sexta-feira, 26 de janeiro de 2018

Sindilojas Caxias participa de reunião sobre comércio ilegal

Encontro foi realizado na Secretaria Municipal de Urbanismo e contou também com a presença da Guarda Municipal.

Preocupado com o avanço do comércio ilegal nas principais ruas do centro da cidade, o Sindilojas Caxias solicitou uma reunião, que ocorreu na quinta-feira (25.01), com o novo secretário de Segurança Pública e Proteção Social de Caxias do Sul, Clóvis Juvenal Pacheco, e com a secretária municipal do Urbanismo, Mirangela Rossi, para buscar alternativas conjuntas e que efetivamente gerem resultados, propiciando à população o acesso a produtos de procedência segura e com garantias legais.


A entidade representativa do comércio varejista propôs a reunião com as secretarias envolvidas com a fiscalização e com a coibição do comércio ambulante no centro da cidade com o intuito de somar esforços e promover a conscientização sobre o consumo consciente. O presidente do Sindilojas Caxias, Sadi Donazzolo, ressaltou a necessidade de uma ação continuada de fiscalização para que os resultados sejam mais efetivos: “É preciso unir forças para que tenhamos resultados a curto e médio prazo”, disse.

O poder público voltou a argumentar sobre o número reduzido de servidores tanto na Guarda Municipal, que resguarda as ações, quanto da fiscalização que autua o comércio ilegal nas ruas da cidade ao promover a fiscalização, o recolhimento e a apreensão. Mariangela pediu para que os lojistas auxiliem na ação inibindo os ambulantes de ocupar a calçada das lojas, o que também prejudica as vendas e obstrui a passagem dos clientes.

O secretário de Segurança Pública e Proteção Social de Caxias do Sul, Clóvis Juvenal Pacheco, afirmou que estão programadas ações-relâmpago, mas reconhece que representam apenas tentativas de coibir a ilegalidade porque há uma rede instaurada na região que promove esse comércio de ambulantes. Ele afirmou que a organização dos ambulantes é cada vez maior com a atuação de “olheiros” que observam a movimentação no centro para recolher os produtos e evitar a apreensão quando ocorrem ações do poder público.

A prefeitura apontou que um dos problemas identificados foi a atuação de comerciantes que estão acolhendo e protegendo os ambulantes. Diante dessa situação, o Sindilojas Caxias alerta o comércio varejista de que esse ato pode ter como consequência a perda do alvará de funcionamento. A informação foi dada pela Guarda Municipal, que registrou a ocorrência através de imagens de câmeras de segurança.

O Sindilojas Caxias pretende agendar uma nova reunião com a Brigada Militar, a Polícia Civil e Federal para propor que seja formada uma nova força-tarefa de combate à venda de produtos sem comprovação da procedência, especialmente, nas ruas do centro da cidade. A entidade mantém uma campanha contínua contra o comércio ilegal, que é uma bandeira do Sindilojas em defesa do consumidor e do lojista local.

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Start typing and press Enter to search