por Bianca Scampini*

O Delivery de roupas é um novo canal de vendas que visa atender os clientes que não tem tempo para se deslocar a loja durante o horário de funcionamento e ou preferem experimentar as roupas no sossego do seu lar, além de gostar de um serviço diferenciado. Neste caso, a união de um personal stylist e a loja fazem deste serviço um atrativo para recuperar clientes antigos e adicionar novos na carteira de clientes da loja. Para desenvolver este novo canal de venda é preciso respeitar alguns pré requisitos: conheça seu público alvo e como ele se comporta; a parceria com um consultor de estilo é primordial. Este profissional esta habilitado para elaborar um questionário que será respondido pelo cliente. Em cima dele é possível conhecer o estilo do cliente, suas preferências e expectativas quanto aos produtos, que devem ser enviados de acordo com a necessidade e desejo do cliente com pontualidade e regras de troca e cobrança claras. Lembre-se este serviço é para facilitar a vida do cliente.

As roupas enviadas devem ser as mesmas que você tem disponível para compra física, não diferencie os produtos, por exemplo, enviar peças encalhadas. Este serviço tem que prestar um atendimento com a mesma qualidade que o prestado na loja física. Não cobre pelo serviço.

A organização é super importante para o bom funcionamento deste canal de vendas, relacione preços e peças que estão sendo enviados, fotografe e envie para o cliente. Sugira combinações das peças entre si, mais ou menos como um guarda roupa capsula (poucas peças que combinam entre si e estimulam o consumo consciente), informe as políticas de troca, manchas e pagamento.

Envie a mala com lacre descartável muitas vezes a encomenda ficará na portaria do prédio, por isso, é bom evitar que seja violada, esse serviço é uma relação de confiança entre o cliente e o lojista. Teste o melhor formato com os clientes já existentes em carteira e esteja aberto a suas avaliações e positivas e negativas.

Lembre-se a mala irá gerar grande expectativa no cliente, cuidado para não frustrá-lo. O delivery é uma boa alternativa a lojas físicas que não possuem e-commerce porque também oferece conforto e praticidade ao cliente. Uma boa produção de still (fotos de produto) é importante para atrair os clientes através da rede social, mantenha as redes atualizadas com as novidades da estação.


Este serviço tem baixo custo de implantação e tem taxa de retorno.

Bianca Scampini é estrategista de negócios em varejo e sócia fundadora da Mood Negócios – Imagem - Moda
Share To:
Magpress

Falando de Varejo

O Falando de Varejo é o maior blog sobre o varejo brasileiro, no ar desde julho de 2008. Navegue por nosso site e conheça nossas dicas e artigos especiais. Quase 6 milhões de pessoas já passaram por aqui. Clique nos links abaixo para nos seguir também nas principais redes sociais.

Post A Comment: