quinta-feira, 31 de março de 2011

Nova Pontocom finaliza integração e lança sua marca.

Nova Pontocom finaliza integração e lança sua marca.
Resultado da associação das três maiores empresas do varejo nacional: Grupo Pão de Açúcar, Globex e Casas Bahia, a Nova Pontocom lança sua marca corporativa, finaliza o processo de integração de seus negócios e comemora os resultados alcançados no último ano.

A Nova Pontocom é uma empresa brasileira, focada em comércio eletrônico, onde opera com www.casasbahia.com.br, www.extra.com.br, www.pontofrio.com.br. A empresa também atua no segmento de B2B, com os serviços do E-hub, consultoria e prestação de serviços para vários segmentos que queiram atuar no comércio eletrônico, além da operação de atacado Ponto Frio (site e telefone).

Faturamento & Guidances

Ao longo de 2010 a Nova Pontocom alcançou ganhos importantes tanto no que diz respeito à operação quanto aos indicadores financeiros. A performance da Companhia atendeu e em muitos casos superou as metas apresentadas ao mercado. É o caso do processo de integração realizada em prazo menor e finalizada em período anterior ao estabelecido; e superação dos indicadores financeiros (guidance).

Somados todos os seus negócios, em 2010, a Nova Pontocom faturou R$ 2,7 bilhões, 56% superior ao verificado em 2009 (R$ 1,7 bilhão). O valor é muito superior a média do setor em 2010, que foi de 40%. Para efeito comparativo, o faturamento é cerca de dez vezes superior às vendas do site www.pontofrio.com.br em 2008. O resultado significa um salto de market share de 4%, de www.pontofrio.com.br em 2008, para aproximadamente 20%, com Nova Pontocom, em 2010, e garante à empresa o segundo lugar no segmento.

Para 2011, a Nova Pontocom mantém perspectivas agressivas de crescimento, entre 30% e 50% acima do mercado. A previsão do E-bit é que o mercado de ecommerce alcance R$ 20 bilhões em vendas neste ano, cerca de 35% superior ao faturamento registrado no ano passado (R$ 14,8 bilhões).

Integração

Durantes esses dois anos, a Nova Pontocom manteve o foco na integração dos estoques, sites, plataformas de TI/logística e equipes. Nesse período, foram desenvolvidos programas de treinamento, construção da identidade da marca e das bandeiras, formação da equipe, e estruturação do espaço físico da nova empresa.

Os resultados da integração já são percebidos. Desde a finalização da unificação das plataformas em 2010, houve um crescimento de 51% nas visitas aos sites, 16% mais conversão em vendas e um aumento de 70% nas vendas dos sites.


Logomarca

Para representar os diferentes formatos de negócios, em fevereiro de 2011, foi criada a marca Nova Pontocom. O design remete a uma árvore estilizada, cujo significado traduz fartura, força, expansão, conexão (raízes às folhas), potencial de renovação, sistema eficiente e crescimento perene. Essas características se traduzem na essência do ecommerce que são: conectividade, inovação e dinamismo. “A nova logomarca traduz a atitude da marca cuja vocação é prestar o melhor serviço do seu segmento e estabelecer relações de confiança”, afirma Vicente Rezende, Diretor de Marketing da Nova Pontocom.

A logomarca se apresenta em formas orgânicas, trazendo leveza, transparência e luminosidade, ao mesmo tempo em que remete ao relacionamento com os consumidores e confere calor humano ao negócio “uma característica importante dentro do negócio de ecommerce”, ressalta Rezende. A logomarca Nova Pontocom será utilizada para comunicações institucionais.

As campanhas, promoções e atitudes de marca continuarão a ser utilizadas em cada formato, reforçando o posicionamento de cada uma delas: B2C: www.casasbahia.com.br, www.extra.com.br, www.pontofrio.com.br, a Nova Pontocom; e B2B: www.eHub.com.br e Ponto Frio Atacado.

Histórico
Com um portfólio de marcas fortes e complementares, com posicionamentos distintos e presentes em todas as regiões do País, as redes: www.casasbahia.com.br, www.extra.com.br, www.pontofrio.com.br somam mais de treze anos de experiência no comércio eletrônico.

O Grupo Pão de Açúcar foi pioneiro nas vendas pela internet em supermercados, com Pão de Açúcar Delivery em 1993, e desde 2003, opera no segmento de não alimentos com o site www.extra.com.br.

A Pontofrio.com, como empresa, foi criada em 2008 por equipe com larga experiência no segmento e que se associou ao Ponto Frio para a operação do comércio eletrônico, totalmente apartada das lojas físicas. A partir da aquisição de Ponto Frio pelo Grupo Pão de Açúcar, em junho/2009, as duas empresas iniciaram o processo de integração o que incluiu a operação do comércio eletrônico. A estrutura segregada foi mantida, mantendo-se o foco na captura de todas as sinergias possíveis com o negócio físico, como condições comerciais, back office e alavancagem no marketing, entre outros. O processo de integração entre os sites www.extra.com.br e www.pontofrio.com.br foi realizado em três meses e finalizado em abril/2010, prazo anterior ao inicialmente previsto, para final de 2010.

O www.casasbahia.com.br foi criado em fevereiro/2009 pela Casas Bahia e incorporado à Nova Pontocom a partir da associação entre Casas Bahia e Grupo Pão de Açúcar. O site foi integrado e passou a ter seus resultados consolidados na nova empresa em novembro de 2010. É um negócio com grande potencial de crescimento em razão do grande apelo junto às classes populares, segmento que mais cresce em acesso e consumo via canal eletrônico.

Raio X
Colaboradores: 1500, sendo 300 na sede corporativa, e 1.200 na operação, incluindo CDs, atendimento e tele-vendas;
Logística: 99 mil m² distribuídos em quatro Centrais de Distribuição (SP)
B2C: Multimarcas com perfil e posicionamento definidos em diferentes mercados
Crédito: FIC (associação entre Grupo Pão de Açúcar e Itaú)
3,5 milhões pedidos aprovados em 2010 – 3x o volume registrado em 2009

quarta-feira, 30 de março de 2011

2,5 mil vagas temporárias para o Dia das Mães

2,5 mil vagas temporárias para o Dia das Mães
Após janeiro, a retomada do comércio acontece em maio, período de vendas no Dia das Mães, que, segundo o presidente da CDL, Freitas Cordeito, ''nunca falha''. Contratações devem começar no final de abril
Representantes do varejo no Estado seguem com discurso otimista para mais uma data comemorativa. Só os shoppings no Ceará devem gerar cerca de 2,5 mil trabalhos temporários para as vendas de presentes do Dia das Mães, conforme o presidente da Associação Brasileira de Lojistas de Shopping do Ceará (Alshop-CE), Abílio do Carmo.

Apesar de as contratações estarem previstas para a última semana de abril, o assunto já foi pauta na associação. São vagas para empacotador, vendedor, frente de loja e caixa, por exemplo, adiantou Do Carmo.

“Vão ser bem menos que no Natal, que chegou a quatro mil vagas, mas todas são regidas pela CLT (Consolidação das Leis de Trabalho). É uma oportunidade para o jovem que quer entrar no mercado de trabalho. Pelo menos, 10% são efetivados”, estima o presidente.

O piso salarial para o comércio varejista é de R$ 530 para trabalhadores de empresas com até 10 colaboradores. Acima desta quantidade, o piso fica em R$ 560. A Função de operador de caixa tem assegurado mais 10% do piso, o chamado “quebra de caixa”.

“Muitas lojas, no entanto, pagam bem mais do que o piso. Além disso, tem vale transporte e gratificações”, argumenta Cid Alves, presidente do Sindicato do Comércio Varejista e Lojistas de Fortaleza (Sindilojas Fortaleza).

Retomada do comércio

“Dia das mães nunca falha!”, anima-se Francisco Freitas Cordeiro, presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Fortaleza (Sindilojas-Fortaleza).

“A expectativa continua muito boa. Ano passado, nós ainda tínhamos um recesso da crise financeira internacional. Atualmente, estamos mais afastados desses reflexos”, comenta.

Cordeiro lembra que, em 2010, o crescimento foi de 15% no faturamento na data. Para este ano, a estimativa é que as vendas tenham incremento de 20%”, comenta. Deixa claro que é uma meta difícil, mas historicamente, o Dia das Mães responde bem aos estímulos do consumo, em função do apelo emocional.
Já o Sine/IDT está com oportunidades para os setores da indústria e do comércio, com destaque para as seguintes ocupações: auxiliar de depósito (81 vagas); auxiliar de linha de produção (69); operador de caixa (9); promotor de vendas (15) e vendedor das diversas áreas (241). Para saber mais sobre as vagas, basta acessar o site www.idt.org.br. Em Fortaleza, são 37 pontos de atendimento do Sine/IDT.

Fonte: O POVO Online

Rio Preto sedia feira inédita de franquias

Rio Preto sedia feira inédita de franquias
Lançamento acontece no dia 28 de março, com assinatura de um protocolo de intenções entre ABF e Prefeitura Municipal

A região de São José do Rio Preto, composta por 96 municípios, ocupa lugar de destaque no cenário econômico paulista e pela primeira vez a cidade, que é polo em vários segmentos, vai sediar uma feira de franquias, mercado em franca expansão em todo o país.

  A Rio Preto Franchising Business, cujo lançamento acontece no dia 28 de março, a partir das 19h30, no Buffet Félix Petrolli, deve projetar o município em todo o país, divulgando o seu grande potencial de negócios.

A feira acontecerá nos dias 14 e 15 de outubro, no Galpão Graneleiro da Swift, e já está atraindo empreendedores e investidores de várias localidades. Em apenas uma semana, dos 80 estandes disponíveis, 41 foram comercializados.

A expectativa dos organizadores – a Prefeitura de São José do Rio Preto, Cia de Franchising e a Lacerda Comunicação – é de que a Rio Preto Franchising Business movimente R$ 6 milhões e seja visitada por um público entre 10 mil e 15 mil pessoas da região, além de Estados como o Mato Grosso do Sul, Goiás, Paraná e Minas Gerais (Triângulo Mineiro).

“O custo médio de cada franquia é de R$ 150 mil. Acreditamos que cada expositor comercialize durante a feira cinco franquias. Cada franquia vendida gera quatro empregos diretos e pelo menos seis indiretos”, explicou Marcos Nascimento, diretor da Cia de Franchising, gestora de franquias em todo o país.
Segundo ele, o plano de negócios da Rio Preto Franchising Business prevê como raio de atuação 500 quilômetros. “A feira vai divulgar marcas que nasceram aqui e outras de diversos setores da economia que podem se instalar na cidade e em outros municípios”, acrescentou Nascimento.

Apontada como a 59ª cidade no ranking econômico nacional e a 18ª do Estado, São José do Rio Preto tem um PIB (Produto Interno Bruto) estimado em R$ 7,4 bilhões por ano.

“Estimular a geração de trabalho e renda, fomentar e aperfeiçoar o mercado de franquias e negócios e alavancar o turismo de negócios são os principais objetivos dessa feira”, explica o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Negócios de Turismo, Carlos de Arnaldo Silva Filho.

Protocolo de intenções

Na cerimônia de lançamento da Rio Preto Franchising Business será assinado um protocolo de intenções entre o Município de São José do Rio Preto e a ABF (Associação Brasileira de Franchising) com a finalidade de desenvolver o sistema de franquias e os negócios na cidade.

terça-feira, 29 de março de 2011

Vídeo: Uma verdadeira aula de varejo

Ola a todos...

Esse vídeo é uma verdadeira aula de varejo, tratando de um varejo muito distante dos grandes palestrantes e profissionais do mercado...

Um varejo interessante onde a regra é simples, embora utilize a palavra em seu contexto mais amplo: atender.

É um pouco comprido (7min) mais muito interessante. Vale a pena.




Um grande abraço,
Caio Camargo
FALANDO DE VAREJO
www.falandodevarejo.com.br
@falandodevarejo

Programas de fidelidade falham em encantar consumidores

Programas de fidelidade falham em encantar consumidores
Um relatório divulgado pela empresa de meios de pagamento ACI Worldwide mostra que muitos programas de fidelidade do varejo fazem com que os consumidores sintam-se desprezados. Muitos clientes, por sinal, nem conseguem entender completamente quais as características do programa em que estão.

Embora 75% dos americanos estejam associados a pelo menos um programa de fidelidade do varejo, 85% dos entrevistados dizem não terem sido contatados pelo varejista desde que começaram a fazer parte do programa. Oitenta e um por cento dos consumidores dizem não conhecer os benefícios ou quando/como serão recompensados.

Segundo a pesquisa, 62% dos americanos se associam a programas de fidelidade para obter mais descontos, embora somente 36% tenham recebido uma promoção ou recompensa que os fizesse voltar à loja. Quarenta e quatro por cento dos entrevistados disseram ter tido experiências ruins com programas de fidelização.

Fonte: Mercado & Consumo

Bittencourt e GS&MD realizam 2º Fórum de Gestão de Franquias

Bittencourt e GS&MD realizam 2º Fórum de Gestão de Franquias
O Grupo Bittencourt, especializado em consultoria para o desenvolvimento e expansão de redes de negócios e franchising; e a GS&MD - Gouvêa de Souza, especializada de consultoria empresarial especializada em varejo, marketing e canais de distribuição, realizarão nos dias 26 e 27 de abril o 2º Fórum Internacional de Gestão de Redes de Franquias e Negócios, em São Paulo. O evento terá como tema “Educação e Gestão de Talentos nas Redes de Franquias e Negócios” e abordará questões como a identificação e potencialização dos talentos da equipe; e o desenvolvimento de treinamentos eficientes.
O Fórum contará com palestrantes nacionais e internacionais e será dividido em quatro módulos: “Recrutar, selecionar e reter talentos nas redes de franquias e negócios”; “Formação, educação e desenvolvimento dos franqueados”; “A rede que aprende de forma contínua” e “Novos métodos e tecnologias para a educação continuada”. Entre os palestrantes confirmados estão Cheryl Babcock, diretora de educação executiva do International Institute for Franchise Education; John O’Brien, presidente da Pool Werx, um ícone do franchising na Austrália; Marlin Kohlrausch, presidente dos Calçados Bibi; Décio Pecin, vice-presidente da rede CNA; Claudio Tieghi, presidente da Afras; Roberto Vertemati, da CVC; Silvio Alves, gerente de franchising do Grupo Boticário; Sonia Rossi, Executiva em Gestão de Pessoas da Gazin; e Miguel Oroquieta, da Tormo&Associados.

Informações e inscrições pelo telefone (11) 3660-2202 e pelo email forum@bcef.com.br.

sexta-feira, 25 de março de 2011

Shopping VillaLobos recebe a primeira etapa do Track&Field Run Series 2011

Prova já faz parte do calendário de atletas e amadores que buscam qualidade de vida e deve contar com a participação de cerca de 2.500 pessoas neste fim de semana

O Track&Field Run Series estreia o calendário deste ano com uma das corridas mais tradicionais de São Paulo: a prova de 10Km do Shopping VillaLobos, que acontecerá no próximo domingo (27), a partir das 7h30, com largada em frente ao empreendimento que dá nome à prova. Com percurso rápido e poucas subidas, a corrida na zona oeste da capital paulista atrai cerca de 2.500 atletas, que têm a oportunidade de baixar o tempo e melhorar o desempenho.

O circuito da Track&Field Run Series já faz parte do calendário de atletas e amadores que buscam, por meio da corrida, a melhor qualidade de vida. Além disso, as provas também são uma opção de integração e lazer para os corredores.

Como nas edições anteriores, o Shopping VillaLobos colocará à disposição dos corredores uma série de serviços: neste dia, toda infraestrutura do centro de compras poderá ser utilizada pelos participantes e o estacionamento será gratuito durante o período da prova. Os atletas poderão contar, ainda, com tendas de massagem, hidratação com Gatorade e frutas, além de medalha finisher para todos aqueles que cruzarem a linha de chegada.


O VillaLobos oferecerá aos filhos dos corredores um Espaço Criança, onde os pequenos serão recebidos por monitores especializados e ainda receberão uma camiseta Thermodry Kids – igual a que os pais recebem no kit da prova. Além disso, os corredores contarão com um estúdio fotográfico, disponibilizado pela Latin Sports e o Fun Click, uma cortesia da Caixa Econômica Federal, que oferece fotos instantâneas.

A Caixa Econômica Federal apresenta o evento neste ano, trazendo – entre outras ações – casais de personal trainers marcadores de ritmo. Cada casal terá uma camiseta personalizada Track&Field Run Series e Caixa, com uma cor diferenciada das demais.

Organizado pela Latin Sports, o circuito Track&Field Run Series é apresentado pela Caixa Econômica Federal, realizado pela Track&Field e Associação Brasileira de Esportes de Endurance (ABEE) e conta com patrocínio do Shopping VillaLobos, Amni, Rosset e Gatorade. Mais informações no site http://www.tfrunseries.com.br/



Serviço:
1ª Etapa Track&Field Run Series – Shopping VillaLobos
Data: 27/03/2011
Horário: A partir das 7h30
Endereço: Av. das Nações Unidas, 4777 – São Paulo – SP

Café com franquias: O poder do som nas empresas

A ABF-Rio (Associação Brasileira de Franchising) realiza no próximo dia 29, terça-feira, das 8h30min às 11h, o "Café com Franquia", evento que terá como tema "Ferramenta Inovadora no Varejo: Como o som pode atrapalhar ou ajudar nos seus resultados".

A palestra será ministrada por Zanna, cantora carioca, produtora musical e presidente da Zanna Sound. Empresária inovadora, não por acaso jurada no Festival Internacional Cannes 2011, ela está criando a categoria de Sound Branding no Brasil e no mundo, tanto que é fundadora e única representante da América Latina da Àudio Branding Academy, com sede na Alemanha. Nesta palestra, Zanna irá falar sobre o impacto do som nas pessoas e mostrar soluções de comunicação sonora revolucionárias, além de aplicações nos pontos de venda. O café da manhã acontecerá na sede da ABF-Rio (Av. Treze de Maio, 23 Gr. 401 - Centro, Rio de Janeiro).

Associados ABF tem entrada franca. Já não associados pagam R$ 50,00 para participar do evento. Reservas e inscrições devem ser feitas pelo telefone (21) 2292-5104.

Varejo espera fechar março com crescimento real de 7,9%

Varejo espera fechar março com crescimento real de 7,9%
De acordo com o IAV-IDV (Índice Antecedente de Vendas), as vendas dos maiores varejistas cresceram 7,4%, em termos reais, em fevereiro deste ano, em relação ao mesmo período de 2010, e a expectativa para março é superar este índice
O IAV-IDV (Índice Antecedente de Vendas), estudo realizado todos os meses pelo IDV (Instituto para Desenvolvimento do Varejo) com seus associados, revela que o mês de fevereiro teve crescimento real de 7,4% nas vendas em relação ao mesmo período do ano anterior. Os motivos para esta alta se ancoram no aumento de renda da população, na prorrogação do feriado de Carnaval para março e no aumento da temporada de liquidações. Para março, a expectativa é que o volume de vendas aponte alta de 7,9% sobre mesmo mês do ano passado. Em abril e maio, o crescimento esperado é de 7,6% e 8,5%, respectivamente.

O segmento de bens duráveis, como móveis, eletrodomésticos e materiais de construção, sinaliza forte ritmo de crescimento, com taxas de dois dígitos em abril (14,5%) e maio (15,3%).

Os bens não-duráveis, composto de super e hipermercados, farmácias, drogarias, perfumarias e alimentação fora do lar, aposta no aumento a partir de março, com crescimento de 6,8% em comparação com o mesmo mês de 2010.

O varejo de bens semiduráveis, como vestuário, calçados, livrarias e artigos esportivos, também prevê crescimento nos próximos meses, com taxa de 6,2% em março, 6,7% em abril e 8,7% em maio.

NewStyle assina “Páscoa é Lacta” no PDV

Agência cria para a marca comunicação com o trade e materiais de merchandising presentes em 100% do canal moderno
Para resgatar o espírito da Páscoa, data de maior importância para o mercado de chocolates, a Lacta, marca de chocolates da Kraft Foods Brasil, investe em uma comunicação diferenciada no ponto de venda, com o objetivo de promover destaque para a marca e seus produtos em lojas de todo o país.

A campanha foi desenvolvida a partir do conceito “Páscoa é Lacta”. Além de criar toda a comunicação com o trade, a NewStyle assina um enxoval de materiais impactantes e com formatos diferenciados que prometem resgatar a magia da Páscoa e criar um vínculo emocional com o consumidor no ponto de venda.

Entre os materiais de PDV criados pela agência estão: topo de parreira, dispenser, forração, móbiles, displays exclusivos para ovos com brinquedos, colunas e portais infantis, folheto para o consumidor, guia de abordagem, tabelas de preços. Já para o trade, desenvolveu tabloides, adesivos e guias de merchandising, de distribuidores, do atacado etc.

Mais informações sobre a marca e a “Páscoa é Lacta” no http://www.pascoaelacta.com.br/

quinta-feira, 24 de março de 2011

Porta a porta atrai Polishop e Unilever

Porta a porta atrai Polishop e Unilever
O crescimento do negócio de venda porta a porta, mais conhecido como venda direta, atrai players de diferentes segmentos como a varejista Polishop, que vai aumentar sua presença nesse canal de vendas, além da indústria Unilever , que anuncia novo negócio também nesse mercado. O setor representa cerca de R$ 26 bilhões para o comércio brasileiro, e cresce a média anual de 18%. Este ano, o mercado deve seguir com evolução de dois dígitos, crê a Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas (Abevd). No caso da Polishop, que já atua na venda de diversos produtos, a entrada no varejo porta a porta está otimista e a empresa espera que este canal represente cerca de 8% do faturamento ao final do primeiro ano. Atualmente a marca já atua em canais como internet, loja, call center, revistas e televisão.

Segundo diretor-geral do canal Polishop com.voce, Gilberto Guitti, a empresa quer vender ao público que mora em regiões fora das principais capitais do País. "Decidimos investir em venda direta para atender um nicho de mercado composto por consumidores que não gostam de comprar por internet e call center ou moram em cidades onde não há lojas físicas da empresa", diz Guitti.

Segundo o porta-voz, para se tornar um vendedor basta investir R$ 89 na aquisição do "kit de cadastro" composto de manual de negócios, manual do plano de bonificação, catálogo e DVD com detalhes dos produtos, DVD Institucional e DVD de treinamento com informações sobre como construir uma organização. A partir daí, o empreendedor ganha sempre que um consumidor comprar indicando o seu número de ID (identificação). O vendedor também ganha descontos exclusivos nos produtos, bonificações quando apresentar outros empreendedores que se cadastrarão em sua linha descendente e participação em treinamentos exclusivos. A remuneração média mensal varia de R$ 2 mil a R$ 10 mil, não há limite máximo.

Ele ainda complementa que os preços serão os mesmos praticados pela empresa nos outros canais. Para Guitti, esta é mais uma vantagem. "A experiência da Polishop tem comprovado que os múltiplos canais não competem entre si: ao contrário, se complementam. Quem vê um produto na TV muitas vezes compra na loja e quem pega uma revista na loja decide comprar pela internet e assim por diante ", conclui. A marca, hoje, estima contar com mais de 1 milhão de revistas mensais, mais de 100 lojas próprias nos principais shopping centers do Brasil e uma logística capaz de atender qualquer domicílio.

Água

Quem segue a mesma linha é a Unilever, que se prepara para estrear na venda porta a porta no Brasil com uma nova categoria - um purificador de água. Com o novo produto, a subsidiária brasileira vai concorrer pela primeira vez na mesma categoria com empresas como Electrolux e Philips, que já vendem purificadores de água no País. Para fazer o produto chegar à casa do consumidor, a Unilever fechou uma parceria com a Jequiti, empresa de venda direta de cosméticos do Grupo Silvio Santoscujo diretor é Lásaro Carmo Júnior.

O produto é uma das principais armas da Unilever para crescer em mercados emergentes, responsáveis por boa parte da expansão de cerca de 5% das vendas globais da companhia em 2010, US$ 58,6 bilhões. Hoje a marca Pureit já é usada por 15 milhões de pessoas no mundo e a empresa pretende levá-la para 500 milhões de pessoas até 2020.

Fonte: DCI

terça-feira, 22 de março de 2011

Vídeo: Future of Shopping Experience

Ola a todos.

Vídeo bacana da IBM sobre alguma tecnologias que estarão a disposição do varejo num futuro cada vez menos distante...

A narração está em inglês, mas as imagens são de fácil compreensão.




Um grande abraço e boas vendas

Caio Camargo
Falando de Varejo
www.falandodevarejo.com.br
@falandodevarejo

KA International visa o mercado brasileiro de franquias

KA International visa o mercado brasileiro de franquias
O Grupo BITTENCOURT e Tormo & Asociados, com o apoio da PromoMadrid são os responsáveis por plano de expansão da empresa no País

O Brasil está crescendo e se tornando cada vez mais alvo de interesse de empresas internacionais. Por isso, as consultorias especializadas BITTENCOURT e Tormo & Associados, com o apoio do órgão público PromoMadrid, lançam um plano para promover a chegada de um grupo selecionado de empresas espanholas.

Trata-se de um programa pioneiro de promoção e desenvolvimento no Brasil, que inclui assessoria em todo o processo de adequação ao mercado de destino, bem como a participação em uma Rodada de Negócios Internancionais. O objetivo é promover encontros com potenciais investidores brasileiros e realizar o fechamento de negócios.

Entre as interessadas, a KA International, rede de franquias líder mundial em decoração, com mais de 25 anos de experiência. A empresa, que começou a empreender no mercado internacional em 1992 e hoje possui 400 lojas em 47 países, pretende aterrizar também no mercado brasileiro.

KA International pretende iniciar o desenvolvimento no mercado brasileiro devido a sua importância e potencial e para fazê-lo já iniciou recentemente um processo de busca e seleção de Master Franqueados, para com estes iniciar o crescimento do negócio em cada região.

O objetivo da KA internacional é conceder a Master Franquia, além da capacidade de fazer o negócio crescer, fabrique e disponha de capacidade de produção para abastecer toda a rede de lojas já existentes na América Central e do Sul, bem como as que serão criadas progressivamente no Brasil, sendo que inicialmente o futuro master-franqueado contará com uma carteira de lojas e volume de negócios muito interessante já em andamento.

Os representantes do Departamento Internacional da KA estarão no Brasil nos dia 26 e 27 de Abril em uma Rodada de Negócios Internancional para reuniões com os investidores interessados em formalizar uma aliança ou um acordo comercial para o desenvolvimento da marca.

Faça sua inscrição e obtenha mais informações sobre a rede! Venha participar da Rodada de Negócios Internacional. Entre em contato pelo e-mail: fabiane@bcef.com.br ou ligue (11) 3660-2201

Serviço:
Rodada de Negócio Internacional
Data: 26 e 27 de abril
Hotel Renaissance
Inscrições: fabiane@bcef.com.br
Telefone: (11) 36602201

Em ritmo acelerado de expansão Eco Office inaugura unidade em São Paulo

Em ritmo acelerado de expansão Eco Office inaugura unidade em São Paulo
O boom do setor de franchising está se refletindo na rede de franquias Eco Office, de soluções em impressão, que comemora o acelerado ritmo de expansão com a inauguração de sua vigésima primeira unidade, em São Paulo/SP, no próximo dia 25.
Os sócios Pedro Luiz Macedo Cortado, médico, e Lucas Corrêa Cortado, advogado, apostaram na Eco Office como empreendimento com grandes chances de sucesso. Eles revelam que investiram aproximadamente R$ 150 mil na implantação do negócio. “Esse ramo de mercado pode trazer um grande retorno profissional se trabalharmos com comprometimento, aliado com o respaldo da marca, que já tem ótima projeção”, acrescenta Lucas Cortado.

A loja funcionará em um espaço de aproximadamente 90 metros quadrados e seguirá todas as características da marca Eco Office, entre elas o perfil sustentável, que garante ao consumidor produtos e serviços de qualidade, sem causar prejuízos ao meio ambiente. Inicialmente a unidade contará com dois diferenciais sustentáveis, a utilização de embalagens recicláveis e de lâmpadas econômicas. Com o objetivo de proporcionar mais comodidade ao cliente a unidade disponibilizará ainda o serviço de disk-entrega.

A rede de franquias oferece serviços e produtos como remanufatura de cartuchos de tinta e de toner, cartuchos originais e compatíveis, outsourcing de impressoras, adesivos decorativos, impressões diversas, digitalização de imagens e texto, tratamento de arquivos digitais, gravação de CD/DVD, editoração, impressão de fotos, etc.

A Eco Office já está presente em Campinas (com duas unidades, sendo uma loja própria), Hortolândia, São José do Rio Preto, Indaiatuba, Brasília, Campo Grande, Rio de Janeiro, Bauru, Cuiabá, Alphaville, Sorocaba, Vitória, Santo André, Vila Velha, São José dos Campos, Natal, Aracaju, Araçatuba e Presidente Prudente.

Fila abre loja conceito em São Paulo


A marca italiana de artigos esportivos Fila inaugurou uma loja-conceito na rua Oscar Freire, nos Jardins. A empresa, que completa 100 anos de vida, reúne no espaço suas linhas de produtos esportivos e style. O lançamento da Fila Store demandou um investimento de R$ 2,5 milhões.

Fonte: Mercado & Consumo

Mexicana Mabe enxuga seu portfólio no Brasil

Mexicana Mabe enxuga seu portfólio no Brasil
A mexicana Mabe anunciou em São Paulo a mais ampla revisão em sua estratégia para o mercado brasileiro desde 2003, quando chegou ao País com a compra da área de refrigeração da CCE. O portfólio de cinco marcas fabricadas no Brasil foi reduzido a três, o que tirou de cena a marca Mabe. Agora o grupo mexicano se concentrará em GE (premium), Continental (medium) e Dako (low income). A quinta marca da fabricante, Bosch, deixa de ser produzida no mercado brasileiro, e passa a ser importada. Com cinco fábricas em atividade no Brasil e presença em 70 países, a Mabe faturou no ano passado R$ 1,9 bilhão no mercado brasileiro, o equivalente a 30% da receita global. Neste ano, a expectativa é faturar 11% a mais, dois pontos percentuais acima do ritmo de crescimento do mercado de linha branca como um todo, estimado pela Mabe em 8%.
Fonte: Meio & Mensagem (via Mercado & Consumo)

quinta-feira, 17 de março de 2011

Três mil lojas aderem ao Fortaleza Liquida

Três mil lojas aderem ao Fortaleza Liquida
Lojistas projetam crescimento de 30% nas vendas durante a campanha de preços baixos em Fortaleza
Com a adesão de três mil lojistas ao Fortaleza Liquida - atingindo a meta esperada para este ano -, a Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) inicia hoje a segunda edição do evento promocional que busca aquecer o comércio varejista no período pós-carnaval. Oferecendo ao consumidor descontos em vários segmentos do varejo até o próximo dia 27, é esperado pelos lojistas que o volume das vendas aumente 30% em relação ao mesmo período do ano passado.

"O nosso interesse é que o consumidor se beneficie. Nós faremos a festa usando de criatividade nas promoções, pois o comércio varejista é isso: consumo consciente com diversão", entusiasma o presidente da CDL, Freitas Cordeiro, que amanhã fará visitas em lojas do Centro da cidade e em alguns shopping centers para marcar o início das promoções.

Cordeiro ainda destaca para o Fortaleza Liquida a promoção que sorteará um carro zero quilômetros para cada consumidor que comprar mais de R$ 25 em lojas associadas, além das parcerias que deram aos lojistas associados acesso a condições especiais de financiamento para a renovação dos estoques.

"É a força do associativismo trazendo resultados para todos da cadeia produtiva do comércio", endossa Cordeiro.

Participantes

Participando da campanha, a rede de lojas Ponto da Moda oferecerá aos seus clientes descontos de até 30% durante os 10 dias de promoções do Fortaleza Liquida, segundo o proprietário da rede, Riamburgo Ximenes.

"Nós estamos acreditando muito nesta promoção. Selecionamos produtos que foram comprados exclusivamente para este produto, além de outros que estavam em baixa e terão uma nova remarcação", contou.

Nas unidades da Freitas Varejo da Capital, os consumidores também poderão encontrar descontos de até 59%, de acordo com o gerente administrativo da rede, Vicente Matos.

Apostando nos eletroportáteis, como sanduicheira e liquidificadores - "os que saem mais em todas as nossas lojas"-, a expectativa de Matos é alcançar os mesmos 30% almejados pela CDL para o período do Fortaleza Liquida.

"O evento vem alavancando muito as nossas vendas desde a primeira edição, no ano passado. E, para este ano, nós vamos aliar as promoções do Fortaleza Liquida às nossas promoções", conta, pretendendo aumentar ainda mais as vendas para o período que historicamente é tido como ruim para o varejo.

A Ibyte está entre as participantes da campanha. Os clientes da loja terão acesso a descontos em produtos das linhas Home e Informática. Será lançado um encarte com As lojas Ibyte estão no Iguatemi, North Shopping, avenidas Rui Barbosa, Dom Luiz e 13 de Maio. Entre as ofertas estão o notebook Ibyte Active 35 por R$1.259, home theather 300w da Philips por R$ 569, climatizador de ar Goldentec por R$ 249. O cliente pode parcelar em dez vezes.

Fonte: Diario do Nordeste

Cidade do Franchising já é realidade no Rio de Janeiro

Cidade do Franchising já é realidade no Rio de Janeiro
Centro permanente de negócios já está em operação na Barra da Tijuca

Cariocas, empreendedores que visitam o Rio de Janeiro e empresários interessados em transformar seus negócios em uma franquia já contam com um centro permanente de negócios voltados ao franchising. A "Cidade do Franchising", idealizada pela ABF-Rio (Associação Brasileira de Franchising seccional Rio de Janeiro) está em funcionamento no shopping Città América, na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro. O espaço de 220 m² abriga 150 franqueadoras renomadas no franchising nacional. O local conta com sala de reunião, estações computadorizadas para consulta, sala para cursos e palestras, central de apoio ao financiamento e orientação para encontrar ponto comercial.

Em 2010, o franchising faturou R$ 76 bilhões. Segundo o diretor de comunicação da Cidade do Franchising, Erick Vils, presidente da WebSoftware, o Rio responde por 20% deste total. "O Rio de Janeiro tem uma vocação para o empreendedorismo muito grande. Isto se torna visível na inovação e criação de novos modelos de negócio e marcas, como também pelo desejo de ter o seu próprio negócio. As opções de franquias tornam-se alternativas seguras com retorno do investimento geralmente mais rápido. A missão da Cidade do Franchising é difundir, fomentar e promover o Franchising no Rio de Janeiro”, diz Vils.

Para o presidente da ABF-Rio, Alain Guetta, haverá uma grande expansão de marcas. “Esse é um local de divulgação institucional da empresa, com tecnologia, sem corretagem, focada em pessoas interessadas em adquirir uma franquia com todo o aval e expertise de uma entidade séria e respeitada como a Associação Brasileira de Franchising. A ABF-RIO investiu R$ 500 mil e contou com o patrocínio empresas que não hesitaram em apostar na força do franchising carioca como a Caixa Econômica Federal, RE/MAX, Bob’s, Guetta Franchising, MegaMatte, Century 21, SonoBello, Yes! Curso de Idiomas, Websoftware, Baril, Brandão & Brofman, Casa da Empada, Yazigi, Editora Lamônica e BusTV”, ressalta o presidente da ABF-Rio.

Na Cidade do Franchising as pessoas interessadas em ter uma franquia vão encontrar opções nos segmentos alimentação, acessórios pessoais e calçados, vestuário, móveis, imobiliário, turismo, tecnologia, serviços, decoração, presentes, esporte, saúde, beleza e lazer. "Contamos com empresas dos setores que mais cresceram no Brasil", destaca Guetta.

Segundo o diretor de desenvolvimento da rede MegaMatte, Rogério Gama, "a Cidade do Franchising é um centro de negócios inovador quem vem alavancar o mercado carioca e repercutir nacionalmente de forma positiva". A rede estará presente no espaço com uma mini lanchonete destinada ao atendimento exclusivo para visitantes e franqueadores.

Já o gerente regional do banco Caixa Econômica Federal no Rio de Janeiro, Sérgio Salles, salienta que o empreendimento será uma ótima oportunidade para geração de emprego e renda. "Seremos um correspondente bancário para atendimento as pessoas interessadas em adquirir franquias mostrando nossos produtos voltados ao setor. É mais uma demonstração de que estamos trabalhando para valorizar empresas".

Para o diretor regional da Re/Max, maior rede de franquias imobiliárias do mundo, José Américo Huertas, o empreendimento despertará ainda mais a atenção de investidores e pessoas interessadas em terem um negócio no Rio de Janeiro.

"Desde que conhecemos o projeto vislumbramos a possibilidade da nossa marca estar em um espaço permanente, sem depender apenas de feiras de negócios. Teremos durante o ano inteiro a chance de mostrar o que é a empresa e como ser um franqueado. Para nós, em especial, é um espaço muito importante porque chegamos ao Brasil há menos de dois anos, e, como marca nova no mercado brasileiro isso nos trará grande visibilidade", define.

Serviço
Cidade do Franchising - Av. das Américas, 700, Bl. 8 - 2º piso, Barra da Tijuca - Rio de Janeiro - RJ - Tel.: (21) 2292-5104 Site: www.abfrj.com.br

quarta-feira, 16 de março de 2011

Comunicação no pdv: sua marca consegue se expressar corretamente no ponto-de-venda?

Comunicação no pdv: sua marca consegue se expressar corretamente no ponto-de-venda?
Ola a todos

É difícil encararmos hoje o ponto-de-venda apenas como um local onde as mercadorias são negociadas. Há muito tempo o ponto-de-venda deixou de ser apenas um canal de negócios, podendo ser considerado pela grande maioria das empresas e marcas, sejam elas da indústria ou varejo, não somente como seu principal ponto-de-contato entre a marca e o shopper, mas também como sua principal mídia.

Diversas empresas estão descobrindo o real valor de se investir corretamente no ponto-de-venda: Trade Marketing, BTL, Shopper Marketing, Merchandising, ou qualquer outra terminologia ou processo, tudo está convergindo em meios para aprender, desenvolver e principalmente encantar os consumidores no momento da compra.

Entretanto, mais do que apenas citar a questão da valia do ponto-de-venda nos processos de comunicação, gostaria de trazer à luz a questão de como a maioria das marcas não consegue traduzir no ponto-de-venda o que trazem em sua comunicação.

Não se trata apenas de uma questão visual, não se trata apenas de uma questão de treinamento, mas a grande maioria das redes e marcas, mascaram-se em suas peças de comunicação, esquecem-se de seus principais atributos e como resultado disso temos uma grande leva de consumidores que chegam com uma intensa expectativa ao ponto-de-venda e por muitas vezes, saem completamente frustados.

Experiencia no ponto-de-venda é tão importante hoje quanto qualquer outra peça de comunicação. Mas é cada vez mais fácil encontrarmos casos e empresas que não conseguem juntar com a mesma propriedade e principalmente causarem a mesma percepção nos dois mundos, o da comunicação e o da experiência.

Onde se situa sua empresa?


Um grande abraço e boas vendas

Caio Camargo
FALANDO DE VAREJO
@falandodevarejo

terça-feira, 15 de março de 2011

Bittencourt e GS&MD realizam 2º Fórum de Gestão de Franquias

Bittencourt e GS&MD realizam 2º Fórum de Gestão de Franquias
O Grupo Bittencourt, especializado em consultoria para o desenvolvimento e expansão de redes de negócios e franchising; e a GS&MD - Gouvêa de Souza, especializada de consultoria empresarial especializada em varejo, marketing e canais de distribuição, realizarão nos dias 26 e 27 de abril o 2º Fórum Internacional de Gestão de Redes de Franquias e Negócios, em São Paulo. O evento terá como tema “Educação e Gestão de Talentos nas Redes de Franquias e Negócios” e abordará questões como a identificação e potencialização dos talentos da equipe; e o desenvolvimento de treinamentos eficientes.
O Fórum contará com palestrantes nacionais e internacionais e será dividido em quatro módulos: “Recrutar, selecionar e reter talentos nas redes de franquias e negócios”; “Formação, educação e desenvolvimento dos franqueados”; “A rede que aprende de forma contínua” e “Novos métodos e tecnologias para a educação continuada”. Entre os palestrantes confirmados estão Cheryl Babcock, diretora de educação executiva do International Institute for Franchise Education; John O’Brien, presidente da Pool Werx, um ícone do franchising na Austrália; Marlin Kohlrausch, presidente dos Calçados Bibi; Décio Pecin, vice-presidente da rede CNA; Claudio Tieghi, presidente da Afras; Roberto Vertemati, da CVC; Silvio Alves, gerente de franchising do Grupo Boticário; Sonia Rossi, Executiva em Gestão de Pessoas da Gazin; e Miguel Oroquieta, da Tormo&Associados.

Informações e inscrições pelo telefone (11) 3660-2202 e pelo email forum@bcef.com.br

Anamaco reduz expectativa de crescimento do setor de materiais de construção

Anamaco reduz expectativa de crescimento do setor de materiais de construção
Números divulgados pela Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção (Anamaco) mostram que as vendas do setor ficaram estáveis em fevereiro na comparação anual, o que, somado à queda de 5,3% registrada em janeiro, fez a entidade rever a expectativa de crescimento de 11% para 8,5% em 2011. O resultado deverá ser alavancado pela manutenção da desoneração do IPI para os produtos do setor até dezembro de 2011; pelas obras do Minha Casa Minha Vida e demais projetos do Governo Federal; e pelas obras para os próximos eventos que acontecerão no Brasil, como a Copa do Mundo e Olimpíadas.
Fonte: Mercado & Consumo

Empório Portobello abrirá unidade em Cuiabá para aproveitar aquecimento de mercado

Empório Portobello abrirá unidade em Cuiabá para aproveitar aquecimento de mercado
Cuiabá ganhará neste mês uma unidade Empório Portobello, única rede especializada em revestimentos cerâmicos no Brasil. A loja, situada na avenida Carmindo de Campos, 817 - Jardim Petrópolis, comercializará toda a linha de produtos da Portobello e vai oferecer atendimento personalizado e serviços diferenciados, como projetos em 3D e medição de obras.

O franqueado que está à frente do negócio é Marcio Cardoso. Ele, que também comanda há dois anos uma franquia em Barreiras, Bahia, acredita no potencial da marca, do segmento e da região. “Cuiabá é uma cidade em crescimento acelerado e será sede da Copa do Mundo de 2014. Esses indicativos já apontam que o mercado da construção se manterá bastante aquecido e os profissionais certamente irão buscar a qualidade, a inovação e o design dos revestimentos Portobello”, afirma Cardoso.

O diretor de Varejo da Portobello, Juarez Leão, acredita nesse investimento na região Centro-Oeste do País. “Trata-se da nossa segunda unidade em Mato Grosso, sendo a outra em Sinop. Com isso, consumidores, arquitetos, designers de interiores e engenheiros poderão contar com as últimas tendências em revestimentos cerâmicos da nossa marca, presente em mais de 100 de franquias Portobello Shop e Empório Portobello distribuídas pelo Brasil”, afirma o executivo.

Com 200 m2, a Empório Portobello Cuiabá possui áreas decoradas com a exposição de produtos Portobello, como porcelanatos, rodapés, pastinhas, acessórios, peças especiais, entre outros. A loja ainda terá mais novidades em serviços, como auxílio de equipe treinada, acompanhamento, assessoria técnica, equipe credenciada de assentadores e logística de entrega programada.


Empório Portobello Cuiabá
Endereço: Av. Carmindo de Campos, 817 – Jardim Petrópolis/ Cuiabá - MT
Telefone: (65) 3055-0155
E-mail: cuiaba@emporioportobello.com.br

Bangu Shopping resgata costumes que marcaram uma época

Bangu Shopping resgata costumes que marcaram uma época
Há 120 anos foi ouvido, pela primeira vez, o apito da antiga Fábrica de Tecidos Bangu. Para comemorar o início das atividades diárias da fábrica, que encerrou suas atividades em 2004, o Bangu Shopping inaugurou um sistema interno de som que reproduz o sinal sonoro. Este ano, diariamente, na abertura do Shopping, lojistas e clientes poderão conhecer ou relembrar o “ritual”, que remete à abertura do expediente das tecelãs de outrora. É mais uma iniciativa do Bangu Shopping para prestigiar sua história e os moradores da região.
Nos anos 40, a fábrica foi sinônimo de progresso e trouxe à cidade modismos, expressões, lições de elegância e até as inesquecíveis misses Bangu, símbolos de uma era de glamour para todo Rio de Janeiro. Orgulhoso do espaço que ocupa, o Bangu Shopping homenageia o bairro homônimo com fotos permanentes "Bangu: Ontem, Hoje e Sempre", com 37 fotografias históricas espalhadas pelos corredores do mall.

segunda-feira, 14 de março de 2011

Balanço realizado anualmente pela ABF revela que o setor de franquias cresceu 20,4% em 2010

Balanço realizado anualmente pela ABF revela que o setor de franquias cresceu 20,4% em 2010
O faturamento do setor foi de R$ 76 bilhões. Entre os fatores que contribuíram para esse crescimento estão as microfranquias, a entrada dos bancos de investimento no segmento e o maior acesso às linhas de crédito
O segmento de franquias do Brasil encerrou o ano de 2010 com um crescimento de 20,4%, em relação ao ano anterior. O número foi maior do que as expectativas do setor, que esperava um crescimento de 14 a 19%. O estudo foi realizado pela Associação Brasileira de Franchising - ABF com 1.855 marcas de franquias atuantes no país.

O faturamento total das franquias alcançou no ano passado a marca de R$ 75.987 bilhões. O número de redes em operação no país cresceu 12,9% e o número de unidades (franqueadas e próprias) chegou a 86.365, que significa um incremento de 8% em relação ao ano anterior. Essa expansão resultou na abertura de mais de 57 mil novos postos de trabalho. O setor é responsável hoje por mais de 777 mil empregos diretos.

A previsão da ABF é que a tendência de crescimento continue. Para 2011, o setor acredita num crescimento de 15%. Segundo a Associação, o desempenho das franquias em 2010 foi motivo de comemoração para muitos investidores. “Continuamos crescendo na casa dos dois dígitos ao ano. O aumento no número de redes e a expansão das marcas já existentes demonstram o grande potencial do setor”, afirma Ricardo Camargo, diretor executivo da ABF.

Segundo o executivo, o bom desempenho foi alavancado pelo próprio desempenho da economia brasileira, pela oferta de crédito e o aumento do poder de compra da população. “O surgimento das microfranquias (franquias cujo investimento inicial não passa de R$ 50 mil) é o reflexo dessa nova realidade do mercado”, explica Camargo.

Como exemplo das microfranquias estão as redes: Zets, que saltou de 37 unidades para 75 em 2010; Amigo Computador, que pulou de 18 para 32 unidades; Tutores, que agora tem 121 contra 108, em 2009; Emagrecentro, que saltou de 137 para 180; e Flavored Popcorn, que dobrou a rede, passando de 22 para 44 unidades.

Outro grande motivador do crescimento do franchising foi o ingresso dos bancos de investimento. “Depois do momento de consolidação, o capital injetado nas franquias foi utilizado, principalmente, para impulsionar a expansão das redes”, explica o diretor. Entre as redes que receberam aporte estão Grupo Multi, Mundo Verde e Imaginarium.

Apenas em 2010 surgiram 212 novas redes de franquia no mercado. Por trás desse número estão indústrias, que cada vez mais buscam operações de varejo; times de futebol, que após o sucesso da loja O Poderoso Timão, apostam nesse nicho de mercado; e as inovações como as casas de frozen yogurt. Só em 2010 surgiram 14 novas redes com essa especialidade (Yoggi, Yoguland, Tharthagurt, Yogoberry, Yogolove, dentre outras). Entre as novatas de forma geral encontram-se marcas de vários segmentos, como: Bibi Calçados, Doggis, Donna´s, Escola de Volei Bernardinho e Swains.

Já, segundo a análise da ABF, o número de unidades cresceu (8%), menos do que o previsto. Na avaliação da Associação, a consolidação de alguns setores (Só o Grupo Multi adquiriu 3 redes em 2010 – Bit Company, Microlins e Yazigi) e o alto custo imobiliário influenciaram esse número. “Os grandes centros e principalmente as localidades sede dos eventos esportivos programados para o Brasil apresentaram aumento significativo no custo dos imóveis e das locações, o que inibe a abertura de novos pontos comerciais”, explica Camargo.

A expansão internacional continua em alta. Atualmente, existem 68 redes brasileiras atuando no exterior. Elas estão presentes em 49 países, em todos os continentes, o que representa 4% do total das marcas nacionais. Já as redes com maior número de unidades do País são: O Boticário, Kumon, Colchões Ortobom, McDonald’s, L’Acqua di Fiori, AMPM, Fisk, Cacau Show, Wizard e Hoken.

Crescimento por Setor

Em faturamento, o segmento de franquia que mais cresceu em 2010 foi o de Alimentação (39,9%), seguido pelos setores de Acessórios Pessoais e Calçados (29,9%), Vestuário (29,0%), Móveis, Decoração e Presentes (27,4%) e Esporte, Saúde, Beleza e Lazer (20,%). “Os setores que mais cresceram estão intimamente ligados ao aumento do poder de compra da população”, explica Ricardo Camargo. Ainda segundo ele, o faturamento apresentado pelo segmento de Alimentação também teve influência do aumento de preços, que foram repassados aos consumidores.

Os setores relacionados a construção civil também foram beneficiados. A explosão imobiliária puxou o desempenho para cima de empresas que atuam no ramo de imobiliária (RE/Max com 140 pontos), decoração, móveis e outros como, por exemplo, colchões (ORTOBOM, com mais de 1500 pontos).

O grande destaque do setor de Alimentação, que teve o incremento de 79 novas redes em 2010 foram as redes de frozen yogurt. “ A expectativa é que esse setor continue crescendo, mas é preciso observar o quanto a inflação o impactará em 2011”.

Acessórios Pessoais e Calçados foi o segundo segmento de maior crescimento em unidades (27,0%), tendo ocupado pelos últimos três anos o primeiro lugar. O setor teve aumento de 16,5% em número de redes e foi um dos que mais abriu lojas, passando de 3.302, em 2009, para 4.178 unidades, em 2010. Destaque nesse segmento para as redes Havaianas, com 56 novas unidades; Chille Beans, que abriu 58 lojas; Morana, que inaugurou 22 novas unidades; e Pink Bijoux, que saltou de 70 para 252. Já a rede Santa Lola passou de 85 unidades para 103, em 2010, e já começa a expandir operações para fora do país.

Ainda com relação a faturamento, em terceiro lugar está o setor de Vestuário, com 29,0% de crescimento. Em número de novas marcas segmento pulou de 176 para 220 redes, uma variação de 25,5%. Redes como O Poderoso Timão (de 15 para 77 novas lojas), Scala (de 78 para 100), Tip Top (de 22 para 40) e Hering Store (de 276 para 347) .

O segmento de Movéis, Decoração e Presentes teve como destaque a entrada de redes imobiliárias. Quase trezentos novos pontos de vendas foram abertos, o que contribuiu para um aumento de 54% do número de unidades do setor. Novas redes como M. Martan, Copel Colchões justificam esse crescimento. Ainda nesse setor, a rede Imaginarium foi responsável pela abertura de 21 novas unidades.

O segmento Esporte, Saúde, Beleza e Lazer ocupa o quinto lugar no ranking de faturamento no setor de franquias. Em 2010, o faturamento foi de R$ 11.842 bilhões, contra R$ 9.867,em 2009, uma variação de 20,0%. De olho no tamanho desse mercado, o crescimento em termos de unidades foi surpreendente.

A rede D’Pil, por exemplo, pulou de 73 redes para 315 novos pontos de vendas. A Emagrecentro abriu 43 unidades em 2010, e a Home Angels, 44 unidades. “Esse é outro reflexo do crescimento da classe C, que passou a utilizar produtos de beleza com mais frequência”, comenta o diretor executivo Ricardo Camargo. Ele também ressalta a entrada dos dois principais players do setor de brinquedos no ramo das franquias – PBKids e Ri Happy. Outro destaque é o crescimento da empresa de piscinas IGUI, que passou de 17 unidades em 2009 para 351, em 2010.

Os dados mostram que o segmento de Negócios, Serviços e Outros Varejos compõe cerca de R$ 21 bilhões do total do no faturamento do setor de franquias (27,6%). Marcas como Chopp Brahma Express, Fitta Câmbio, Granero estão nesse segmento. A entrada do Dia% (Grupo Carrefour) com 376 lojas, Gollog e a expansão da AMPM são algumas das redes que fazem parte desse cenário.

Hotelaria e Turismo, composta por marcas como TAM Viagens (39 agências), Accor Hotels (142 operações) e Flytour (83 lojas) contou com o ingresso da rede espanhola Marsans Viagens, que já opera 46 agências no país.

Mais informações: http://www.abf.com.br/

Walmart e Extra começam a vender iPad 1

Walmart e Extra começam a vender iPad 1
O Walmart e o Extra começam a vender, a partir de hoje, o iPad em suas lojas físicas.

Por enquanto, ainda será comercializada a primeira geração do tablet da Apple, já que o iPad 2 - que começou a ser vendido na sexta-feira no mercado americano - ainda não tem data prevista para chegar ao Brasil.

As redes só vendiam o aparelho em suas lojas on-line. Em operações físicas, o iPad era vendido apenas em lojas da Fnac, Saraiva, Fast Shop, Ponto Frio e autorizadas da Apple. O aparelho estará disponível em 38 lojas do Walmart. Já o Extra iniciará as vendas do iPad em quatro lojas em São Paulo.

As redes varejistas americanas anunciaram ontem que o iPad 2 esgotou em muitas delas em apenas 72 horas. A expectativa do comércio é de que a nova versão supere as vendas do antecessor. No 1º dia, o iPad vendeu 300 mil aparelhos.

Fonte: Destak

sexta-feira, 11 de março de 2011

Nó logístico breca o varejo na internet

Nó logístico breca o varejo na internet
A Total Express, uma das maiores provedoras logísticas de empresas de comércio eletrônico do país, acaba de fazer compras. Seu presidente Marcos Monteiro investiu R$ 4 milhões em 24 caminhões, responsáveis pelo transporte rodoviário de mercadorias compradas pela internet. Mas existe um problema: Monteiro só encontrou 20 motoristas habilitados para dirigir os novos caminhões.

"Quatro veículos estão parados no pátio desde dezembro, porque ainda não tenho mão de obra qualificada", diz ele "E olha que ofereci um prêmio de R$ 1 mil para quem passasse no teste de seleção".

O caso da Total Express ilustra o nó logístico enfrentado pelo comércio eletrônico no país. Os varejistas veem na internet um canal ilimitado e barato para a oferta de mercadorias, fazendo com que as vendas eletrônicas cresçam em uma velocidade vertiginosa. Mas não há infraestrutura suficiente para atender a explosão do consumo on-line e o gargalo logístico aparece, na forma de atrasos crônicos na entrega. Segundo o Procon-SP, as queixas sobre entregas fora do prazo feitas por consumidores do canal eletrônico mais do que dobraram no segundo semestre de 2010 sobre o mesmo período de 2009, de 2.074 para 5.312.

Do outro lado, o consumo dispara. Só a Máquina de Vendas, segunda maior varejista do país, vendeu em janeiro 5% mais do que em dezembro no canal on-line, o que é espantoso, considerando que o Natal é o pico de vendas do varejo. Em 2010, os consumidores movimentaram cerca de R$ 15 bilhões pela web, uma alta de 40% sobre 2009, segundo a consultoria e-Bit.

As vendas on-line vêm superando as expectativas dos próprios lojistas, o que compromete o planejamento. "Um dos meus clientes teve que rever a sua previsão de vendas nove vezes durante o ano, por conta do aumento da demanda", diz um provedor logístico. "É impossível trabalhar sem falhas em um ambiente desses", afirma.

"O provedor logístico que trabalha para o e-commerce precisa ter um grau bem superior de atendimento, como o rastreamento eletrônico, o que exige maiores investimentos", diz o consultor Gastão Mattos, que atende a Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico, onde estão as principais empresas do setor. A injeção de recursos fica em parte comprometida, por conta da queda de braço com o varejo. "Cerca de 80% das entregas do canal on-line oferecem frete grátis para atrair o consumidor, mas é claro que esse frete nunca é de graça", diz Pedro Guasti, diretor geral da e-Bit. Com isso, a negociação do preço do frete fica bem mais apertada.

Os provedores logísticos afirmam que estão fazendo a lição de casa. Os Correios, que atendem principalmente as pequenas e médias empresas de e-commerce, aumentaram de 153 para 205 o número de cidades atendidas pelo E-Sedex, seu serviço de entrega para o comércio eletrônico. "Nossas vendas cresceram 49% em janeiro em comparação a dezembro, com 1,2 milhão de entregas por mês", diz Airton Ricardo Fogos, chefe do departamento comercial de encomendas dos Correios. A estatal acaba de investir R$ 100 milhões para aumentar em 15% a sua capacidade de transporte, com a compra de veículos maiores. Em São Paulo, substitui as motos por vans.

Fonte: VALOR

Setor de acessórios cresce e abre franquias

Setor de acessórios cresce e abre franquias
Quem busca a segurança de uma marca já consolidada no mercado e lucro crescente encontra no setor de acessórios pessoais, que inclui calçados, joias, bijuterias, malas e bolsas, uma das melhores opções para se investir dentro do setor de franquias. Desde 2007, no período pré-crise, a receita anual do segmento não parou de subir, ultrapassando os R$ 3 bilhões em 2009. Em 2010, a previsão é que o segmento tenha crescido até 30% em relação ao ano anterior. Colaboram para essa prosperidade fatores como o aumento do poder aquisitivo e da participação das mulheres no mercado de trabalho, maior profissionalização das empresas do setor e o fato de esses produtos não saírem de moda.

Fonte: Mercado & Consumo

quinta-feira, 10 de março de 2011

Formatos menores como tendência: Subway ultrapassa McDonald’s.

Ola a todos.

Foi divulgada nessa semana a notícia que o Subway ultrapassou o McDonald’s em numero de lojas, se tornando a maior rede de fast-food do mundo.

Os números foram atingidos provavelmente pelo diferenciado modelo de expansão de negócios, onde a Subway investe em menores valores de “entrada” no mercado, oferecendo produtos à preços acessíveis, bem como situa seus pontos comerciais em espaços menores, o que significa um aluguel menor em comparação à outros formatos, como o do próprio McDonald’s, que requer uma área de venda maior, o que torna a rede altamente interessante à novos e interessados empreendedores.

Obviamente que o numero de lojas não deve ser um único apontador para dimensionar uma empresa no mercado, mas essa realidade apresenta uma interessante tendência.

Essa nova tendência, caracterizada pela redução de espaços ou formatos menores, vem ganhando força em também outras empresas do setor, como a Pizza Hut, que vem preferindo seu modelo Express ao seu tradicional e conceituado Restaurante.

Por aqui no Brasil não somente redes de fast-food, mas de uma série de segmentos vem olhando com atenção e interesse à esses formatos reduzidos, ou até mesmo focando somente um tipo de produto ou solução. Habibs, Americanas, Marisa (com sua loja apenas focada em lingerie) e até mesmo players como Tok & Stok (Tok & Stok Compact), Pão e Açúcar e C&C Casa e Construção (C&C Express) são algumas empresas que buscaram através da redução ou foco em alguns produtos novos modelos de negócio.

Como tendência, resta saber o que acontecerá com os grandes formatos, cada vez mais precisando de uma nova estratégia ou definição para se manterem competitivos e interessantes ao mercado.

Um grande abraço e boas vendas

Caio Camargo
FALANDO DE VAREJO
@falandodevarejo

quarta-feira, 9 de março de 2011

Comércio de Belo Horizonte começa a substituir sacolas de plástico por alternativas ecológicas

Campanha organizada pelo poder público e sociedade civil colocará à venda embalagens retornáveis e biodegradáveis

Supermercados, padarias, lojas e demais estabelecimentos de varejo de Belo Horizonte não poderão mais fornecer sacolinhas plásticas para os consumidores transportarem suas compras. No dia 1º de março, entrou em vigor na capital mineira a Lei Municipal 9.529/2008, que exige a substituição de sacolas plásticas por soluções ecológicas. BH é a primeira capital a adotar a medida. A fiscalização da nova regra deverá começar dentro de 45 dias. Estão previstas multas de até R$ 1 mil ou interdição do negócio para as empresas que não se adequarem. Antes das punições, será realizada a campanha educativa Sacola Plástica Nunca Mais, para orientar a população sobre as melhores alternativas para a substituição das tradicionais sacolinhas.

A ideia da campanha é incentivar o uso de alternativas sustentáveis, como carrinhos, caixas de papelão, sacolas recicladas, sacolas retornáveis (ecobags) de tecido, TNT, palha, ráfia e outros. A campanha educativa foi lançada em conjunto pela Prefeitura de BH, Procon e associações do setor de supermercados, comércio, panificação e consumidores. Para estimular a mudança de hábito, será produzido um modelo de sacola retornável que será vendida a R$ 1,98 (preço de custo) a unidade nos pontos comerciais participantes.

Os pequenos e médios empresários já começaram a se adaptar à novidade. A rede de supermercados Guarin, por exemplo, fornecerá aos seus clientes sacolas descartáveis compostáveis, feitas com amido de milho, uma alternativa bem mais sustentável. Segundo o gerente de compras da Guarin, Wenderson Borges, o supermercado já possui fornecedor para as novas sacolas e deverá vender a embalagem biodegradável por R$ 0,19. “Antes, o custo da sacola de plástico era nosso. Agora, vai passar para o consumidor”, afirma Borges.

Fonte: PEGN


Saiba o que são e como operam as lojas "Pop up"

Na internet, pop up remete àquelas janelas extras que abrem no navegador ao visitar uma página ou acessar uma hiperligação. Normalmente, surgem "do nada", ao você visitar uma página, e podem ser fechadas facilmente. Talvez daí a conexão com as lojas pop up, uma nova tendência que está se consolidando no comércio brasileiro.

Trata-se de um sistema onde as lojas se instalam temporariamente para aproveitar oportunidades, momentos ou contextos com grande oferta de clientes. Em geral, as lojas não duram mais que seis meses. Outra possibilidade é usar a loja pop up como um teste para avaliar o mercado antes de apostar em um empreendimento definitivo.

Embora seja uma proposta que ganhou força apenas recentemente no Brasil, as pop up stores não são exatamente novidades. Pelo mundo, a estratégia de explorar momentos ou datas com lojas temporárias já envolveu grandes marcas, como a rede de varejo norteamericana Target.

Proposta

Não confundir com as tradicionais outlets ou com bazares que tem mera intenção de liquidar produtos. O sócio da Gouvêa de Souza Marketing, Varejo e Canais de Distribuição, Alberto Sorrentino, explica que as lojas pop up têm focos bem definidos. "São tentativas de firmar uma marca em um espaço inusitado onde se encontrará um público interessante, um local de grande tráfego ou mobilidade. Para fazer isso, geralmente as marcas usam estratégias diferentes na abordagem, marketing, decoração, distribuição de produtos etc. São ações temporárias, que criam aquele senso de urgência", explica.

O especialista lembra que muitas operações são desenvolvidas como um teste, já que, muitas vezes, há poucos imóveis para locação, ou a burocracia trava os empreendedores de se instalarem de forma definitiva. Também ressalta que as operações não podem simplesmente repetir o que as lojas já praticam em seus ambientes convencionais. "Um dos elementos que fazem as operações serem bem-sucedidas é você oferecer algo que não se repete. Um produto que acabe e não volte mais, uma experiência diferente agregada ao produto", ressalta.

Erros

Para o analista, no entanto, é preciso ter atenção redobrada para entrar nesse mercado. A avaliação é que, além das ações convencionais para instalação de empresas, como elaboração de um plano de negócios, estudo de mercado consumidor e planejamento de marketing, os projetos para as pop up precisam vir acompanhados de ações que diferenciem o estabelecimento do que já existe no mercado e garantam que o seu curto espaço de tempo terá êxito. "Se a execução for mal feita, todo projeto pode ir por água abaixo. São falhas como subdimensionar a demanda, não cumprir padrões de qualidade prometidos, faltar produtos por busca acima do esperado ou praticar atendimento sem o padrão de referência da marca", aponta.

Brasil

No País, ainda são escassas as iniciativas do gênero. Algumas marcas já apostaram em lojas temporárias em galerias de São Paulo, e outras já se instalaram temporariamente na rua Oscar Freire, tradicional reduto do varejo voltado para clientes com maior poder aquisitivo na capital paulista.

Sorrentino lembra, no entanto, que há marcas que já desenvolveram projetos itinerantes ou lojas sazonais no passado que também caracterizavam modelos pop ups. O consultor acrescenta ainda que há shoppings que trabalham com esse modelo atualmente. "Existem shoppings e estabelecimentos pop ups pelo País que abrem durante a alta temporada de determinada cidade, no inverno ou verão, e quando as lojas aparecem, precisam pensar em estratégias diferenciadas para chamar a atenção dos consumidores que estão lá naquele momento", cita.

