sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

As principais lições do NRF Retail's Big Show 2018 para o varejo brasileiro

Confira os principais pontos abordados no evento em NY

O avanço tecnológico e a mudança de comportamento do consumidor estão transformando o setor de varejo. Para sobreviver nesse ambiente tão competitivo, as empresas precisam inovar como nunca. É o que disseram curadores e especialistas do Grupo GS& Gouvêa de Souza, que acompanharam as apresentações no NRF Retail´s Big Show 2018, em Nova York.


As tendências foram discutidas também durante a reunião Retail Executive Summit, realizada nesta quarta-feira (17), no Mandarim Oriental Hotel, em Nova York. Confira a seguir os principais pontos destacados pelos especialistas:

Consumidor

“Em um ambiente tão competitivo e complexo como esse que atuamos, essa conexão entre pessoas e marcas é muito importante. [...] Quando temos valores semelhantes aos dos nossos clientes, é mais fácil se conectar a eles.” - Luiz Alberto Marinho, sócio-diretor da GS&MALLS

“O consumidor começou a exigir do varejo mais compartilhamento, inovação e conveniência. [...] O papel do varejo está tendo de ser repensado para se aproximar mais do consumidor.” -Alexandre van Beeck, sócio diretor da GS&Consult

Tecnologia

“Para os próximos dois anos, não acreditamos que haverá um varejo que não trate direito seus dados, o seu data base, que não alimente o seu algoritmo.” - Jean Paul Rebetez, partner na GS&Consulting

“Em todos os cases, de todas as principais palestras, abordou-se a informação, a tecnologia e os dados. O que mais importa não é se você tem os dados, mas sim como vai usá-los. [...] A gente precisa entender que a pirâmide inverteu. As informações existem e a gente precisa saber interpretá-las rapidamente. Precisamos parar de investir dinheiro em mídia sem coletar dados. Todo esse investimento que a gente faz gera mais informação para ser interpretada e usada da melhor maneira para entendemos o que o consumidor está falando, para gerar mais receita.” - Fábio Sayeg, fundador e CEO da ZOLY

Inovação

“Vemos o fim do ponto de venda como a gente conhece. Agora, o PDV começa a ter um comportamento parecido com o site. São lojas que se modificam por períodos, horários, movimento e nos fim de semana. A publicidade também mudou, agora é basicamente feita com influenciadores.” - Jean Paul Rebetez, partner na GS&Consulting

“Inovação é exploração com sucesso de novas ideias. Quando a inovação não tem sucesso, ela é uma invenção. Vimos nos últimos tempos a questão do Google, que chegou e criou esse novo modelo de inovação com seus escritórios, parecia que toda empresa precisaria pensar diferente. A maioria das empresas teve um pouco de dificuldade para adaptar essa inovação. Da noite para o dia, transformar uma empresa de 50 ou 100 anos em um negócio como o Google não é fácil para ninguém. A chance das empresas hoje de pensar fora da caixa é talvez terceirizar por meio das startups.” - Caio Camargo, sócio diretor da GS&UP

Fonte: Época Negócios

QUER CONFERIR ESSES INSIGHTS E MUITO MAIS?
INSCREVA-SE PARA NOSSO WWW.RETAILTRENDS.COM.BR, QUE VAI ACONTECER NAS PRINCIPAIS CAPITAIS E CIDADES DO PAÍS.

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Start typing and press Enter to search