Buscar

Dúvidas de leitores: Produtos saudáveis

Pergunta enviada por Sergio Burlamaqui, de Guarapari (ES)

Olá Caio, tudo bom?!
Há alguns meses atrás entrei em contato com você pois estava querendo abrir um pequeno negócio...
Hoje estou a poucos passos de realizar este meu sonho. Optei por abrir uma lanchonete, mas uma lanchonete diferenciada, capaz de oferecer uma alimentação rápida mas com um mix de produtos mais saudáveis do que as lanchonetes mais comuns. Gostaria de obter algumas dicas sobre este ramo, o que é interessante e o que não é, como e onde divulgar e quais recursos ou mídias são mais eficazes?

Morava no Rio de Janeiro e há 6 meses me mudei para Guarapari - ES, que possui uma sazonalidade muito grande. Que outros serviços ou mix de produtos poderia agregar à lanchonete para "sobreviver" em épocas menos movimentadas. Estou pensando em trabalhar um tipo de produto (bebida - mas que não será o carro-chefe da loja neste primeiro momento) que não faz parte da cultura do capixaba. Que "táticas" eu posso utilizar para criar esta cultura de consumo nos consumidores. Como apresentar um produto a um mercado que não tem cultura de consumo deste produto?

Sei que são muitas dúvidas, mas gostaria muito de ouvir suas sugestões e suas opiniões.
Muito obrigado! Como sempre, seu blog continua sendo uma das melhores referências para o mundo do varejo na Internet.

Grande abraço,
Sérgio Burlamaqui


Olá Sergio !
É sempre uma satisfação poder ajudar pessoas como você.
Vamos lá...

Então estamos falando de um negócio, no qual, pela sua pesquisa, não faz parte da cultura local.
Acredito que já tenha citado isso em outra resposta, para outro leitor, mas vale sempre lembrar a história:

Lembro que vi em uma reportagem ou entrevista sobre o Habib´s na qual para entrar no mercado mexicano, eles montaram um trailer onde seria instalada a loja e durante duas semanas “distribuíram” esfihas e kibes para a população. Essa foi uma excelente sacada para "educar" o consumidor local sobre o produto.

Acho que se você não puder arcar com uma distribuição (que seja somente no dia da inauguração, por exemplo), tente trabalhar ao menos um preço especial.Em minha opinião, este tipo de oferta funciona como melhor propaganda do que qualquer outro tipo de propaganda ou panfletagem. Filas na porta, e clientes saindo satisfeitos e com sorriso de “quero mais” serão sempre sua melhor propaganda.

Mas em contrapartida, você deve estudar se o produto que na verdade você acredita que “não faz parte” na verdade “não caiu no gosto” da cultura capixaba em outra tentativas. Isso pode acontecer, afinal, nem todos no Brasil tomam chimarrão, por exemplo.

A comida saudável é uma excelente idéia. Acredito que um caminho legal nesse sentido é buscar informar ao máximo os benefícios que cada prato elaborado pode trazer, fornecendo até mesmo, quantidade de calorias, fibras e até mesmo vitaminas que cada um oferece. Acredito que um trabalho junto a uma nutricionista pode gerar interessantes resultados.

Você deve tomar um cuidado muito grande para que os alimentos não sejam vendidos quase que como medicações, mas a grosso modo, que tal um suco bronzeador, ou uma vitamina que ajuda a recuperar a aliviar o stress ? E por que não pratos elaborados nas ondas de dietas famosas, como pratos com baixos teores de carboidratos ou baseados em um estilo vegetariano de vida ?

Brinque com a linguagem, crie um ambiente divertido.
Como vê, são diversas as possibilidades, e com certeza, grandes as oportunidades.

Espero ter lhe ajudado,
Um grande abraço e boas vendas

Caio Camargo
FALANDO DE VAREJO
www.falandodevarejo.com.br

Postar um comentário

1 Comentários

  1. Olá Caio! Obrigado mais uma vez pela sua atenção. A questão da distribuição do produto no dia da inauguração, foi uma das idéias que tivemos. Todas as suas sugestões, como sempre, são inspiradoras e interessantes. Mais uma vez, muito obrigado e grande abraço! Sérgio Burlamaqui

    ResponderExcluir


Não deixe de participar!
Qual sua opinião sobre o conteúdo acima?