segunda-feira, 27 de abril de 2009

Entrevista: Kelly Gomes - Marketing de Baixo Custo

Ola a todos

Há alguns dias, tive a oportunidade de participar de uma interessante palestra sobre "Marketing de baixo custo", realizada na sede da ABTD (Associação Brasileira de Treinamento e Desenvolvimento), em parceria com a Fênix Editora. O Falando de Varejo convidou a palestrante do evento e especialista no assunto, Kelly Gomes, para falar sobre o tema:

Falando de Varejo (FV): Por onde um varejista, utilizando ferramentas de marketing de baixo custo deve começar?

Kelly Gomes: Deve começar fazendo um bom plano de marketing para o produto que se tem em mente, no qual o objetivo de marketing esteja muito claro. Quando se tem isso definido, a escolha das ferramentas de comunicação para a realização de um marketing de baixo custo, fica mais fácil.

FV: Apesar de falarmos de baixo custo, existe marketing "gratuito" ?

Kelly Gomes: Existem ferramentas de comunicação gratuitas ( na internet ), que fazem parte do plano de marketing. Fazer marketing sempre custa alguma coisa independente se é dinheiro ou tempo.
Por exemplo, blog é uma das ferramentas de comunicaçäo gratuitas disponível na web, para quem quiser usar. Mas e o tempo para atualizar? Quanto isso vale?

FV: Pensando grande, mas pretendendo gastar pouco, existe alguma maneira de se incluir radio, tabloide, revistas, jornais e outras midias em uma campanha de baixo custo? Por que possuir uma assessoria de imprensa ou de comunicação é tão importante ? Existe alguma maneira de baratear este custo, muitas vezes, fora das possibilidades das empresas?

Kelly Gomes: Em se tratando de mídias tradicionais, para uma campanha de baixo custo, só vejo uma saída: permuta ou parceria.
Quanto a Assessoria de imprensa, é extremamente importante uma empresa ter uma. Já ouviu falar que a galinha que canta é a dona dos ovos? Então, como é que você vai contar para o "mundo interessado" o que sua empresa está fazendo de novo ou de bom se não tiver uma assessoria de imprensa? A assessoria de imprensa não só fortalece a imagem da empresa como ajuda a alavancar vendas.
Para uma empresa que não tem condições de pagar sozinha uma asessoria de imprensa tradicional, pode procurar fazer parte de uma assessoria de imprensa "caldeirão", na qual ela divide o mesmo jornalista com outras empresas, diluindo, assim, o custo.

FV: E-mail marketing (mala direta através de e-mail) funciona? Como usar corretamente essa ferramenta?

Kelly Gomes: Funciona desde que o mailing seja "opt-in". E para usar corretamente, tem de ter claro quem é o seu público e onde ele está. Não adianta você querer atingir o mercado masculino, entre trinta e quarenta anos e o seu mailing conter, também, o público feminino, adolecentes ou terceira idade. É desperdício de tempo e dinheiro.

FV: Se a criatividade é um dos itens mais importantes na hora de planejar com baixo custo, quais casos voce poderia nos colocar como exemplos interessantes?
Kelly Gomes: O do David Portes ("Banca do David"), o camelô que também virou palestrante. Com uma banquinha de doces ele realizou ações de marketing de empresa grande. Mas uma ação que eu gosto muito é a do sino. Para poder chamar a atenção para sua banca de doces em meio a concorrência que proliferada a sua volta, no centro do Rio de Janeiro, ele comprou um sino. A ação funcionava assim: quando ele avistava um "prospect", pegava o sino e gritava "quando o sino badala você ganha uma bala, quando o sino faz blim blom, você ganha um bombom". Com essa distribuição gratuita de balas e bombons, ele ganhou muitos clientes fiéis.

FV: É fato que hoje a Internet é um meio rápido, prático e barato de divulgação de informações, e por consequência, um excelente veículo para as empresas. Como utilizar as ferramentas que existem à disposição, como marketing viral, redes sociais, blogs, etc?

Kelly Gomes: De novo, volto a falar, tudo depende do seu objetivo de marketing. O que você vai fazer e como vai usar cada ferramenta, depende muito do que você quer. Cada caso é um caso.

FV: Gerar conteúdo tem ajudado muitas empresas a se destacar na Internet, sobretudo através da publicação de blogs ou artigos. Como gerar conteúdo interessante ao consumidor quando a empresa não possui nenhuma informação a ser gerada?

Kelly Gomes: Criando assuntos. Um tipo de marketing que gera muito asunto para uma empresa é o marketing social.

FV: Para quem montou o site da empresa, e até o momento, nao viu nenhum resultado neste, quais seus conselhos ?

Kelly Gomes: Depende do tipo de resultado que ela quer. Se for geração de tráfego eu diria para dinamizar o site. Conteúdo é o que gera tráfego. Ninguém volta para ver a mesma coisa.

FV: Por último, agradecendo à entrevista, deixasse o telefone de contato para quem desejar entrar em contato.

Kelly Gomes: Para contatos e informações sobre palestras de "marketing de baixo custo", entrar em contato com Rose Faria, pelo telefone 2129.8426.
a
a
Kelly Gomes - É expert em Comunicação e Marketing de Baixo Custo e tem experiência nacional e internacional em ambas as áreas. Com MBA em Comunicação Executiva com ênfase em Marketing pela ESPM, trabalhou para a HSM desenvolvendo trabalhos de Comunicação Integrada para grandes nomes do management mundial como: Peter Drucker, Tom Peters, Philip Kotler, C.K. Prahalad, Alvin Toffler, Anita Rodick, William Ury, entre outros.
Suas experiências profissionais internacionais abrangem desde Argentina, Canadá, Suécia, África do Sul e Moçambique.
Post Anterior
Próximo Post

0 comentários:


Não deixe de participar!
Qual sua opinião sobre o conteúdo acima?