Postagens

Mostrando postagens de fevereiro, 2010

Copa como tema para volta às aulas

Quem apostou na Copa do Mundo de Futebol para alavancar as vendas de material escolar se deu bem. Com a proximidade do evento esportivo, em junho, na África do Sul, as redes viram as vendas de itens de volta às aulas deste ano subirem 10% em relação às de 2009, número acima do esperado pelo comércio, que previa crescer 5% com a data este ano. De acordo com especialistas consultados pela reportagem, até o final do período de vendas - meados de março- o setor pode chegar a um novo recorde de vendas de material escolar. Para o comércio especializado, a época é considerada a mais importante para o setor, considerando-se o ano todo, pois corresponde a 65% das vendas anuais de artigos de papelaria. Segundo José Lupoli Júnior, professor de Marketing da Universidade de São Paulo (USP) e do Programa de Administração do Varejo (Provar), investir em produtos licenciados é a melhor aposta para alavancar as vendas da volta às aulas, principalmente quando se oferecem artigos com motivos de efemérid

Dicico abre 12 lojas e busca crescer no interior

Imagem
A Dicico anuncia a abertura de 12 lojas em 2010, muitas no interior paulista. Atualmente com 42 unidades em operação em todo o estado de São Paulo, sendo 7 no interior paulista, a empresa deve chegar a novas praças na região, alcançando a marca de 54 lojas até o fim do ano. Além das inaugurações, a Dicico aposta em unidades já em funcionamento, como a de Mogi Guaçu, próxima de Campinas e cidade estratégica para a Dicico. A expectativa da Dicico é de que a operação no interior paulista supere a marca de 30% do total do faturamento da rede. "Vamos concentrar nosso crescimento no interior paulista, com diversos formatos de loja. O interior é estratégico para a Dicico, devido ao alto potencial de consumo da população da região. Em cidades onde já operamos, como Mogi Guaçu, a idéia é reforçar cada vez mais nossa presença e nossos laços com a comunidade local com promoções e serviços exclusivos direcionados para a região. Os profissionais ligados à construção civil também são nossa pr

Varejo se prepara para uma Páscoa com alto fluxo de vendas

Imagem
Segundo Alshop, lojistas acreditam em consumidores ainda mais confiantes na compra de chocolates e similares nesta primeira Páscoa pós-crise econômica Com a chegada da Páscoa coincidindo com o fim do período de altas temperaturas, e as condições econômicas dos consumidores apresentando-se cada vez melhores, o consumo de chocolates atrairá um fluxo ainda maior de pessoas às lojas nesta Páscoa, uma realidade que já vêm movimentando o varejo que atua na venda de ovos típicos da data, além de chocolates em barra, bombons, entre outros gêneros do produto. Para este ano, a Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop) espera um crescimento de 28% nas vendas, motivando um avanço também no número de funcionários temporários para atender a demanda de mais clientes nos estabelecimentos, com expectativa de aproximadamente 15 mil novos profissionais atuando no comércio varejista na data, um acréscimo de cerca de 4% ante ao mesmo período de 2009. As principais representantes do setor de

Será o ano da VW?

por Evaldo Costa* Nos últimos anos tivemos algumas mudanças importantes na liderança do mercado global automobilístico. Depois da queda de GM e do mercado americano, assistimos a Toyota assumir a posição de líder no ranking dos maiores fabricantes. Vimos nesta primeira década do novo século, a China assumir a condição de maior produtor de veículos do planeta, desbancando a soberania dos americanos. E as mudanças não ficaram por aí. Pela primeira vez, também, testemunhamos o bloco oriental, liderado por Japão, China e Coréia, assumir a liderança na produção de veículos automotores. Condição essa, que durante todo o século passado pertenceu ao bloco ocidental. Voltando as marcas, mudanças continuam ocorrendo na parte de cima da tabela dos grandes construtores, em parte, fortalecidas por parcerias, joint venture, fusões e aquisições. Além disso, as principais marcas estão destinando volumosos investimentos nos mercados mais expressivos visando ampliação do market share. Na última sema

Carrefour terá centro de distribuição em Manaus

Em comemoração aos dez anos de presença do Carrefour em Manaus (AM), ontem a rede inaugurou o seu novo centro de distribuição (CD) na cidade e anunciou os parceiros reconhecidos como Destaques Carrefour de Líderes do Amazonas. O grupo já soma seis unidades, o que faz de Manaus a terceira cidade com maior quantidade de hipermercados na operação brasileira da rede. Com a inauguração do novo CD, serão gerados 150 novos empregos, entre diretos e indiretos, que, somados àqueles criados nos seis hipermercados, resultam em 4.000 postos de trabalho. "Manaus é um polo estratégico para o Carrefour no País, com altos índices de crescimento", atesta Luiz Fernando Rego, Diretor Regional Norte-Nordeste do Carrefour, por meio de nota. As categorias de produtos de grande consumo, autosserviço, itens eletro e bazar estão entre os segmentos atendidos pelo novo CD em Manaus. O centro de distribuição tem câmaras de multitemperaturas para armazenar refrigerados, congelados, frutas, legumes e ve

Dúvidas de leitores: Recomendação para papelaria

Pergunta enviada por Carolina Tavares, de Recife Olá Boa Tarde. Estou pretendendo abrir uma pequena papelaria e gostaria de saber mais sobre o assunto. Seria possivel me indicar livros, publicações, mais sites especificos e profissionais na area de arquitetura para varejo em Recife ? Obrigada, Carolina Tavares Olá Carol. Não tenho contato de arquitetos de Recife, ou que sejam experienciados em varejo. Existem bons profissionais que conheço da região do Nordeste, e que talvez possam lhe dar alguma ajuda. Um deles é o Frederico Alecrim, da Ponto de referencia. O site dele é www.fredericoalecrim.com.br Sobre livros, acredito que o primeiro passo talvez seja mesmo o Merchandising no ponto-de-venda da Regina Blessa. Ele vai lhe dar algumas noções importantes sobre o assunto. Os livros da empresa do Frederico, a Ponto de Referencia, intitulados “Loja Viva” e “Ponto de Referencia” também são muitos bons para um bom start. Vale sempre a pena também buscar material em sites e revis

Novo aliado do varejo

Celulares devem ganhar importância como meio de compra e comparação de preços, diz pesquisa Pesquisa realizada nos Estados Unidos pela Sterling Commerce - empresa do grupo AT&T - apontou que entre os consumidores mais jovens, o uso do telefone celular como um canal de experiência consistente é algo que se espera do setor varejista. O estudo ouviu 1.024 pessoas nos últimos três meses. De acordo com os resultados, existe uma grande tendência de evolução do mobile commerce, principalmente entre as mulheres e consumidores de maior poder aquisitivo. Neste sentido, cerca de 85% dos entrevistados, por exemplo, querem poder comprar um item online e devolvê-lo em uma loja física enquanto 67% querem poder fazer o pedido online e apanhar a mercadoria na loja. Considerando apenas os consumidores com idade entre 18 e 44 anos, 33% dos entrevistados revelaram interesse em acessar informações sobre produtos utilizando seus celulares na loja. Quando o assunto é comparação de preços, 35% afirmara

Renner estreia novo formato de lojas no 2º semestre

A rede de lojas Renner vai inaugurar duas lojas no formato compacto no segundo semestre deste ano. Ainda sem local definido, as unidades terão 1.200 metros quadrados de área líquida de vendas, informou o diretor de Relações com Investidores da varejista, José Carlos Hruby. Segundo Hruby, a área de vendas média das lojas atualmente em operação está em torno de 2.100 metros quadrados. "O projeto de lojas compactas, que ainda será concluído, incluiu um estudo mapeado por regiões e Estados, apresentando os mercados menores com público-alvo em número suficiente que justifique a viabilização de uma loja", disse o executivo. Ainda segundo o diretor, as lojas compactas contarão com investimentos entre R$ 2,5 milhões e R$ 3 milhões - ante R$ 5 milhões a R$ 6 milhões destinados às unidades convencionais- e serão localizadas em cidades com até 200 mil habitantes. Além da abertura de lojas compactas -um modelo já adotado por outras varejistas como Lojas Americanas e C&A -, a Renne

Alta do consumo é sustentável, dizem executivos

Em encontro sobre tendências do varejo, representantes de diversos setores mostram-se confiantes quanto ao futuro, mas cobram investimentos públicos em infra-estrutura Desemprego em queda, massa salarial crescendo e confiança do consumidor em alta. A conjunção desses fatores indica que o consumo no Brasil seguirá, nos próximos anos, sua trajetória ascendente, beneficiado pela estabilidade econômica, colocada à prova durante a mais recente crise financeira mundial. Mas o futuro pujante sinalizado pelas oportunidades de crescimento em faixas menos favorecidas da população e em regiões distantes dos grandes centros só se tornará realidade com investimentos públicos em infra-estrutura, especialmente na área de transportes. Tais opiniões ecoaram no auditório da Câmara Americana de Comérico (Amcham), em São Paulo. Por duas horas na manhã da terça-feira 23, executivos representantes de diversos setores ligados a bens de consumo expuseram tendências e perspectivas para o varejo brasileiro.

