ULTIMOS POSTS

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

Indicador de Varejo Mastercard: com crescimento de 2,2%, outubro manteve a sequência de resultados positivos

Vendas totais tiveram alta de 2,2% em relação a setembro de 2016. Apesar da pequena queda no terceiro trimestre do ano, a média de crescimento é de 2,9%

Outubro manteve o impulso das vendas totais, marcando o sexto mês consecutivo de resultados positivos no varejo - excluindo os setores de automóveis e materiais de construção - de acordo com o Indicador de Varejo da Mastercard, SpendingPulse. Durante o período, as vendas tiveram alta de 2,2% em relação ao mesmo mês do ano anterior, pouco abaixo do terceiro trimestre do ano com 3,2%.

Setores como supermercados, material de construção, artigos farmacêuticos, móveis e eletrodomésticos mantiveram crescimento acima do indicador de vendas totais. Por outro lado, os setores de artigos de uso pessoal e doméstico, vestuários e combustíveis tiveram desempenho abaixo.

O e-commerce manteve o crescimento de dois dígitos, alcançando 20,9% em outubro. Se comparado com o mesmo período do ano anterior, o mês manteve a forte expansão do canal. Os setores de móveis e vestuários tiveram desempenho superior à média do canal de distribuição, enquanto os setores de hobby & livraria, eletrônicos e artigos farmacêuticos permaneceram abaixo do crescimento do canal.

Desempenho nas regiões brasileiras em outubro de 2017: A região Norte (2,7%), Sul (4,1%) e Sudeste (2,5%) permaneceram com desempenho acima da média, enquanto Nordeste (0,7%) e Centro‑Oeste (-0,3%) ficaram abaixo do registrado pelo varejo, na comparação com o mesmo período do ano anterior.



Dia das Crianças: Na semana que antecedeu o Dia das Crianças, as vendas no comércio tiveram uma expansão de 4,2% em relação ao mesmo período do ano passado, o que auxiliou significativamente no crescimento das vendas do mês.

“Mantemos a perspectiva de melhora gradativa no comércio varejista para os próximos meses. É importante pontuar que o consumidor, aos poucos, passa a ter uma percepção mais otimista do ambiente econômico, com a ligeira tendência de queda da taxa de desemprego. Isso, consequentemente, gera uma sutil melhora no crescimento da massa salarial e um aumento na concessão de crédito, que tem impactado positivamente o varejo”, avalia César Fukushima, Economista-Chefe da Mastercard Advisors no Brasil.

Sobre o Mastercard SpendingPulse®

Lançado no Brasil, no começo de 2013, pela Mastercard Advisors, o relatório mensal SpendingPulse é um indicador macroeconômico que informa sobre gastos no varejo nacional e o desempenho do consumo. O relatório é baseado nas atividades de vendas na rede de pagamentos Mastercard, juntamente com as estimativas para todas as outras formas de pagamento, incluindo dinheiro e cheque. Os relatórios SpendingPulse, bem como as previsões de tendências de gastos, não refletem ou se relacionam com o desempenho operacional e financeiro da Mastercard.

Compartilhe nas redes sociais:
 
Copyright © 2008-2017 Falando de Varejo.