Buscar

Notícias: Vendas dos supermercados acumulam alta de 2,12% no trimestre

Divulgado pela Abras

As vendas reais do setor supermercadista em março de 2009 caíram 4,22%, em relação ao mesmo mês de 2008, de acordo com o Índice Nacional de Vendas, divulgado mensalmente pela Associação Brasileira de Supermercados (Abras). Em comparação a fevereiro de 2009, houve alta de 6,45%. No acumulado do primeiro trimestre, em comparação ao mesmo período do ano passado, a alta é de 2,12%. Esses índices já foram deflacionados pelo IPCA do IBGE.

Em valores nominais, o Índice de Vendas da Abras apresentou leve crescimento de 1,15% em relação ao mesmo mês de 2008 e alta de 6,67% sobre o mês anterior. Já o acumulado do trimestre ficou em 8,01%.


"A queda do faturamento em março, em relação ao mesmo mês do ano anterior, se deve principalmente à diferença de calendário, já que a Páscoa, em 2008, caiu em março. Trata-se de um efeito sazonal, que acabou por reduzir também o acumulado do trimestre. No entanto, em abril, a tendência é que o faturamento apresente uma alta mais acentuada", avalia o presidente da Abras, Sussumu Honda.


AbrasMercado

Em março, o AbrasMercado, analisada pela Gfk e que acompanha as oscilações de preços em todo o país, apresentou queda de 0,84%, em relação ao mês anterior. Já na comparação com março de 2008, o AbrasMercado apresentou alta de 10,80%, passando de R$ 232,62 para R$ 257,75.

Os produtos com as maiores altas foram: açúcar, com 3,72%; tomate, com 2,13%; e extrato de tomate, com 2,02%. Já os produtos com as maiores quedas foram: feijão, com 9,43%; massa sêmola espaguete, com 3,67%; e carne traseiro, com 3,43%.


O Sul do Brasil foi a região que teve a maior mudança nos valores de sua cesta. Em março, esse valor diminuiu 1,11%, em relação ao mês anterior. No Nordeste e Norte, as variações também foram maiores do que a média nacional: -0,95% e -0,92%, respectivamente. Enquanto as cestas do Sudeste (-0,62%) e Centro Oeste (-0,61%) apresentaram as menores quedas.

Criado há mais de cinco anos pela GfK em conjunto com a Abras, o AbrasMercado avalia o custo de 35 categorias de produtos que compõem a cesta em 320 supermercados espalhados pelo país. Adequações em quantidades e marcas possibilitam avaliar a cesta de cada região.


Postar um comentário

0 Comentários