ULTIMOS POSTS

quarta-feira, 14 de junho de 2017

Hack Town realiza sua terceira edição, inicia venda de ingressos e anuncia primeiras atrações

Os ingressos para o Hack Town 2017 já estão sendo vendidos online. O evento acontece na cidade mineira Santa Rita do Sapucaí, nos dias 7,8, 9 e 10 de setembro

Os ingressos para a terceira edição do Hack Town - encontro de formato inovador que reúne profissionais de todo o país de áreas como tecnologia, inovação, empreendedorismo, música e economia criativa, já estão sendo vendidos online no site oficial (www.hacktown.com.br). O evento acontece na pequena cidade de Santa Rita do Sapucaí, no Sul de Minas Gerais (220 km da capital paulista), nos dias 7, 8, 9 e 10 de setembro de 2017, e promete superar o já surpreendente sucesso da edição anterior. A organização anunciou as primeiras palestras e workshops do evento, com uma lista de mais de 50 participantes e temas de interesse em áreas como inovação, criatividade, música, startups, tecnologia, entretenimento, design e café.


Carlos Henrique Vilela, um dos organizadores do Hack Town, conta que a primeira lista de palestrantes é apenas uma preliminar do evento. “Serão mais de 200 palestras e workshops, além de meetups, atividades experienciais e showcases musicais, que serão anunciados na íntegra em breve”. Com o mote “Ideias diferentes, conexões de impacto”, o encontro tem o intuito de ponderar novos modelos de negócio e, principalmente, novas interações entre distintas áreas de conhecimento. A inspiração vem do festival "South BySouthwest", o SXSW, que acontece anualmente na cidade de Austin, capital do Texas, nos Estados Unidos.

O maior atrativo do Hack Town, além do conteúdo de primeira linha, é o seu formato dinâmico. As atividades acontecem simultaneamente em diferentes espaços da cidade. “Os locais de palestras vão de botecos mineiros a salas de aula, de garagens de casas comuns a um teatro”, explica Ralph Paticov, que também faz parte da organização. “O Hack Town realmente promove uma imersão em uma cidadezinha que agrega a tradicional comida mineira ao lado inovador de um dos polos de tecnologia mais inovadores do mundo. Estabelece-se, durante o encontro, um diálogo autêntico entre a cidade e os visitantes”, ressalta Peticov. Santa Rita do Sapucaí, também conhecida como o Vale da Eletrônica, é um reconhecido ecossistema de inovação e startups em tecnologia.

Entre os palestrantes já confirmados, estão nomes como Emerson Bento Pereira, diretor de inovação do Colégio Bandeirantes de São Paulo, Ana Cortat, do Hybrid CoLab e ex-executiva de algumas das principais agências de publicidade do país; Antonio Marcos Alberti, coordenador do projeto Nova Genesis de Internet do Futuro, no Instituto Nacional de Telecomunicações (INATEL); Paula Dias, da marca de café especial Grandpa Joel’s Coffee; Maurício Soares, um dos responsáveis pela vinda do festival holandês Tomorrowland ao Brasil; Julio Mossil, produtor do rapper Rashid; Bruno Delfino, Associate Product Marketing Manager do Google; Nataly Bonato, Community Manager da WeWork; José Tomé, um dos criadores do polo de startups de tecnologia para o agronegócio de Piracicaba, SP, entre outros.

O Hack Town se destaca exatamente por unir nomes já consagrados a profissionais trilhando caminhos ainda experimentais. Segundo Vilela, o objetivo “é conectar a cultura de garagem aos exemplos já consagrados que podem inspirá-los, ao mesmo tempo em que os consagrados poderão se inspirar com aqueles que estão iniciando algo surpreendente”. A programação oficial com os nomes já anunciados está no site do evento (www.hacktown.com.br).

Uma cidade pequena mas cheia de singularidades

Com apenas 40 mil habitantes, Santa Rita do Sapucaí tem forte vocação para tecnologia e também para o empreendedorismo e para a criatividade. Polo destaque no cenário nacional, a cidade abriga o chamado “Vale da Eletrônica”, composto por três instituições de ensino e mais de 150 empresas de tecnologia, informática e telecomunicações. Sendo assim, a cidade é comparada à região de Austin, polo tecnológico e criativo no Texas, nos Estados Unidos.

Também por isso, a cidade desenvolveu um potencial empreendedor e criativo e que chama a atenção. OHack Town é resultado do que vem acontecendo na cidade nos últimos cinco anos, em relação ao empreendedorismo, ao surgimento de startups, além da influência do movimento Cidade Criativa, Cidade Feliz, que vem desenvolvendo a economia criativa local. “Queremos colocar Santa Rita ainda mais no mapa como referência em inovação e criatividade. Negamos, inclusive, uma proposta de levar o evento para São Paulo”, revela Peticov. “Não haveria lugar melhor no país para acontecer o Hack Town do que por aqui”, conclui.

Compartilhe nas redes sociais:
 
Copyright © 2008-2017 Falando de Varejo.