ULTIMOS POSTS

quarta-feira, 24 de maio de 2017

A importância de um projeto de iluminação em um pdv

Caso nunca tenha contratado um projeto de iluminação, aproveite a oportunidade para refletir sobre o tema.

por Jordana Gabrielli*

Estamos tão condicionados a ligar e desligar o disjuntor do quadro geral de luz de nossa loja, ou ascender o interruptor logo na entrada dela, que mal percebemos a “qualidade” da luz que está, todos os dias, incidindo sobre nós.

Pense em seu PDV: as luzes refletem tanto no monitor do caixa que você ou seu funcionário chegam a passar minutos se mexendo até encontrar uma posição em que não vejam seu próprio reflexo na tela?

Alguma vez já teve problema com um cliente que comprou uma peça e, ao vê-la em casa, percebeu que a peça tinha uma cor diferente daquela que ele havia escolhido?

Imagine então uma sala de cirurgia, com uma iluminação escura e insuficiente. As tarefas ali realizadas poderiam provocar um resultado desastroso, não? Agora reporte-se a uma pista de dança: a sensação de dançar às claras lhe parece confortável?

Estas e outras situações ocorrem com frequência pois, infelizmente, ainda não temos consciência da importância de um bom projeto de iluminação em uma edificação e, principalmente, em um ponto de venda.



Iluminar adequadamente um ambiente – e iluminar adequadamente sua loja – é tarefa fácil para um arquiteto projetista de iluminação. Ele está apto a identificar as necessidades de seu estabelecimento e a propor a solução mais viável para seu PDV, de acordo com seu produto, seu público alvo e o posicionamento de sua marca. Cada área de serviço de sua loja requer uma iluminação diferente, seja no tipo de lâmpada escolhida (halógena, vapor metálico, eletrônica ou mesmo os diodos LED) ou na estratégia de iluminação aplicada: luz direta, indireta, difusa, dentre outras. A luz direta e clara – ideal para o check out (caixa) – jamais funcionará no provador, onde se requer uma luz difusa e aconchegante.

Num projeto de iluminação, o arquiteto especifica o tipo e a quantidade de lâmpada e de luminárias mais adequadas a cada caso, aliando eficiência e economia; determina também a localização de cada ponto de instalação. Com escolhas acertadas, ele poderá otimizar tempo e valorizar o seu investimento. Com soluções inteligentes, saberá fazer com que a função de cada espaço em seu PDV se cumpra, que cada tarefa seja realizada com qualidade e que os espaços não sejam somente funcionais, mas também agradáveis, sedutores e belos – sim, porque beleza é fundamental também na iluminação!

(*) Jordana Gabrielli é arquiteta, diretora da Élli Arquitetura e autora do blog Isso é VM! (http://www.issoevm.wordpress.com)

Compartilhe nas redes sociais:
 
Copyright © 2008-2017 Falando de Varejo.