sexta-feira, 24 de abril de 2009

Notícias: Vendas de materiais de construção sobem antes mesmo do IPI

Publicada por Valor Online
Por Rafael Rosas

As vendas internas de materiais de construção voltaram a subir em março, depois de dois meses de queda. O Índice de Vendas calculado pela Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat), que considera o faturamento nominal do setor, subiu 16,9% em relação a fevereiro.

O resultado de março ainda não foi influenciado pela desoneração do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), anunciada no dia 30 do mês passado. A sondagem realizada pela Abramat com as empresas associadas à instituição mostra que 74% das indústrias têm boas expectativas para o programa de incentivo ao setor.

"Nenhum entrevistado se mostrou pessimista em relação a ações do governo. Os empresários acreditam que poderão atender tranquilamente à demanda aquecida, uma vez que o nível de utilização da capacidade instalada se mantém em 80% há dois meses", disse, em nota, o presidente da Abramat, Melvyn Fox.

De acordo com a enquete, 48% dos associados estão otimistas quanto aos resultados do faturamento em maio. Nos últimos 12 meses, o Índice de Vendas também aponta crescimento de 6% nas vendas. No mesmo período, o número de funcionários contratados pela indústria cresceu 1,7%.

Apesar da melhora dos números na margem, o setor ainda não recuperou os níveis do ano passado. Entre janeiro e março houve queda de 16% no faturamento na comparação com o primeiro trimestre de 2008. Em março houve recuo de 11% em relação a igual mês do ano passado.

A Abramat mantém a projeção de 5% de crescimento para o setor este ano. Para Fox, a expectativa é de que as medidas de desoneração contribuam para o aumento das vendas.

"Mas, para isso, a Abramat continuará em negociação com o governo para ampliar o prazo da desoneração do IPI (que vale até 16 de julho), bem como a lista de materiais beneficiadas com alíquota zero", acrescentou, em nota, Fox.
Post Anterior
Próximo Post

Um comentário:


Não deixe de participar!
Qual sua opinião sobre o conteúdo acima?