um provável panorama que poderá ser mais promissor”, avalia.

O ICV 30 (Índice de Consumidores do Varejo Mensal) foi desenvolvido para medir o desempenho do fluxo de clientes/consumidores durante o mês que antecede sua divulgação. O cálculo foi realizado a partir da variação percentual do fluxo médio diário de cada mês das lojas comparáveis. Na base analisada constam mais de 1200 pontos de medições (lojas). A análise adota a Classificação Nacional de Atividades Econômicas - CNAE, na sua versão mais atual.

Sobre a Virtual Gate

Fundada em 2002, a Virtual Gate, fornece soluções para o aumento de faturamento dos varejistas por meio de tecnologia que permite a gestão do fluxo do consumidor e da taxa de conversão. Atende algumas das maiores empresas do País e grandes redes varejistas, além de oferecer soluções de valor agregado para médias e pequenas empresas de todo o Brasil, com clientes em todas as regiões. Seu portfólio tem alguns cases de sucesso como: C&A, Pernambucanas, TendTudo, Casa Show, Nike, Livraria Cultura, Saraiva, Lojas Americanas, Farm, Paquetá, Calvin Klein, Loungerie, L’Occitane, Sephora, entre outros.

Mais informações: www.virtualgate.com.br
Share To:
Magpress

Falando de Varejo

O Falando de Varejo é o maior blog sobre o varejo brasileiro, no ar desde julho de 2008. Navegue por nosso site e conheça nossas dicas e artigos especiais. Quase 6 milhões de pessoas já passaram por aqui. Clique nos links abaixo para nos seguir também nas principais redes sociais.

Post A Comment: