domingo, 29 de março de 2009

Notícias: Setor de cartões ignora a crise e já cresce 14%

Publicado por GSMD
por DCI

Apesar da expectativa de retração da economia e de estabilidade do Produto Interno Bruto em relação a 2008, como consequências da crise financeira, o setor de cartões de crédito acredita que será pouco afetado e continuará em crescimento durante 2009. Para o presidente da MasterCard no Brasil, Gilberto Caldart, no plano macroeconômico, com a crise as pessoas consomem menos, mas esse é um efeito difícil de dimensionar. Uma das variáveis que movem a indústria de meios de pagamento é a substituição de dinheiro e cheque pelo cartão, e esse fator continua presente, independentemente da questão econômica. Ainda segundo Caldart, as condições para a entrada de novos participantes no mercado de crédito continuam a existir. O executivo espera um crescimento ainda na casa de dois dígitos para 2009. Segundo dados da Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs), 2009 já está sendo melhor que o ano passado. De acordo com números consolidados de janeiro, neste ano houve um incremento de 14% nos cartões em circulação, em relação à 2008, a um total de 519 milhões. Em volume de transações, o primeiro mês deste ano cresceu 20%, de R$ 27,5 bilhões para R$ 32,9 bilhões. Só em cartões de crédito, o aumento no volume de transações, em janeiro de 2009, foi de 18%, de R$ 15,7 bilhões para R$ 18,5 bilhões. No débito, o crescimento foi superior, 24%, a R$ 10 bilhões, ante o mesmo mês de 2008. No total, 2008 encerrou com um volume transacionado de R$ 375,4 bilhões, ante R$ 301,6 bilhões em 2007, um crescimento de 24%, enquanto o total de cartões em circulação chegou a 514 milhões, 14% mais que no ano anterior.
Post Anterior
Próximo Post

0 comentários:


Não deixe de participar!
Qual sua opinião sobre o conteúdo acima?