Junho deve liderar vendas de eletroeletrônicos no Rio em 2010

Imagem
Pesquisa do Simerj mostra ainda que ventiladores, ar condicionados e celulares continuam na preferência das intenções de compra dos consumidores até março Pesquisa do Sindicato do Comércio Varejista de Material Elétrico, Eletrônicos e Eletrodomésticos do Município do Rio de Janeiro (Simerj) aponta que junho, entre os demais meses do ano, é o período com maior intenção de compra de produtos eletroeletrônicos por parte de consumidores em 2010, com 14,24%, seguido por dezembro e fevereiro, com 9,31% e 8,50%, respectivamente. Promovido em parceria com a Fecomércio-RJ, o levantamento também mostrou que ventiladores, ar condicionados e celulares lideram as pretensões de compra dos cariocas, principalmente no primeiro semestre. A pesquisa, realizada entre 14 e 21 de janeiro, ouviu cerca de 2,8 mil pessoas em cinco locais da Região Metropolitana do Rio de Janeiro e avaliou as pretensões de compra de dez produtos (cinco eletrodomésticos e cinco eletrônicos): ventilador, televisão, aparelho d

Cheque pré-datado volta a ganhar força no comércio

O comércio brasileiro está redescobrindo as vantagens de oferecer aos consumidores o financiamento das compras via cheque pré-datado. No início deste ano, a modalidade de financiamento, que até há pouco tempo parecia relegada ao passado, superou em 3,7 vezes o pagamento de compras com cheques à vista. De acordo com a TeleCheque, empresa especializada em verificação de crédito pessoal, em janeiro, 78,28% dos pagamentos foram feitos com cheques pré-datados e 21,72% à vista. Muitos varejistas também não abrem mão de oferecer aos clientes o crediário próprio. Os números explicam esse aparente retrocesso: o parcelamento das compras via cheque ou carnê significa corte significativo de custos para os lojistas, informa o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL-BH), Roberto Alfeu. Segundo ele, o cheque pré-datado tinha sido esquecido pelo comércio porque os lojistas não faziam conta de gastos com taxa de administração dos cartões de crédito, taxa de antecipação de recebíveis e aluguel

Venda direta fecha o ano com alta de 18,4%

Com resultados positivos, as empresas que apostam nas vendas diretas, como Natura, Avon e Jequiti, por exemplo, comemoram o crescimento de 18,4% nos negócios na comparação entre 2009 e o ano anterior, o que representa uma movimentação de R$ 21,858 bilhões, segundo a Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas (Abevd). Descontado o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), acumulado em 4,3%, o crescimento real obtido pelo setor foi: 14,1%. Para Lírio Cipriani, presidente da Abevd, os resultados confirmam as previsões do mercado. Em nota, o executivo afirma que o cenário deixa os especialistas satisfeitos. "Num ano de adversidades para a maioria dos setores da economia, as vendas diretas geraram oportunidade de emprego e renda para 2,3 milhões de pessoas que foram à luta e fizeram o setor movimentar bilhões de reais, além de ajudar o País na arrecadação de impostos", diz o executivo. Composto por empresas de segmentos diversos, as vendas diretas constituem um setor

Varejo brasileiro fecha ano com crescimento de 5,9%

Vendas crescem 9,1% em dezembro na comparação anual. Setor de supermercados tem melhor desempenho da década e automóveis fecham ano com forte expansão. São Paulo, 23 de fevereiro de 2010 - Números divulgados nesta manhã pelo IBGE mostram que as vendas do varejo brasileiro avançaram 9,1% em dezembro em relação ao mesmo mês do ano passado, fazendo com que o setor fechasse 2009 com alta de 5,9% em relação a 2008. “Pelo sexto ano consecutivo, o varejo teve crescimento acima do PIB”, comenta Luiz Goes, sócio-sênior e diretor da GS&MD - Gouvêa de Souza, consultoria especializada em varejo e distribuição. O resultado do varejo em 2009 ficou dentro das expectativas da empresa, entre 5,5% e 6%. O segmento de Hiper, Supermercados, Produtos Alimentícios, Bebidas e Fumo teve mais uma vez um crescimento acima da média do varejo, com expansão de 9,7% em dezembro e 8,3% em 2009. “Essa expansão deve-se ao aumento da massa salarial da população e à baixa inflação, uma combinação que fez o setor

Casas Bahia abre mais 3 lojas no mercado baiano

A rede Casas Bahia, líder em venda de eletrodomésticos e móveis no País, com mais de 500 lojas, continua sua expansão no nordeste brasileiro e no Estado da Bahia com a abertura de mais três lojas, alcançando mais de 15 unidades neste mercado. Uma delas vai ser aberta hoje na cidade de Candeias, no interior do estado, que envolve o polo industrial e o Porto de Aratu. De acordo com a rede, a inauguração representa mais um passo na interiorização da atuação do grupo no estado. Com a abertura foram criados 32 novos empregos. Os Municípios de Feira de Santana e Lauro de Freitas também já contam com unidades da marca. No mesmo dia, a Casas Bahia inaugura mais duas filiais em Salvador, na região central da capital. Uma das unidades é uma nova loja-conceito do grupo no Shopping Piedade, que já possui outra loja da rede. Nesta filial serão 50 colaboradores, numa mega loja de cerca de 2,5 mil metros quadrados. A rede ainda deve promover shows para os consumidores locais, já que a ideia deve se

MegaMatte encerra 2009 com alta de 50% no faturamento

Imagem
A MegaMatte encerrou 2009 com faturamento de R$ 34 milhões, 52 pontos de venda e 180 novos postos de trabalho. A rede cresceu 50% em faturamento em relação ao ano anterior e projeta aumentar esse índice para 60% em 2010. A perspectiva para este ano é chegar a 80 unidades, gerando mais 400 empregos diretos. A perspectiva para este ano é chegar a 80 unidades, gerando mais 400 empregos diretos. A previsão é fechar 20 contratos de franquias MegaMatte só em SP em 2010. “O mercado paulista é um dos focos do nosso crescimento. Três lojas já foram inauguradas em diferentes áreas de São Paulo, estamos captando o retorno de nossos clientes”, explica o diretor de desenvolvimento da empresa, Rogério Gama. "Nosso objetivo é reforçar valores ligados à sustentabilidade. Já produzimos o matte 100% natural, com erva orgânica, somos a primeira franquia a atuar dentro do conceito internacional de Comércio Justo e, agora, a primeira rede de alimentação com uma loja verde, no Itaim Bibi, em SP.&quo

Santander Van Gogh com novo projeto de marca e ambientação

Imagem
Com a marca "Santander Van Gogh", agência cria ambientação específica para clientes preferenciais A DIA Comunicação, agência de Ponto de Venda, Branding e Embalagens, desenvolveu todo o projeto de branding, identidade visual e ambientação para o segmento de alta renda do Banco Santander. A marca "Santander Van Gogh" contará com ambientação específica em 240 agências. O projeto de criação da marca, sub-marcas e ambientação das agências teve início em março de 2009. O objetivo era marcar o ingresso da instituição no segmento de alta renda, criando uma identidade para atender um público selecionado, com pouco tempo disponível para gerenciamento de renda, porém consciente da necessidade de uma boa gestão financeira. "Buscamos criar uma marca que, ao mesmo tempo, gerasse a identificação e admiração dos clientes atuais do Banco Real (Van Gogh), atraísse os clientes preferenciais do Santander e despertasse o interesse de clientes de grande potencial no mercado&qu

Walmart é a marca mais valiosa do mundo

Imagem
Oito empresas brasileiras aparecem entre as 500 primeiras do ranking produzido pela Brand Finance Pelo segundo ano consecutivo, a rede Walmart foi considerada a marca mais valiosa do mundo segundo estudo da Brand Finance, consultoria independente com sede em Londres e escritórios em mais 17 países, incluindo o Brasil. A marca da rede varejista americana foi avaliada em US$ 41, 4 bilhões, um incremento de 1,8% em comparação a 2009. A segunda colocação do ranking das 500 marcas mais valiosas do mundo ficou com o Google. Avaliada em US$ 36,2 bilhões, a gigante da Internet ganhou três posições em relação a 2009, deixando para trás a Coca-Cola, a IBM e Microsoft, que completam o Top 5 da lista. O banco Santander, que mais do que dobrou o valor de sua marca e subiu da 41ª posição para a 12ª, e a montadora Mitsubishi, que cresceu impressionantes 493% e saltou da 220ª para a 25ª, foram as empresas com as ascensões mais vigorosas do relatório. Outro destaque do ranking é o aumento de empre

Mercado de cartões entra em fase de disputa

O aumento da renda da população e a expectativa de maior utilização de meios eletrônicos de pagamento abrem espaço para que novas empresas passem a explorar o mercado de credenciamento de cartões no País, hoje dominado por Cielo (ex-VisaNet) e Redecard. Além da associação entre Santander e GetNet, anunciada em janeiro, outras companhias estão de olho nesse mercado. É o caso da Tsys, segunda maior credenciadora no mundo, que se instalou no País há dois anos. "Esperamos explorar o mercado de credenciamento ainda neste ano", disse o diretor de expansão da companhia, Antonio Jorge de Castro Bueno. A Cielo tem exclusividade com a Visa, mas o contrato termina em junho. Já a Redecard não possui exclusividade formal com a Mastercard, mas até o momento é sua única credenciadora. As duas empresas já traçam suas estratégias para enfrentar a nova concorrência. Santander e GetNet já anunciaram que passarão a credenciar Mastercard para a base de clientes pessoa jurídica do banco espanhol

ACSP realiza Encontro Setorial sobre comércio atacadista, varejista e indústria

A Associação Comercial de São Paulo (ACSP) promove, na quinta-feira (04/03), em sua sede na Rua Boa Vista, 51, 9º andar (Centro-SP), o primeiro Encontro Setorial de 2010. Com programação inédita em dois períodos, manhã e tarde, o evento reunirá especialistas que discutirão tendências sobre o comércio atacadista, varejista e a indústria. De acordo com a superintendente de Marketing, Sandra Turchi, após a realização de quatro eventos setoriais no ano de 2009, a instituição continuará investindo nesta dinâmica de compartilhamento de informações com empresários. “Identificamos que as necessidades das empresas que atuam no comércio atacadista, varejista ou prestação de serviços, são diferentes das que atuam na indústria, embora façam parte do mesmo segmento. Por essa razão, o evento terá um novo formato em 2010”, destaca Sandra. Os Encontros Setoriais da ACSP têm o objetivo de reunir os principais setores da economia para a discussão de temas relevantes que propiciem traçar o cenário de c

Varejo comemora alta de vendas no Carnaval

Confiante na melhoria da economia, e animado com o feriado de Carnaval, o consumidor brasileiro resolveu gastar mais para fazer a festa neste ano, o que elevou em 60% o movimento nos supermercados e superou as expectativas das varejistas, que viram as vendas de itens como bebidas, carnes e carvão saltar 12% sobre as do mesmo período do ano passado. Antes, a expectativa de vendas para o feriado era de até 40%, segundo a assessoria das três principais redes do setor: Grupo Pão de Açúcar, Carrefour e Walmart. O Pão de Açúcar declara que superou a meta de crescimento em vendas de produtos sazonais, que antes da folia era próximo a 15% na comparação entre o fim de semana de carnaval e o mesmo período do ano passado. De acordo com a empresa, considerando apenas as lojas do Extra, a alta foi superior a 60% nas operações da rede no período, o que representa 45% mais vendas do que o esperado. Para o Pão de Açúcar, o crescimento inesperado das vendas aconteceu devido às promoções e ao mix variad

Redes de comida saudável miram expansão

Redes voltadas para uma alimentação mais saudável, como Salad Creations, Mega Matte, Seletti e Yoggi , descobrem novo nicho no mercado e têm planos agressivos de expansão, aproveitando o aumento crescente do gasto com alimentação fora de casa e mudanças de hábito dos consumidores, ganhando ainda mais espaço dentro dos shopping centers. A rede norte-americana Salad Creations, por exemplo, chegou recentemente no Brasil e aposta no mercado, com previsão de chegar a até 25 lojas este ano. De acordo com Alexandre Botelho, sócio da rede no País, a marca chegou ao Brasil em 2007 e já está acelerando a sua expansão e sendo mais procurada por investidores. Atualmente, conta com 11 unidades em diversas cidades. A previsão é que seu faturamento tenha um crescimento entre 10% e 20% frente ao ano passado. A Salad Creations foi criada em 2004 na Flórida, nos Estados Unidos, onde possui mais de 74 lojas, e o Brasil foi um dos escolhidos para a internacionalização da rede, que também começa a expand

"Fortaleza Liquida" busca elevar vendas em 25%

Maior abrangência: além das tradicionais lojas do Centro, a promoção envolverá setores como supermercados Com a expectativa de incrementar o faturamento do comércio da Capital em 25% em relação a igual período do ano passado, a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Fortaleza realiza, entre os dias 4 e 14 de março, o Fortaleza Liquida - uma promoção, que consistirá em oferecer descontos nos preços dos produtos de diversos segmentos varejistas da cidade, com intuito de combater o arrefecimento natural nas vendas no pós-Carnaval. Nova concepção O evento já é realizado com sucesso em outros estados e, pela primeira vez, chega ao Ceará. "O Fortaleza Liquida tem uma concepção muito diferente do Liquida Centro, que era mais restrito. Há mais profissionalismo, além da participação da rede hoteleira, shopping centers e lojas de rua. O comércio fortalezense já estava merecendo isso", aposta Freitas Cordeiro, presidente da CDL. A novidade do evento - em relação aos demais realiza

Remédio agora só atrás do balcão das farmácias

A partir de hoje, farmácias de todo País estão proibidas de expor medicamentos sem prescrição médica em prateleiras ao alcance do público. Essa é uma das determinações da RDC 44 (Resolução da Diretoria Colegiada número 44), da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), publicada em agosto. Com a vigência da nova regulamentação para o setor, o consumidor terá de recorrer ao farmacêutico para conseguir qualquer tipo de medicamento. Quem aproveitava a ida à farmácia para comprar doces, bebidas ou pilhas, por exemplo, agora terá que procurar outro estabelecimento, pois estes comércios estão proibidos de vender itens de conveniência. Enquanto as pequenas lojas se mobilizaram para se adequar à regulamentação, as grandes redes confiaram em liminar (decisão provisória da Justiça) pedida pela Abrafarma (Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias) em outubro, para que as normas não fossem aplicadas às integrantes da entidade. "Isso é algo incoerente. Não é possível q

Varejo de shopping cresce 2,5% em janeiro

A atividade comercial em shopping centers cresceu 2,5% no mês de janeiro de 2010, na comparação com o mesmo período do ano passado, o que indica um bom movimento do varejo que atua em centros de compras. Com esta variação, o MercadoFlux, indicador da atividade comercial em shoppings, registra o índice de 115,7 no primeiro mês de 2010. Segundo a empresa, o resultado aponta que o valor mantém o patamar de indicadores contabilizados no ano passado, porém o percentual de crescimento é inferior ao observado em anos anteriores. Outro termômetro importante é que os shoppings de grande e médio porte apresentaram alta de 3% e 2%, enquanto os de pequeno porte tiveram queda de 3%. Em comparação a dezembro de 2009, houve retração na atividade comercial em shopping durante o primeiro mês de 2010. "Esse movimento é esperado, pois dezembro é, historicamente, um mês de grande aquecimento do mercado de shoppings devido ao Natal", explica o diretor de Geonegócios do Ibope Inteligência, Antôn

Rizzo comemora crescimento do franchising

No ano passado foram abertas 14.365 franquias no País, com geração de 144 mil empregos Com faturamento que já representa 8,3% do Produto Interno Bruto (PIB) do País, o mercado de franquias teve grande desempenho no ano passado. Foram 14.365 negócios do gênero abertos em 2009, responsáveis por gerar, somente nessas novas lojas, 144 mil empregos, segundo levantamento realizado pela Rizzo Franchise. Há, também, ampla expectativa para 2010, levando em conta que muitas unidades negociadas ano passado devem ser inauguradas até a metade deste ano, além do que ainda deve surgir. A atuação do setor no mercado nacional fez com que o Brasil esteja, hoje, posicionado como o terceiro país em número de franquias, com 149 mil unidades franqueadas. Juntas, elas somaram a arrecadação de R$ 240 bilhões em 2009. "O franchising no Brasil tem apresentado taxas constantes de crescimento e mesmo com a crise de 2009 superou todas as expectativas", avalia Marcus Rizzo, autor da pesquisa. Ele revel

Guia de sustentabilidade para farmácias

Imagem
A Johnson & Johnson lança, em março, o primeiro volume de um guia prático que auxiliará as farmácias a se tornarem estabelecimentos mais sustentáveis. A elaboração do guia faz parte do projeto Farmácia Sustentável desenvolvido pela Johnson & Johnson Brasil, em parceria com a distribuidora Santa Cruz. Qualquer farmácia independente atendida pela distribuidora poderá adquirir seu guia de sustentabilidade. Ao todo, 32 mil farmácias independentes receberão mensalmente um fascículo durante dez meses. O guia completo trará importantes informações como o descarte do lixo farmacêutico e dos medicamentos vencidos, como economizar energia e água, sacolas plásticas e reciclagem, entre outros assuntos. Como não poderia deixar de ser, o guia é todo produzido em papel e papelão reciclados e não terá qualquer custo para o dono da farmácia. O programa, pioneiro no Brasil, conta com o apoio de Tylenol®, Benalet®, Resprin®, Nicorette® e Mylanta®. Fonte: Revista Novarejo

Coop prevê alta de até 16% com a Páscoa

As redes de supermercados já estão se preparando com encomendas de produtos para a Páscoa e esperam grandes altas nas vendas, é o caso da Cooperativa de Consumo (Coop), que prevê crescimento entre 10 e 16% no fornecimento de produtos relacionados à Páscoa em comparação ao mesmo período de 2009. Segundo Valdomiro Sanches Bardini, gerente-geral de Operações da Coop, serão feitas 85 toneladas de ovos de chocolate e ainda há o investimento em marcas próprias, já que somente de marca Coop Plus, fabricados pela Cacau Show, estão previstas 85 mil unidades. Conforme a empresa, é esperada grande saída, já que os produtos de marca própria têm preços mais acessíveis que os similares de mesma categoria. Ou produto próprio é o bolo pascal da fabricação da Delícias da Coop: este ano, deverão ser produzidas 22 toneladas, correspondendo a um crescimento de 20% no volume. Já as encomendas de bacalhau chegarão a 50 toneladas, volume 16% maior que o do ano passado, e mais 50 toneladas de pescados conge

Curso de Gestão da Rentabilidade

O Brasil demanda profissionais comerciais capacitados, que vão além do “tomar pedidos”. As empresas buscam por consultores de negócios que saibam oferecer ao cliente atendimento de qualidade unido à uma boa negociação. Como Gestão da Rentabilidade pode auxiliar no bom resultado para Vendas e Trade Marketing? Como fazer o melhor negócio e trazer o melhor resultado? Como usar margem de contribuição de forma a ldesenvolver a melhor proposta: Volume, Preço, Mix e Promoção?Aliás, o que é isto? Para você que quer acelerar sua carreira e aprender os conceitos de rentabilidade em vendas, o INVENT® - Instituto Nacional de Vendas e Trade Marketing apresenta o Curso de Gestão da Rentabilidade. Ministrado por Luis Antônio Bertolo e Adriano Amui, o programa apresenta casos reais para aplicação prática e aborda conceitos de Finanças vitais para o processo de vendas e negociação como: mark up, margem de contribuição, juros simples e composto, entre outros.Conhecimento crítico para o sucesso do prof

GS&MD – Gouvêa de Souza inaugura sua loja virtual com material completo sobre a NRF

Imagem
Reflexos & Reflexões discute com riqueza de detalhes as principais inovações e tendências do varejo mundial Os novos horizontes do Varejo Global, amplamente discutidos durante a maior convenção anual sobre o tema, a National Retail Federation (NRF), agora podem ser conferidos na publicação “Reflexos & Reflexões”, elaborada pela GS&MD – Gouvêa de Souza. O material, de autoria dos executivos da consultoria que estiveram presentes na NRF, em Nova York, está repleto de análises e avaliações sobre o cenário atual do mercado americano, além de discutir as principais inovações do setor varejista que irão influenciar o comportamento dos consumidores em nível global nos próximos anos, sem esquecer de comparar com a realidade brasileira. Disponível na loja virtual da GS&MD – Gouvêa de Souza, “Reflexos & Reflexões” traz artigos, textos e conteúdos imperdíveis aos profissionais que atuam ou que desejam atuar no segmento varejista. Acesse: http://lojagsmd.gsmd.com.br/publicac

“O Brasil é a bola da vez no varejo mundial”, argumentam especialistas na Associação Comercial de São Paulo

Comissão que compareceu à NRF 2010, em Nova York , comenta sobre as tendências varejistas para o ano e as chances brasileiras de se destacar no cenário A Associação Comercial de São Paulo (ACSP) reuniu, na terça-feira (09/02), especialistas em varejo e empresários do setor para repercutir as novidades apresentadas no maior evento de varejo do mundo, a NRF 2010 – também conhecida como Retail’s Big Show. O vice-presidente da ACSP e organizador da comissão, Nelson Kheirallah, ressaltou a importância de adaptar os conteúdos apresentados no congresso para a realidade brasileira. “Felizmente, no contexto varejista, estamos em posição bem mais favorável que os americanos, saturados no mercado varejista e ainda administrando os reflexos da crise econômico-financeira”, menciona o executivo. “O Brasil é saudado como a grande oportunidade para o varejo. É considerada a economia emergente mais importante do momento”, apontou o coordenador do Núcleo de Estudos de Varejo da ESPM, Ricardo Pastore.

Carnes Wessel no Spoleto

Imagem
A combinação de massas com carnes ficará ainda mais perfeita na gastronomia nacional. A excelência das carnes Wessel já está presente na maior rede de culinária italiana do país. O Spoleto fechou parceria com a Wessel e passará a oferecer a matéria-prima nos produtos Polpettone, Ravióli de picanha e no molho bolonhesa. O Polpettone, um dos pratos mais pedidos pelos clientes, ganhou nova receita. O resultado, segundo o chef da rede Gianni Carboni, é um sabor mais “caseiro”. “Em nossa incessante busca pela melhoria da qualidade dos produtos e serviços aperfeiçoamos e incrementamos o polpettone, agregando ao produto a marca mais conceituada do mercado de carnes nobres nacionais. A mudança resultou num sabor mais “caseiro”, graças à utilização também de ervas frescas e temperos rebuscados, além de um toque de queijo parmesão”, revelou o chef italiano. O novo Polpettone já pode ser degustado nos 249 restaurantes Spoleto espalhados pelo Brasil. Sobre o Spoleto: a rede fundada há dez anos

Dúvidas de leitores: Lealdade x fidelidade - parte 2

Enviada por Leticia Pohlmann Olá Caio! Lendo o teu blog, hoje pela manhã, percebi que essa história de fidelidade e de lealdade é coisa de LETICIA´S (Nota do Caio: se referindo a pergunta enviada sobre lealdade x fidelidade) . hehehe Também me chamo Letícia, Letícia Pohlmann - Santa Maria/RS (Gaúcha), publicitária, pós-graduanda de MKT pela FGV e atualmente coordenadora de Marketing do Monet Plaza Shopping. Discuti muito em sala de aula sobre essa história de Fidelidade e Lealdade, pois eu precisava ouvir o que as pessoas achavam sobre o assunto. Adoro essa história. Cheguei até em pensar em escrever meu TCC sobre isso, como fez a outra Letícia, mas acabei optando por outro assunto. No meu ponto de vista, não existe consumidor Leal, para mim lealdade significa não experimentar, não inovar, não trocar certa marca por nada. E como a cada dia, novos produtos são lançados e você tem um grande leque de opções/ substituições, fica muito difícil não experimentar. No momento que existe uma

Dúvidas de leitores: Varejo familiar

Pergunta enviada por Verginio Boni, de Londrina (PR) Boa tarde Caio Meu nome é Verginio Boni e atualmente moro em Londrina-PR. Sou formado em Administração, trabalhei em supermercado, tanto como encarregado de loja quanto no departamento de marketing. Este meu gosto por mercado me faz interessar ainda mais por qualquer tipo de assunto desta área. Minha família tem um supermercado de 790m². Como já é de praxe, tal qual sempre estudamos nas faculdades, somos de uma dessas muitas empresas brasileiras de administração familiar, as quais sempre fica cabendo ao patriarca tomar as rédeas do negócio. Fiz uma viagem a minha cidade para ver a situação do nosso mercado, até porque estou voltando para lá justamente para melhorar e desenvolver ainda mais a nossa loja. Dentro da minha experiência, e pelo que vi por lá, encontrei dificuldade em reestruturar a loja, tanto no layout como na ambientação. Há muitas gôndolas com prateleiras vazias, onde poderíamos aproveitar mais esses espaços entre ela