ULTIMOS POSTS

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Jogos Olímpicos impulsionaram em 5,4% o fluxo de lojas no Rio de Janeiro

Estudo especial divulgado pela Virtual Gate registra efeito positivo no fluxo de lojas durante o período das Olimpíadas. Mesmo com o resultado, números ainda são menores que os registrados no mesmo período durante o ano passado

Um estudo especial divulgado pela Virtual Gate, empresa especializada na contagem e análise de fluxo de clientes em pontos de venda, registrou um aumento de fluxo nas lojas do varejo carioca, impactados principalmente pela realização do evento esportivo.

Tomando como base seu indicador de mercado, ICV (Índice de Consumidores no Varejo), onde são monitorados o tráfego de mais de 1.200 lojas em todo o país, foi possível perceber um descolamento especial do varejo carioca a partir da semana antecedente à cerimônia de abertura, iniciando-se a partir da segunda-feira (08/08), com picos de aumentos de até 10% no comparativo com a média nacional. Curiosamente, logo após o encerramento das Olimpíadas, no último Domingo (21/08), os números de fluxo retomaram a patamares similares à média nacional a partir da segunda-feira (22/08). No acumulado, considerando como período sazonal os últimos 21 dias, a diferença entre o média de fluxo do varejo carioca e a média de fluxo do varejo nacional foi de 5,4%


De acordo com Samuel Macedo, gerente de indicadores da Virtual Gate: “O aumento de turistas, devido ao evento, foi preponderante para o descolamento de variação de fluxo do Rio de Janeiro em relação a base nacional e até mesmo a região sudeste”, destaca.



Mesmo com o aumento de fluxo proporcionado pelos Jogos Olímpicos, o varejo carioca ainda registrou uma queda de 7,6% no comparativo com o mesmo período no ano passado. Na opinião de Heloísa Cranchi, diretora geral da Virtual Gate: “O consumidor ainda anda cauteloso, e o baixo resultado do Dia dos Pais, pode ter influenciado nesse resultado”, avalia.


O ICV (Índice de Consumidores do Varejo) foi desenvolvido para medir o desempenho do fluxo de clientes/consumidores durante períodos específicos. O cálculo foi realizado a partir da variação percentual do fluxo médio diário de cada mês das lojas comparáveis. Na base analisada constam mais de 1200 pontos de medições (lojas). A análise adota a Classificação Nacional de Atividades Econômicas - CNAE, na sua versão mais atual.

Sobre a Virtual Gate

Fundada em 2002, a Virtual Gate, fornece soluções para o aumento de faturamento dos varejistas por meio de tecnologia que permite a gestão do fluxo do consumidor e da taxa de conversão. Atende algumas das maiores empresas do País e grandes redes varejistas, além de oferecer soluções de valor agregado para médias e pequenas empresas de todo o Brasil, com clientes em todas as regiões. Seu portfólio tem alguns cases de sucesso como: C&A, Pernambucanas, TendTudo, Casa Show, Nike, Livraria Cultura, Saraiva, Lojas Americanas, Farm, Paquetá, Calvin Klein, Loungerie, L’Occitane, Sephora, entre outros.

Mais informações:
www.virtualgate.com



Compartilhe nas redes sociais:
 
Copyright © 2008-2017 Falando de Varejo.