Apontamento do ICV 30 divulgado pela Virtual Gate registra crescimento de fluxo mensal em 2016, mas comparativo com ano anterior ainda apresenta queda. Região Sul continua como destaque positivo no cenário nacional.

O mês de maio registrou a segunda alta consecutiva de 2016, com aumento de mais de 3,5% em relação ao o mês de abril (o qual havia registrado alta de 0,3% em relação ao mês anterior), entretanto a alta foi menor que o registrado no ano anterior quando no mesmo período o crescimento foi de 6,8%. O apontamento é do ICV 30 (Índice de Consumidores no Varejo), divulgado pela Virtual Gate, empresa especializada no monitoramento de fluxo de clientes em pontos-de-venda.

O estudo mostra que a curva de flutuação de 2016 permanece similar a registrada em 2015, o que demonstra possível alta de fluxo em maio, assim como o ocorrido em 2015.

Figura 1 – Maio/2016 apresenta aumento de fluxo de 3,5% no comparativo com Abril/2016, mas com resultado inferior no comparativo contra Maio/2015

Comparativo trimestral e recuperação da região Sul

Após o encerramento do primeiro trimestre de 2016 com queda de 5% em relação a 2015, o segundo trimestre, considerando os meses de abril e maio de 2016 registra redução de 5,4% em relação aos mesmo meses de 2015.

No recorte regional, o ponto positivo fica para a equiparação de fluxo dos cinco primeiros meses de 2016 em comparação a 2015 na região sul do pais. Todas as demais regiões do país apresentam resultados negativos, como abaixo:

ACUMULADO 2015 X 2016 POR REGIÃO

  • CENTRO OESTE: -9,4%
  • NORDESTE: - 4,9%
  • NORTE: -1,6%
  • SUDESTE: -6,1%
  • SUL: 0,2%

De acordo com Samuel Macedo, gerente de indicadores da Virtual Gate, os próximos meses merecem cautela: “Historicamente, o Dia das Mães é responsável pelo maio pico de fluxo no primeiro semestre. Mesmo com a proximidade do Dia dos Namorados é possível que a sequência dos resultados dos próximos meses seja menor do que o registrado até agora”. destaca.

Na opinião de Heloísa Cranchi, diretora geral da Virtual Gate, os próximos passos da economia e política é que vão ditar os próximos resultados do varejo. “Há uma demanda reprimida em boa parte dos setores, mas há um cenário atual desfavorável ao consumo, com inflação, juros e desemprego ainda em alta. Bons serviços, criatividade e principalmente boas ofertas ainda são grandes recursos para se reconquistar o consumidor”.

O ICV 30 (Índice de Consumidores do Varejo Mensal) foi desenvolvido para medir o desempenho do fluxo de clientes/consumidores durante o mês que antecede sua divulgação. O cálculo foi realizado a partir da variação percentual do fluxo médio diário de cada mês das lojas comparáveis. Na base analisada constam mais de 1200 pontos de medições (lojas). A análise adota a Classificação Nacional de Atividades Econômicas - CNAE, na sua versão mais atual.

Sobre a Virtual Gate

Fundada em 2002, a Virtual Gate, fornece soluções para o aumento de faturamento dos varejistas por meio de tecnologia que permite a gestão do fluxo do consumidor e da taxa de conversão. Atende algumas das maiores empresas do País e grandes redes varejistas, além de oferecer soluções de valor agregado para médias e pequenas empresas de todo o Brasil, com clientes em todas as regiões. Seu portfólio tem alguns cases de sucesso como: C&A, Pernambucanas, TendTudo, Casa Show, Nike, Livraria Cultura, FNAC, Lojas Americanas, Farm, Paquetá, Calvin Klein, Loungerie, L’Occitane, Sephora, entre outros.

Mais informações:
www.virtualgate.com.br

Share To:
Magpress

Falando de Varejo

O Falando de Varejo é o maior blog sobre o varejo brasileiro, no ar desde julho de 2008. Navegue por nosso site e conheça nossas dicas e artigos especiais. Quase 6 milhões de pessoas já passaram por aqui. Clique nos links abaixo para nos seguir também nas principais redes sociais.

Post A Comment: