No ano passado, a marca foi atingida seis dias antes, algo considerado inédito

Valor foi atingido com leve queda em relação à 2015
O Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo registrou, nesta terça-feira, dia 5 de julho, às 13h30, a marca de R$ 1 trilhão. O valor corresponde ao total de impostos, taxas e contribuições que a população brasileira já pagou desde o início do ano. Em 2015, esse valor foi atingido no dia 29 de junho, seis dias antes comparado com este ano, o que aponta uma considerável queda na arrecadação, decorrente da crise que o país passa.

“O atraso na marca de R$ 1 trilhão, não revela uma arrecadação mais amena, mas sim o impacto da queda do poder de compra do consumidor e da inflação. Menos transações comerciais e menor consumo tem relação direta na arrecadação. Isso ressalta a importância da livre iniciativa e do varejo para um bom desempenho da economia brasileira. Reforça também a necessidade de políticas públicas de incentivo à produção”, comenta a vice-presidente da Associação Comercial de Campinas e vice-presidente da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo, Facesp, Adriana Flosi.

O atraso no registro de R$ 1 trilhão é inédito – até então, as marcas foram alcançadas antes do que no ano anterior, mostrando que o painel girava mais rapidamente. A primeira vez que o Impostômetro chegou a R$ 1 trilhão foi no dia 18 de dezembro de 2007, o painel foi implantado em 2005.

“Defendemos que não deve haver aumento de impostos, porque isso só pioraria a situação. Apesar dos aumentos realizados pela administração anterior, vimos que a arrecadação não melhorou em nada. Ou seja, não surtiu nenhum efeito nos cofres do governo. E a carga tributária já está no limite”, reforça Burti, que também preside a Facesp.

Alguns produtos com uma alta taxa de impostos:

  • Microondas de R$ 300 - cerca de R$ 180 são de impostos.
  • Gasolina R$ 3,4 - cerca de R$ 2,0 são de impostos.
  • Cerveja R$ 2,0 a lata - cerca de R$ 1,10 são de impostos.
  • Liquidificador de R$ 80,00 - cerca de R$ 35,00 são de impostos
  • Sabão em pó 1kg de R$ 7,00 - cerca de R$ 2,80 são de impostos
  • Achocolatado 400g de R$ 10,00 - cerca de R$ 3,80 são de impostos

O painel

O Impostômetro foi implantado em 2005 pela ACSP para conscientizar o cidadão sobre a alta carga tributária e incentivá-lo a cobrar os governos por serviços públicos de qualidade. É uma ferramenta automatizada que recebe dados de todo o Brasil e apura quanto as esferas de governo estão arrecadando em tributos. Os valores computados são federais, estaduais e municipais e são atualizados em um painel em tempo real no site www.impostometro.com.br. Pelo portal é possível também ver os valores separadamente em cada município e entre outras informações. O painel físico do Impostômetro está localizado na sede da ACSP, na Rua Boa Vista, centro da capital paulista.

Os dados recebidos são enviados por fontes oficiais como a Receita Federal, portanto não são especulativos. O que mais conta na soma é o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços, o ICMS, com 20% do total. Em seguida vêm o INSS, com 17,3% do total e o Imposto de Renda, 16,9% da soma.
Share To:
Magpress

Falando de Varejo

O Falando de Varejo é o maior blog sobre o varejo brasileiro, no ar desde julho de 2008. Navegue por nosso site e conheça nossas dicas e artigos especiais. Quase 6 milhões de pessoas já passaram por aqui. Clique nos links abaixo para nos seguir também nas principais redes sociais.

Post A Comment: