por Diego Carmona*

Mesmo com a crise, as vendas na internet crescem cada vez mais. “O mercado de e-commerce aumentou 22% em 2015 e deve aumentar 18% em 2016”, explica Diego Carmona, CVO do leadlovers, plataforma digital de automação de marketing. Segundo o empresário, que acompanha o crescimento das vendas pela internet de perto, vender através do ambiente online permite reduzir diversos custos e aumentar a possibilidade de vendas, já que a loja funciona 24 horas por dia e permite aumentar o alcance geográfico das vendas. “Mesmo assim, é preciso entender que o trabalho continua sendo muito grande e são necessárias algumas estratégias para alcançar o público”, ensina Carmona.

Atualmente, qualquer pequeno e médio empresário pode utilizar a internet para vender. Carmona explica que, além da possibilidade de vender produtos em uma plataforma de e-commerce, também é possível vender serviços online. “É possível usar o ambiente online para vender praticamente tudo”, destaca o especialista, que lista as principais estratégias de vendas online.

1 - Ganhar confiança do público

O empresário destaca que todos precisam enxergar a loja como um ambiente seguro e de qualidade. “Para isso, é indispensável um bom layout para o site e a loja virtual, com rapidez na resposta dos cliques e detalhes importantes, como o campo de busca e as informações necessárias para fechar um negócio em locais estratégicos”, explica.

2 - Atuar nas redes sociais com inteligência

Carmona ensina que é impossível vender online sem utilizar as redes sociais. “Todas elas podem ser interessantes, mas para fazer isso é preciso conhecer muito bem o seu público e a linguagem que vale a pena usar com eles”, ensina. Ele também destaca que as vendas não ocorrem somente utilizando as redes como uma grande vitrine. “É preciso ter uma estratégia de mídia social com conteúdo que chame atenção e agregue valor ao público-alvo”, conta.

3 - Anunciar

É muito difícil conseguir vender somente com tráfego orgânico, ou seja, livre de investimentos em anúncios. “Não existe um valor mínimo definido, mas é preciso anunciar tanto nas redes sociais quanto no Google Adwords”, alerta Carmona. “É a única forma de gerar tráfego no início, mas pode ser feito com um investimento menor do que muita campanha off-line”, explica.

4 - Investir em SEO

A sigla para “Search Engine Optimization”, conhecida por quem costuma vender pela internet, significa fazer com que o site de vendas seja encontrado de forma orgânica, ou seja, nos resultados de busca do Google. “Em longo prazo, é o melhor investimento a ser feito”, destaca.

5 - Produzir conteúdo

Outro grande diferencial da internet para a vender em lojas físicas está na importância de produção de conteúdo. “Procure produzir conteúdo, seja em formato de texto (blogs), vídeos ou de toda forma possível, para auxiliar o atual cliente, e potenciais clientes, a entender o universo dos seus produtos e serviços, e então convencê-lo de efetuar uma compra”, destaca. Carmona ensina que é possível fazer reviews de produtos ou ensinar o público a dar os primeiros passos relacionados ao serviço prestado. “Esse conteúdo também vai ajudar nas estratégias de SEO e aumentar ainda mais a confiança do público”, conclui, destacando que mais informações podem ser vistas no Guia Definitivo das Vendas pela Internet do leadlovers.

Diego Carmona, especialista em Marketing para Pequenas e Médias Empresas
Share To:
Magpress

Falando de Varejo

O Falando de Varejo é o maior blog sobre o varejo brasileiro, no ar desde julho de 2008. Navegue por nosso site e conheça nossas dicas e artigos especiais. Quase 6 milhões de pessoas já passaram por aqui. Clique nos links abaixo para nos seguir também nas principais redes sociais.

Post A Comment: