ULTIMOS POSTS

sexta-feira, 24 de junho de 2016

Com volta da Lei do Bem, queda de preço dos eletrônicos já chega a quase 10%

Smartphones, líderes de busca no Zoom, são os campeões de baixa de preço.

Uma pesquisa do Zoom (www.zoom.com.br), site comparador de preços e produtos, revela uma queda de quase 10% nos preços de produtos eletrônicos nos últimos 40 dias, período subsequente ao retorno da Lei do Bem, que prevê a isenção de impostos PIS/Pasep e Cofins para alguns eletrônicos. Os smartphones foram os que apresentaram a maior baixa até o momento: 8%. Já os PCs e os notebooks tiveram queda de 7% e o preço dos tablets já caiu 6%.

Thiago Flores, do Zoom: Isenção dá mais fôlego ao varejo
Na análise dos smartphones alguns modelos, como o Samsung Galaxy On 7 SM-G600 8GB e o Asus ZenFone 2 Laser ZE550KL 16GB, chegaram a apresentar queda de 20% no período em que foram monitorados. Já nas categorias PCs e notebooks, alguns itens, como o Notebook HP 11-n226br Intel Celeron N2830 11,6" 4GB HD 500 GB, apresentaram baixa de 37% em seu preço e o All in One LG Intel Core i5 5200U 2,20 GHz 4 GB 500 GB Intel HD Graphics 24V550-G.BJ31P1 já caiu 18%.

“Embora outros fatores também impactem no preço dos eletrônicos, como alta do dólar, aumento dos juros e inflação, a volta da isenção fiscal já dá mais fôlego para o varejo trabalhar com valores mais competitivos e o maior beneficiado é o consumidor”, comenta Thiago Flores, diretor executivo do Zoom. “Assim, quem deseja investir em um novo smartphone, notebook, PC ou tablet precisa pesquisar bastante para encontrar preços menores do que os praticados no início do primeiro trimestre desse ano. A tendência é que os valores caiam ainda mais ao longo do mês”, prevê o executivo.

Para o estudo foram monitorados pelo Zoom os dez produtos mais buscados das categorias smartphones, tablets, notebooks e desktops, no período de 29 de abril a 07 de junho, que foi escolhido baseado no fato de que a Lei do Bem voltou a vigorar no fim do mês de abril. O levantamento considerou a média do menor preço praticado por esses produtos em abril de 2016.

* Lembrando que os preços podem sofrer alterações já que a busca é dinâmica e acompanha a variação de preços dos próprios varejistas.

Compartilhe nas redes sociais:
 
Copyright © 2008-2017 Falando de Varejo.