por Camila Porto*


Tempo de crise econômica é uma excelente oportunidade de mudar e tornar-se melhor. “Muito mais do que os rumos do negócio, é importante mudar o próprio comportamento, e períodos de recessão costumam ser grandes oportunidades para se autoanalisar e mudar”, sugere a empreendedora Camila Porto, especialista em Internet Marketing e criadora do treinamento online Facebook Essencial. Sabendo que a atual crise do país é uma das mais longas desde os anos 1980, a especialista indica cinco mudanças de comportamento que podem fazer a diferença para sair da crise. “São dicas que funcionam tanto para o mercado digital quanto qualquer outra área”.

1- Valorizar as pessoas pelo comportamento

Segundo a especialista, do ponto de vista de um empresário, uma equipe de colaboradores deve ser feita com base no comportamento das pessoas, muito mais que as habilidades técnicas. “Durante um período de crise, ter uma equipe engajada, focada e que não fica reclamando o tempo todo”, ensina. “Valorize as pessoas de comportamento positivo”. Na vida pessoal, o mesmo deve ser feito, apenas com a valorização. “Dê valor para as pessoas que se importam e que demonstram amizade, em vez de se preocupar com o que elas podem fazer para te ajudar, por exemplo”.

2- Vencer o medo de “dar errado”

Ao falar sobre contratações, Camila destaca que já teve dificuldades em formar uma equipe porque tinha medo de contratar. “Eu tinha medo de correr riscos, e isso impediu meu crescimento durante um tempo”, explica a empreendedora, que sugere uma forma diferente de vencer os medos, muito comuns nos donos de empresas. “Pense em tudo o que poderia dar errado caso o seu medo fosse real, e então você descobre que essa é uma possibilidade muito remota”, conta. “Além disso, você vai saber como evitar os possíveis problemas”, completa, destacando a estratégia para vencer qualquer medo.

3- Trocar o “mas” pelo “e se”

Camila conta que existem muitos pensamentos, expressados por meio de palavras, que fecham as portas de qualquer empreendedor. “Dizer que gostaria de fazer algo e logo depois usar um ‘mas’ é uma atitude ruim”, explica. Ela explica que, ao utilizar a palavra “mas”, as pessoas estão focadas no problema, e quando dizem “e se”, elas focam na solução. “Em vez de dizer que quer aumentar a empresa mas não tem dinheiro, pergunte-se: e se eu conseguir mais dinheiro, como eu posso ampliar os investimentos? ”, sugere, reforçando que essa prática pode ser feita em muitas situações.

4- Limpar o terreno

Antes de erguer uma casa, é preciso limpar o local onde ela será erguida. Segundo Camila, o mesmo é preciso ser feito com qualquer empreendimento. “O alicerce de qualquer atividade precisa ser bom, e isso significa não se deixar levar pelas pessoas e hábitos ruins”, conta. Camial lembra que é importante se afastar do que é negativo e não faz bem. “Caso contrário, você não consegue limpar o terreno, e sua ação empreendedora pode cair”, completa.

5- Começar pelo mais importante

Por fim, a empreendedora ensina que, no dia a dia, as pessoas tendem a fazer as pequenas coisas antes de definir o que é realmente importante. “E ao fazer nesta ordem, não sobra energia para o que é importante”, alerta. Camila faz a analogia do balde, que precisa ser preenchido com pedras pequenas e grandes, sendo as últimas os afazeres mais importantes. “Se você começa a colocar as pedras pequenas no balde, não consegue depois completar com as pedras grandes, mas se fizer o contrário, vai conseguir fazer todas elas se encaixarem”, conclui, destacando a importância de melhorar nas pequenas coisas para vencer os grandes obstáculos.

(*) Camila Porto é é especialista em Internet Marketing e autora do livro Facebook Marketing.
Share To:
Magpress

Falando de Varejo

O Falando de Varejo é o maior blog sobre o varejo brasileiro, no ar desde julho de 2008. Navegue por nosso site e conheça nossas dicas e artigos especiais. Quase 6 milhões de pessoas já passaram por aqui. Clique nos links abaixo para nos seguir também nas principais redes sociais.

Post A Comment: