ULTIMOS POSTS

sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

Expectativa de que 40% das compras para o Natal sejam feitas pela internet reforça o papel dos robôs para o atendimento ao consumidor

Segundo pesquisa do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), em 2017, pela primeira vez, as lojas online ultrapassaram os shopping centers como o local de maior concentração das compras de Natal. Em cada dez compradores, quatro (40%) concentrarão as compras na internet, o que representa um crescimento de oito pontos percentuais em relação a 2016. Na sequência estão os shopping centers (37%), lojas de departamento (37%) e lojas de rua (26%). Os endereços online preferidos são os sites das grandes redes varejistas (68%), sites de classificados de compra e venda (42%) e lojas especializadas em vestuário e acessórios (34%).


“Tal movimento é percebido em nossa base de clientes. O e-commerce é o quarto maior mercado da internet com 100 milhões de usuários ativos. Em 2017, vimos dobrar os pedidos vindos de empresas do segmento para o desenvolvimento da tecnologia, principalmente para os picos do varejo, como o Natal ”, conta José Paulo Motta, diretor de desenvolvimento de negócios e parcerias da Hi Platform, empresa paulistana que desenvolve os chamados chatbots - robôs para atendimento e venda ao consumidor. “Para atender o volume de vendas no e-commerce, é cada vez mais usual utilizar os chatbots. Eles atendem em larga escala - 24 horas, 7 dias na semana - quer dizer que consegue garantir o atendimento ao consumidor”, conclui. No primeiro semestre de 2017, a Hi foi responsável por 28 milhões de atendimento via robôs, considerando as relações de compra no e-commerce e nos demais segmentos.

Compartilhe nas redes sociais:
 
Copyright © 2008-2017 Falando de Varejo.