Segmento está aquecido, tem alta demanda e pouca oferta. Pesquisa do Sebrae aponta hábitos de consumo e principais dificuldades do público que veste manequins grandes


Mais da metade da população brasileira está acima do peso e, dessas pessoas, 17,9% são obesas. Elas demandam por roupas de tamanhos grandes e aquecem um nicho de mercado em expansão: o de moda Plus Size. A procura por roupas do tipo é grande e existem poucas empresas atuando, o que é uma oportunidade de negócio especialmente para micro e pequenas empresas.

Para acompanhar mais de perto as tendências e inovações no segmento, o Sebrae vai realizar este ano o Fórum Sebrae Discute Plus Size. O primeiro encontro acontecerá nesta sexta-feira (1º), na sede do Sebrae em São Paulo. Outras duas edições serão realizadas em Fortaleza (CE) e Campo Grande (MS), no segundo semestre. O evento tem o objetivo de reunir empresários e especialistas para debater sobre novos modelos de negócios, comportamento do consumidor e os desafios do comércio desse tipo de roupa para subsidiar as ações do Sebrae a fim de apoiar o desenvolvimento e fortalecimento dos pequenos negócios desse nicho.

Moda Plus Size é aquela direcionada para pessoas, especialmente mulheres, que usam roupas acima do padrão convencional vendido nas lojas, isto é, muito altas, com coxas grossas, bustos maiores, pés grandes e que usam roupas de tamanho acima do 44 e calçados acima do 39. A quantidade de potenciais clientes das roupas GG é, ao mesmo tempo, oportunidade e desafio, já que atuar nesse nicho exige uma compreensão sobre o público, suas necessidades, anseios, percepções e comportamentos. São pessoas que não querem apenas vestir uma roupa que atenda ao seu manequim, mas, sobretudo, ressaltar seu estilo e beleza por meio do uso de roupas e acessórios da moda.

DICAS DO SEBRAE:


  • Para entender quem são seus clientes, concorrentes, fornecedores e quais as chances de sucesso do empreendimento, elabore um plano de negócio. Pesquise também a demanda em sua região.
  • Para alcançar seu público-alvo, busque diferenciais e tenha em mente que a moda plus size não deve ter o objetivo de disfarçar o excesso de peso, mas valorizar partes do corpo e devem estar alinhadas com tendências do mercado.
  • Ofereça produtos que possuam um bom caimento, proporcionem conforto e que estejam dentro das tendências da moda. Corte e caimento devem valorizar curvas e esconder imperfeições.
  • Aposte em peças com rendas, brilhos, cores e modelos que estão na moda. Cada vez mais bem resolvidas, mulheres desse nicho querem peças com mais charme.
  • Ofereça serviços de moda e estilo para os clientes, como ter à disposição um personal stylist.
  • Esteja atualizado quanto às tendências de moda: assine revistas especializadas, acesse blogs e sites de referência e siga, nas suas redes sociais, pessoas, empresas e instituições que tragam essas informações.
  • Participe de feiras do segmento como o Fashion Weekend Plus Size, evento que reúne grandes marcas especializadas duas vezes ao ano, em São Paulo.
  • Segmente seu público e monte um mix de produtos direcionados. Como exemplo: jovem, feminino, masculino, infantil, casual, festa, fitness, etc.
  • Treine bem os vendedores para atenderem de forma diferenciada esse público que exige atenção especial.



Serviço:
Sebrae Discute Moda Plus Size
1º de julho, das 8h às 12h30
Local: Auditório do Sebrae SP
Rua Vergueiro, 1117
6º andar, Paraíso
Inscrições: https://www.facebook.com/sebraediscutemodaplussize
Share To:
Magpress

Falando de Varejo

O Falando de Varejo é o maior blog sobre o varejo brasileiro, no ar desde julho de 2008. Navegue por nosso site e conheça nossas dicas e artigos especiais. Quase 6 milhões de pessoas já passaram por aqui. Clique nos links abaixo para nos seguir também nas principais redes sociais.

Post A Comment: