Postagens

Mostrando postagens de dezembro, 2008

Férias: Muito obrigado à todos vocês !

Imagem
Olá a todos. O Blog "FALANDO DE VAREJO" estará entrando de férias a partir de hoje, retornando suas atividades no dia 05/01/09. Primeiramente gostaria de agradecer à todos que contribuiram de alguma forma para o crescimento desse blog, seja enviando comentários, seja perguntando, ou apenas visitando. Todos vocês fazem parte desse sucesso. Em 2009, o blog volta com muitas novidades. Entre elas: Muito mais dicas de merchandising, um verdadeiro manual de merchandising online ! Muito mais lojas analisadas. Envie propostas ! Muito mais entrevistas com personalidades importantes do varejo. E como sempre, respondendo à toda e qualquer pergunta que seja enviada pelos internautas. Colabore ! Participe ! Venda mais agora ! (Importante: Mesmo de férias, continuem a enviar suas dúvidas. Dependendo da urgencia, estas serão respondidas) 2009 será um ano tempestuoso. Somente atingirão suas metas aqueles que ousarem e persistirem. Não desista, invista, insista ! Um grande abraço

Dúvida de leitores: Correspondentes bancários/ Financeira

Perguntas enviadas por Sirlei Ferreira Olá Caio, Tenho que apresentar Proposta de um Correspondente Bancário, que atua com recebimentos de contas e microfinanças, onde o público alvo é a população de menor renda. Estou com dúvidas nas cores a serem utilizadas, podes me ajudar? Fico no aguardo de sua resposta.Desde já agradeço sua atenção e presteza. Abraço, Sirlei Designer de Interiores O que na sua opinião não pode faltar nesses ambientes? O essencial é o conforto, principalmente se estivermos falando de microfinanças, ou a famosa financeira ou crediário que temos em uma loja. O ideal é sempre planejar espaços de assentos para pelo menos duas pessoas por mesa ou baia de atendimento. Caso o espaço permita poucas mesas/ baias, o ideal é trabalhar com algumas poltronas ou longarinas para espera em dias mais movimentados. Outra dica é situar a financeira sempre próxima do café ou da lanchonete da loja. Isso permite que os períodos de espera sejam menos tediosos ou irritantes.

Casas Bahia abre sua primeira loja em favela

Imagem
A Casas Bahia, a maior rede varejista de móveis e eletrodomésticos no País, inaugurou neste sábado (13/12/08) a sua primeira loja dentro de uma favela. A comunidade escolhida foi a de Paraisópolis, que fica na zona sul de São Paulo e é a segunda maior favela da cidade e a quinta do País. Da compra do terreno para a construção de uma loja de dois pavimentos, com mais de 2 mil metros quadrados, até o abastecimento do ponto-de-venda com mercadorias, os investimentos superaram R$ 2 milhões. A expectativa é de que a loja fature entre R$ 1 milhão e R$ 1,5 milhão por mês a partir de janeiro. Foi o potencial de mercado que levou a rede a fincar bandeira em Paraisópolis. A favela tem uma população de 80 mil pessoas e 20 mil domicílios, a maioria das camadas de menor poder aquisitivo, com renda média mensal na faixa de R$ 600 por mês, segundo o presidente da União dos Moradores e Comerciantes de Paraisópolis, Gilson Rodrigues. O potencial de consumo de Paraisópolis equivale, para a Casas Bahia,

Vale tudo para chamar a atenção do consumidor no PDV?

Imagem
Cada vez mais, não só as grandes companhias, mas médias e pequenas empresas, olham atentamente para o ponto de venda. As redes varejistas, farmacêuticas e de materiais de construção, por sua vez, estão abertas para o merchandising, que inclui desde displays diferenciados até a ambientação do PDV. O que falta é definir a melhor estratégia para atrair o consumidor no local na compra. Considerando a estimativa de que 85% das compras são decididas dentro da loja, é crescente o direcionamento das verbas para ações, campanhas e merchandising no PDV. Mas, vale tudo para chamar a atenção do consumidor? Antes de responder a questão, é preciso avaliar quem é o consumidor de hoje. Muito mais atuante, presente e consciente, o consumidor não é o mesmo de 10 ou 15 anos atrás. Ele não é um mero espectador, que recebe e aceita todas as informações sem questionar. O consumidor quer inovação, tecnologia e sustentabilidade. E, quanto mais perto destas três características o merchandising conseguir chega

Notícia: Perspectiva dos Empresários do Varejo para o faturamento no Natal cai aos patamares de 2005

A crise financeira mundial já mudou a perspectiva dos empresários para o Natal de 2008, no que diz respeito ao faturamento e às vendas físicas. De acordo com a Pesquisa Serasa Experian de Perspectiva Empresarial, 39% das empresas brasileiras de varejo esperam aumentar o faturamento em relação ao Natal de 2007, 32% acreditam manter o faturamento e 29% acham que cairá. Essa perspectiva mostra o menor percentual de empresários esperando aumento (39%) do faturamento e também o maior (29%) no recuo, na comparação com as outras datas comemorativas (Dia das Mães, das Crianças, Pais, Namorados e Páscoa) de 2008. A ansiedade ante a crise e os bons indicadores de 2007, que define uma base forte, são os responsáveis pela mudança de humor dos empresários do varejo. Na mesma data de 2007, 61% dos empresários do varejo aguardavam elevação do faturamento e apenas 11% acreditavam em decréscimo na comparação com o Natal de 2006. Já para o Natal de 2005, 38% acreditavam em aumento do faturamento, 33% em

A anatomia do consumo

Imagem
A ciência conseguiu mapear as regiões do cérebro ativadas no momento da compra. A conclusão: o consumo está muito mais ligado às emoções do que à razão Reportagem de Camila Pereira e Marcos Todeschini Às vésperas do Natal, as maiores redes varejistas do planeta estão diante do desafio de despertar o desejo pela compra em meio à crise financeira mundial. Com o movimento em baixa numa época do ano em que o comércio tradicionalmente fervilha, elas primeiro recorrem ao básico. Oferecem brindes, frete gratuito, liquidações com descontos na casa dos dois dígitos. A consultoria PricewaterhouseCoopers deu os números: cinqüenta das 100 maiores redes varejistas do mundo, vinte delas presentes no Brasil, estão oferecendo descontos de pelo menos 20%, algo atípico para este período do ano. A idéia de que o sucesso de um negócio não depende apenas de um bom produto para vender, mas também da capacidade de provocar a vontade de comprar por meio de ferramentas de propaganda e marketing, remete ao

POPAI Brasil realiza treinamento sobre as Melhores Práticas de Merchandising

Profissionais de agências, executivos de varejo e trade marketing discutem as novas ferramentas e estratégias para destacar o produto no PDV e fortalecer a marca junto aos clientes . No próximo dia 11 de dezembro (quinta-feira), o POPAI Brasil - The Global Association for Marketing at Retail promoverá das 9h às 18h, o treinamento “As Melhores Práticas do Merchandising”. O evento acontecerá no Hotel Gran Plaza, em São Paulo. Ministrado por Luciana Barreto, diretora executiva da entidade, esse treinamento tem como objetivo atualizar supervisores, coordenadores e gerentes de área de merchandising, consultores, fornecedores de materiais e designers sobre as ações e iniciativas que valorizam o merchandising como mídia do PDV, que destacam a marca e o produto e as diversas formas de exposição no ponto-de-venda. Durante o treinamento serão apresentadas pesquisas desenvolvidas pelo POPAI Brasil e cases de sucesso de empresas que souberam aproveitar as ferramentas do merchandising para valoriza

Melhorias no layout da loja - atacado e varejo de materiais para escritório e diversos.

Pergunta enviada por Leonardo C. Moraes Olá Caio. Antes de mais nada, gostaria de parabenizá-lo pelo excelente blog. Suas dicas valem Ouro!! Trabalho em uma empresa de Atacado Varejo nos segmentos de material para escritório, escolar, festas, higiene e limpeza e embalagens diversas. A empresa não evoluiu em questão de layout e atendimento. Possui o mesmo layout de 10 anos atrás. Tive a iniciativa de propôr mudanças para 2009, inovando inteiramente a loja. Layout inteiror, padronização de uniformes, disposição de produtos, novos métodos de atendimento,etc. Verificando a linha de materiais que empresa trabalha, gostaria de sugestões sobre principalmente layout. Basicamente são balcões pelas laterais e gôndolas ao meio da loja. Como posso começar 2009 com uma empresa dentro das atualidades? Sucesso!! Att. Leonardo C. Moraes. Olá Leonardo Obrigado pelos elogios ao blog. E parabens pela iniciativa de propor mudanças. O varejo é dinâmico e pede intervenções e soluções a todo moment

Dúvida de leitores: Como definir as cores para minha loja ?

Pergunta enviada por Cristiane Nogueira Olá, Caio! Gostaria de saber quais são as cores mais indicadas para serem usadasnuma loja de material de construção. Obrigada, Cristiane Olá Cristiane. Antes de mais nada, obrigado pelo envio da pergunta. Essa é uma questão complicada, pois em varejo, nao existe cor certa. Existe sim posicionamento correto e cor adequada com este. Quer ver um modelo ? Imagine a seguinte situação: Todo mundo fala que a melhor combinação para o varejo é a união do vermelho com o amarelo, certo ? Mas não é popular demais ? Imagine uma loja da Vivara ou da H.Stern pintadas em vermelho e amarelo....com certeza, nao daria certo, o produto seria desvalorizado.... Em materiais para construção, o caminho é basicamente o mesmo. Se for uma loja de bairro, com caráter mais popular, dá para apostar em tons mais alegres, tons mais vivos, como vermelho, amarelo, verde, laranja, e por aí vai. Agora se for uma loja de acabamentos, com produtos mais elitizados, de

Em tempos de crise sempre há esperança !

Imagem
Olá à todos ! Eu recebi essa imagem via e-mail hoje pela tarde. Não sei onde este painel está instalado, mas acredito que a mensagem está mais do que correta ! Não que se trata de uma jogada de mídia, mas que sim, devemos agir e trabalhar, apenas isso. Parabéns ao Sr. Arnaldo José da Silva, pela mensagem e pela iniciativa. A hora é de ação ! Um grande abraço e boas vendas Caio Camargo http://falandodevarejo.blogspot.com/

Entrevista: Alberto Serrentino

Imagem
Olá a todos. O Falando de Varejo hoje entrevista Alberto Serrentino, consultor e sócio-sênior da Gouvêa de Souza & MD, sobre a NRF 2009, evento que acontecerá em Janeiro próximo, e que organiza uma viagem técnica ao mesmo. Falando de Varejo: Para quem não conhece ainda, o que é a NRF ? Qual a importância do evento ? Alberto: É o maior congresso e feira voltados ao varejo no mundo. FV: A crise atual mudou o conteúdo previsto da NRF ? É possível que a tônica seja outra nesse momento ? Alberto: Mudou sim. Diversos painéis foram alterados para aprofundar a conjuntura e seus reflexos para o varejo. FV: Dentre as palestras que estarão ocorrendo, quais as que você daria mais destaque como importantes para nosso mercado ? Alberto: Haverá diversos painéis tratando da crise financeira internacional e seu impacto no varejo americano. Diversos painéis serão voltados aos multicanais, inovações em lojas além dos destaques como os presidentes do Wal-Mart, Tesco.com e Home Depot Canadá

5000 ! E que venham os 50000 !

Imagem
Olá a todos ! Eu agradeço enormemente à todos que estão fazendo esse blog crescer a cada dia mais ! Com menos de 5 meses, o blog conta com mais de 5000 pessoas tendo acessado até o momento. De um blog que começou de maneira tímida, a progressão em ritmo acelerado me deixa a cada dia mais empolgado. Estou buscando sempre o melhor para este blog, buscando passar o maior numero de informações possíveis à vocês, buscando nunca perder o foco deste blog. Ou seja, aqui voce so encontra o que lhe importa: varejo, varejo e varejo. Continuem colaborando com o blog, enviando sugestões ou perguntas para caio-camargo@uol.com.br , ou postando. O que voces gostariam de ver aqui no blog ? Um grande abraço e boas vendas à todos ! Caio Camargo http://falandodevarejo.blogspot.com

Manual de Merchandising: Ponto Focal

Imagem
Olá a todos. A partir de hoje, vou postar algumas importantes técnicas e dicas de merchandising, técnicas as quais quando aplicadas, revigoram e melhoram a exposição no ponto de venda, e o melhor de tudo, não há custo em implantá-las. Basta apenas vontade. E vamos iniciar o assunto falando de Ponto Focal. Você sabe o que é ponto focal ? Veja a imagem: Nós vamos dividir o nosso campo de visão em quatro setores, representados pelos níveis de 1 a 4: Nível 1 é o principal foco de exposição de produtos à sua disposição. O cliente não utiliza nenhum tipo de movimento com a cabeça para enxergar o seu produto, ou seja, seu produto é diretamente apresentado ao seu cliente. É o que também chamamos de "altura dos olhos", que compreende uma faixa entre 1,20 e 1,80m de altura. Nesse nível voce deve otimizar sua exposição, colocando tudo o que voce realmente deseja vender, inclusive produtos de venda por impulso, bem como ofertas, ou produtos de valor agregado alto. Varia

Falando de Varejo: Fotoptica Shopping Villa-Lobos, SP.

Imagem
Olá a todos Eu confesso que ainda não havia visto nenhuma das lojas novas da Fotoptica, e só fui reparar em uma delas quando me deparei com a loja do Shopping Villa Lobos. Acredito que eles deram um salto grande em relação às expectativas de seus consumidores, a começar pela entrada, totalmente aberta, muito mais convidativa, eliminando de vez as vitrines e a exposição estática. Os produtos, principalmente as armações, foram separadas por feminino, masculino e infantil, garantindo maior praticidade e direcionamento na hora da escolha. Logo na entrada, alguns produtos destacados em vermelho mostram produtos promocionais, funcionando como verdadeiras "iscas" para o consumidor. Num mercado onde é cada vez mais difícil vender qualidade em função de preço, a loja mostra que ainda há alternativas para criar boas vendas. Uma loja muito bem conceitualizada, com certeza ! Um grande abraço e boas vendas. Caio Camargo http://falandodevarejo.blogspot.com

Outros blogs: Blog de Arquitetura ABRASCE

Imagem
Hoje vou indicar o blog do Manoel Lima, da Falzoni Alves e Lima, o Blog de Arquitetura da Abrasce. Como o blog mesmo se descreve: "Sua visão estética, aplicada em projetos de arquitetura inovadores, mais os anos de vivência no mercado de shopping centers, dá o tom certo para o blog que fala sobre arquitetura." Um excelente blog. Visitem ! Blog de Arquitetura, por Manoel Lima http://www.portaldoshopping.com.br/blogInterna.asp?cod_a=2 Um grande abraço e boas vendas Caio Camargo http://falandodevarejo.blogspot.com

Diferenças entre o comportamento do consumidor do varejo de construção, frente à outros varejos

Olá a todos ! Você por um acaso já parou para pensar o que há de diferente no varejo de construção ? Será que dá para vender um mesmo produto, como cimento, por exemplo, para todo e qualquer cliente que entre em sua loja ? Não ? A grande maioria de livros voltados ao assunto disponíveis no mercado oferecem somente soluções voltadas ao consumidor de varejo alimentício. Nada se fala específico sobre os consumidores do varejo de construção. Uma das grandes diferenças entre o consumidor de varejo alimentício e um consumidor de varejo de construção está essencialmente nos produtos no qual consome. Uma mesma pessoa possui comportamentos totalmente distintos nestes dois tipos de varejo. Se compra semanalmente em um supermercado, opta por uma vez ou outra trocar a marca habitual que consome em função de uma oferta ou de um lançamento, sabendo que em caso de erro na decisão, na próxima compra poderá voltar a utilizar-se da marca habitual. Já o cliente de construção, ao decidir

Crise no varejo: O que esperar disso tudo ?

Imagem
Olá pessoal. Eu ja havia comentado sobre a crise em outro post, e principalmente por acreditar que esta realmente nao atingiria o país da maneira que se cogitava por aí, principalmente por que acredito que nossa economia tem se impulsionado principalmente pelo dinheiro que está circulando nas camadas mais populares, no comércio popular, e este é um tipo de consumidor que por nao ter investimentos, nao pára de comprar e consumir, mesmo com crises. Dados mostram que setores como construção nao tem sofrido perdas, ao passo que setores que atingem públicos alvos mais elitizados, como o automobilístico, apresentou uma queda de 20% nesse mes. Os ultimos dados, mostram que a crise maior ainda está por vir. Ainda acredito que varejos focados em produtos populares e para o mercado popular nao sofrerão grandes impactos, dificilmente teremos um Natal pior do que o do ultimo ano, até pq. o governo tem se esforçado em reter a crise e oferecer crédito à todos da melhor maneira possível

Uma importante ferramenta de vendas: Nunca fique com o "Não"

Olá a todos ! Nunca fique com não, o que isso quer dizer ? Eu acredito que essa é uma das mais poderosas ferramentas de atendimento e vendas, e ao mesmo tempo, lhe servirá em muitos outros tipos de situações. Veja o exemplo: Consumidor: Olá, voce tem esse produto na cor laranja ? Vendedor: Não O não que o vendedor deu, pode imediatamente acabar com o processo de compra. Ciente de que o cliente queria a cor laranja, o vendedor lhe informou que nao a possuía, e encerrou o assunto com um "não tenho, nao posso lhe ajudar". Simplesmente, disse não. Agora veja de outra forma: Consumidor: Olá, voce tem esse produto na cor laranja ? Vendedor: Eu acho que laranja talvez eu nao tenha, mas voce gostaria de ver as outras opções que eu tenho ? são muito interessantes... Consumidor: Er...nao sei, deixe eu dar uma olhada... Viu como funciona de maneira diferente ? Ao invés de simplesmente encerrar o assunto, o vendedor lhe deu uma segunda opção, antes mesmo que o consumido