Buscar

Dúvidas de leitores: Seleção de profissionais para o varejo

Pergunta enviada por Clesia Ribeiro, de Florianópolis (SC)

Boa tarde, Caio !

Nossa ,adorei seu blog...
Estou fazendo uma pesquisa de varejo e encontrei seu blog
e gostaria muito de sua ajuda para me ajudar a formular uma entrevista p/ contratação de vendedoras p/ lj de moda feminina.
Tenho uma loja multi -marcas aqui em Florianopolis e gostaria muito de sua ajuda.


Desde já agradeço pela atenção.
Clesia


Ola Clesia,

Obrigado pelos elogios e seja bemvinda.

Contratação. Essa realmente é uma questão delicada.
O maior problema na hora de contratar, principalmente no caso dos pequenos varejos, é levar muitas vezes em conta a "emoção" do que a razão.
De cavalheiros que contratam mocinhas apenas pela bela aparência, à pessoas que sao completamente desconfiadas de tudo, e por vezes até assustam os candidatos, vemos de tudo por aí.

Antes de mais nada, eu recomendo altamente que você procure uma pessoa com experiência na área de RH para lhe ajudar com melhor resultado nessa sua questão.

Quantas vezes nao acreditamos em pessoas que só descobrimos as reais personalidades tempos depois ?
Quantas vezes não vemos por aí problemas de pessoas que pareciam cheias de energia e disposição, mas que devido à problemas, até mesmo de origem pessoal, e ocultadas durante o processo de entrevista, nao rendem de acordo com o esperado ?

Somente um profissional qualificado podera encontrar esses "problemas" ocultos em seus candidatos. De dinâmicas de grupo à testes e entrevistas pessoais, existem varias maneiras de se definir a personalidade do candidato antes mesmo de seu primeiro dia de ofício.
Se sua empresa não permite ainda a contratação de uma pessoa exclusiva para isso, busque o serviço em uma agencia de qualidade, busque um serviço terceirizado, que pelo menos "pré" selecione algumas pessoas.

Acredito que alguns conceitos são subjetivos e variam na verdade da SUA personalidade e nao da do candidato. Com algumas pessoas conseguimos desenvolver o que costumamos a chamar de "química", que para outras pessoas acabam nao funcionando.

Eu sempre acredito na neutralidade, com uma boa dose de simpatia.

As roupas nao precisam da descrição de uma freira, entretanto nao precisam da ousadia de uma moda-praia. Roupas muito curtas ou justas em excesso, somente quando o perfil da loja permite.
O sorriso e a simpatia devem ser mais importantes do que as experiências anteriores. Saber sorrir e ser atenciosa sem ser oferecida demais ou chata demais é um dom raro.
Mesmo que sua loja possua um perfil mais popular, ou atenda uma determinada "tribo", como surfistas ou skatistas, acredito que a linguagem utilizada deve ser neutra. Procure pessoas que nao possuem vícios de linguagem. Excesso de gírias ou palavrões devem ser a todo custo evitados.
Tatuagens, piercings e coisas do gênero hoje já possuem uma aceitação melhor no mercado. Entretanto um look "exclusivo" demais, só no caso que o perfil da loja permitir.

Eu acredito que o mais importante é que você (e todos que estejam lendo) entenda que assim como o logotipo, os moveis, e os produtos que você vende, seus funcionários devem ter a "cara" de sua loja, fazendo parte assim, de seu posicionamento dentro do mercado.

Espero ter lhe ajudado.

Um grande abraço e boas vendas

Caio Camargo
FALANDO DE VAREJO
http://falandodevarejo.blogspot.com

Postar um comentário

0 Comentários