O grupo italiano Luxottica fechou um acordo nesta segunda-feira (30) com os sócios da rede Óticas Carol para comprar a franquia brasileira por 110 milhões de euros (cerca de R$ 366,3 milhões).

A transação ainda está sujeita à aprovação das autoridades regulatórias e, segundo previsão da empresa, deverá ser liberada ainda no primeiro semestre deste ano.


"O Brasil é um grande país no qual sempre acreditamos e estamos presentes há 25 anos. Com essa operação, damos um passo além para o completamento do nosso modelo de operação de negócios integrado verticalmente, que tantas vantagens já demonstrou que pode oferecer aos nossos consumidores", disse Leonardo Del Vecchio, presidente-executivo da Luxottica.

Já para o CEO da empresa brasileira, Ronaldo Pereira, a operação levará a Carol "para uma dimensão totalmente nova".

"Os nossos afiliados farão parte de um 'player' global da linha de óculos, em grau de dar toda a serenidade para poder continuar a crescer e investir em nossa marca. Teremos todos os recursos necessários para continuar a crescer e investir em nossa marca", destacou Pereira.

Com o fechamento da operação, explica em nota, a Luxottica entrará no segmento de varejo de óculos no Brasil. O Grupo já está presente no país com a rede de lojas Sunglass Hut, rede de atacado e com uma unidade de produção em Campinas.

A Óticas Carol foi fundada em 1997 e tem um faturamento anual de cerca de 200 milhões de euros.

Essa é a segunda grande notícia da marca italiana neste ano. Em 16 de janeiro, a Luxottica anunciou uma fusão com a marca francesa Essilor em um "matrimônio" de 50 bilhões de euros, que gerará um fluxo de receitas de 14 bilhões de euros em vendas em 150 países.

Fonte: ANSA | UOL
Share To:
Magpress

Falando de Varejo

O Falando de Varejo é o maior blog sobre o varejo brasileiro, no ar desde julho de 2008. Navegue por nosso site e conheça nossas dicas e artigos especiais. Quase 6 milhões de pessoas já passaram por aqui. Clique nos links abaixo para nos seguir também nas principais redes sociais.

Post A Comment: