Confira a lista!

terça-feira, 3 de julho de 2018

A inovação precisa ser tangível para acontecer

Inovação e tecnologia. Essas são duas pautas sempre presentes e colocadas hoje em discussão no varejo, principalmente como necessidade para as empresas que pretendem continuar competitivas em seus mercados nos próximos anos.


Eu acredito que novas tecnologias e inovação ainda continuam sendo algo relativo ao varejo. Varia de acordo com o tipo de mercado ou porte de negócio e, principalmente, com a aspiração da marca ou do dono do negócio.

Uma padaria ou um mercadinho de bairro, por exemplo, pode continuar fazendo a mesma coisa, desde que tenha bom nível de produtos e serviços, pelos próximos 10, 20 anos, sofrendo muito pouco em relação à inovação do mercado. Pelo menos por enquanto, esse é o jogo.

Há sim uma necessidade de sempre observar o mercado, manter-se focado, para não ser varrido de uma hora para outra por algum movimento disruptivo, à exemplo do que aconteceu com empresas e negócios no passado, como lojas de discos ou locadoras de vídeos.

A necessidade de se aprofundar na tecnologia, parte do imperativo de se buscar ampliar sua atuação, seja com mais lojas ou unidades, ou na entrada para o mercado digital. Além disso, outra questão que facilita a adoção da inovação e novas tecnologias está exatamente no mindset do varejista, ou do dono do negócio. Sem ele, sem a vontade dele, a inovação não acontece. Pode até mesmo, partir simplesmente de uma vontade, mais forte até do que a própria necessidade.


Mas para que aconteça, tem que ter significado. Um dos caminhos para que qualquer inovação ou tecnologia faça sentido no varejo é buscar ser o mais tangível possível ao cotidiano da marca ou a cultura da mesma dentro do negócio. Por exemplo, uma maneira inovadora de se atender tem muito mais chances de emplacar na empresa se depender de um mínimo de esforços ou mudanças no que se faz, do que de uma quebra de cultura radical ou disruptiva. A inércia nesse sentido é um dos grandes inimigos da inovação. Sair do que se faz há muito tempo é algo que deixa qualquer empresa ainda desconfortável.

Seja de forma gradual, ou ainda de forma que possa ocorrer de maneira mais “dentro” da cultura da empresa, são maneiras de fazer com que a inovação de fato se concretize no cotidiano, e, em forma de constante evolução, possa criar novos e mais positivos resultados.

Um grande abraço e boas vendas

Caio Camargo
Editor | Falando de Varejo
Linkedin: www.linkedin.com/in/caiocmgo
Instagram: www.instagram.com/caiocmgo

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Start typing and press Enter to search