Fonte: InfoMoney (via BONDE)

sexta-feira, 4 de março de 2011

Drogaria São Paulo fatura R$ 2,3 bilhões e é a líder nacional do varejo farmacêutico

Drogaria São Paulo fatura R$ 2,3 bilhões e é a líder nacional do varejo farmacêutico
A Drogaria São Paulo faturou R$ 2,3 bilhões em 2010 e é líder de faturamento no setor, de acordo com o ranking oficial da Abrafarma – Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias. No ano passado, a rede adquiriu o Drogão (72 lojas), inaugurou outras 25 lojas e investiu no segmento de higiene e beleza.
“Esse resultado mostra que estamos no caminho certo: crescendo com responsabilidade. Não só abrimos lojas. Investimos na conveniência para melhor atender os clientes. Apostamos no atendimento qualificado para trazer resultados positivos para empresa. Aliás, a gestão estratégica busca produtividade com rentabilidade e o resultado está aí: faturamos mais de R$ 2,3 bilhões e reassumimos nosso lugar de liderança no setor, apesar de ser a 3ª maior em número de lojas”, comenta o presidente da Drogaria São Paulo, Gilberto Ferreira.

A Drogaria São Paulo possui 350 lojas em operação no estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Bahia e emprega cerca de 9.500 profissionais. Até o final de 2011, deve inaugurar, pelo menos, 30 filiais. “A principio, nosso foco é a região Sudeste”, finaliza Gilberto.

Extra.com.br cria hotsites com dicas de decoração e consumo para os consumidores

Extra.com.br cria hotsites com dicas de decoração e consumo para os consumidores
De olho nas tendências do mercado, o portal de vendas desenvolve ferramentas para oferecer uma melhor experiência de compra para os clientes

Muito mais do que levar completas e diversas opções de produtos e preços, o Extra.com.br começa a oferecer aos consumidores serviço de decoração e orientação de compras gratuitamente. A idéia é ajudar a cliente no ato de compra, a escolher o produto mais adequado para sua necessidade e desejo. Essa semana, antenado a grande movimentação de compras no site de cadeiras para escritório e dos cubos para decoração, o Extra.com.br desenvolveu dois hotsites com dicas e detalhamento das especificações desses produtos.

O conteúdo é criado por uma equipe de profissionais especializados e atentos as novidades de mercado. No caso dos cubos decorativos, o portal (http://extra.vc/cubosdecorativos) esclarece e mostra opções interessantes de como decorar a sua casa com esses enfeites, qual a melhor opção para cada ambiente, com fotos e sugestões de modelos.

Outra categoria que recebeu destaque pelo sucesso de vendas no último ano foi a de cadeiras para escritórios. Para melhor informar o cliente, o Extra.com.br criou um hotsite (http://extra.vc/cadeirasoffice) que traz dicas de qual o modelo ideal para determinado tipo de finalidade. No total, são mais de 40 opções diferentes de cadeiras.

Carrefour confirma separação da rede de desconto Dia%

Carrefour confirma separação da rede de desconto Dia%
O grupo pretende tornar a rede de desconto uma empresa independente. O objetivo é focar apenas no desenvolvimento da marca Carrefour. Além disso, a companhia também deverá listar em bolsa 25% de sua divisão imobiliária. A separação vai liberar o valor das propriedades do grupo, segundo informou a direção da rede francesa.

O Dia%, que tem sede na Espanha, é considerado a terceira maior rede de descontos do mundo e é gerenciado de forma independente. No ano passado, suas vendas somaram 2,4 bilhões de euros. De acordo com Dave MacCarthy, analista da Evolution Securities, a separação das redes faz sentido. “Há um conflito em ter um hipermercado e uma rede de descontos competindo entre si”, avalia.

Já a divisão imobiliária do Carrefour tem 10,4 bilhões de Euros em ativos e cerca de 4 milhões de metros quadrados em propriedades.

Fonte: Valor Econômico (via Supermercado Moderno)

Últimos dias para participar do Prêmio ABF Destaque Franchising

Últimos dias para participar do Prêmio ABF Destaque Franchising
A premiação vai prestigiar os profissionais do setor que se destacaram durante o ano de 2010. As inscrições vão até 11 de março.
Tradicionalmente a Associação Brasileira de Franchising (ABF), premia os profissionais que mais se destacaram no ano. O Prêmio conferido às categorias Franqueador, Franqueado, Trabalho Acadêmico, Parceiro do Franchising e Jornalismo (reportagens em jornal e revista), tem por objetivo reconhecer os trabalhos que contribuíram com o crescimento e desenvolvimento do franchising no país.

Para a escolha dos vencedores da edição deste ano, as inscrições já estão abertas e o material pode ser enviado até o dia 11 de março, para o Departamento de Comunicação da ABF para o endereço: Av. Nações Unidas, 10.989 - 11º andar - Conj. 112 - Vila Olímpia - CEP 04578-000 ou para o e-mail.: comunicacao@abf.com.br

Com exceção dos trabalhos da categoria jornalismo, que deverão ser encaminhados para agência de comunicação da ABF, a DFREIRE Comunicação & Negócios aos cuidados de Iza França - iza@dfreire.com.br ou Mariana Campos - marianacampos@dfreire.com.br

A entrega dos prêmios será realizada no dia 28 de abril de 2011, no Buffet o Leopolldo - Itaim em um jantar que reunirá os principais nomes do franchising brasileiro.
O regulamento de cada uma das categorias está disponível no site da entidade: www.abf.com.br

TODAS AS CATEGORIAS

Jornalistas: os interessados em participar deverão enviar reportagens que abordaram o setor de franquias realizadas ao longo de 2010.

Franqueador: homenageará a empresa franqueadora que mais se destacou na aplicação do sistema de franchising em 2010, que será indicado pela Comissão de Ética e pela diretoria da ABF.

Franqueado: a inscrição será feita através da indicação de cases de franqueados por parte dos franqueadores. A seleção do melhor case será feita pela Comissão de Ética da ABF.

Trabalho Acadêmico: poderão concorrer trabalhos, monografias e teses sobre o sistema de franchising, realizados durante o ano de 2010, acompanhados da declaração devidamente assinada pela Universidade. A seleção dos melhores trabalhos será feita por uma comissão julgadora escolhida previamente pela ABF.

quinta-feira, 3 de março de 2011

Santa Cruz Shopping oferece curso de teatro a preços acessíveis para os moradores da Zona Oeste

Santa Cruz Shopping oferece curso de teatro a preços acessíveis para os moradores da Zona Oeste
Com o intuito de levar a cultura teatral e formar novos talentos na Zona Oeste do Rio de Janeiro, o Santa Cruz Shopping acaba de criar a Cia Teatro Santa Cruz Shopping, em parceria com a Cia Artistando. As inscrições para a primeira turma de expressão corporal, interpretação e criação de personagens já estão abertas. Os encontros serão ministrados pela professora de Artes Cênicas Larissa Rondon, aos sábados, das 9h às 12h. Para se inscrever, basta procurar a administração do shopping.

Além de ensinar técnicas teatrais, as aulas serão ricas em jogos e exercícios que estimulam o interesse, a investigação, o senso analítico e o desenvolvimento da criatividade e do potencial expressivo de cada um. Para completar, no final do curso os formandos receberão um certificado de conclusão e terão a oportunidade de montar um espetáculo e fazer apresentações para o público do shopping.

SERVIÇO:
Curso de teatro
Duração: seis meses
Aulas: aos sábados, das 9h às 12h
Local: Santa Cruz Shopping (RJ)
Valor: R$50 mensais
O Santa Cruz Shopping fica na Rua Felipe Cardoso, 540 – Santa Cruz - Tel: (21)2418-9400.

Balaroti inaugura loja e anuncia mais duas unidades em Curitiba

Balaroti inaugura loja e anuncia mais duas unidades em Curitiba
O Balaroti inaugurou uma nova loja em Curitiba, nesta terça-feira (1/3), no bairro do Pinheirinho. No evento, a empresa divulgou que até o final do ano terá outras duas unidades abrindo as portas na cidade. Elas fazem parte do projeto de expansão da rede varejista de materiais de construção, que é uma das seis maiores do segmento no país e a maior do Paraná. Com elas, chegará a 20 unidades, sendo 18 no Paraná e duas em Santa Catarina.
A nova loja – localizada na BR 116, número 19.250 - fica numa das regiões que mais cresce em Curitiba, recentemente beneficiada com as obras da Linha Verde, novo eixo de transporte local. “É uma área que merecia uma loja completa, com o conceito home center, oferecendo todos os materiais necessários para quem vai construir ou reformar”, informa o diretor de marketing e vendas do Balaroti, Eduardo Balarotti. Ele também adiantou que outras duas unidades serão inauguradas na cidade este ano, em locais de grande expansão imobiliária.

A oferta de produtos vai de materiais pesados até acabamentos, utensílios e peças decorativas para a casa. A nova substituiu a antiga unidade do Capão Raso, próxima do local. Tem na sua estrutura de atendimento sistema de venda informatizado, com vendedores operando computadores de mão, entrega diferenciada, estacionamento próprio e ainda Armazém do Café (espaço para lanches).

Sobre o Balaroti

Fundado há 35 anos, o Balaroti Comércio de Materiais de Construção é uma das seis maiores empresas do Brasil no setor. No Paraná, são 11 lojas em Curitiba (PR), outras três na região metropolitana (Araucária, Pinhais e São José dos Pinhais) e mais duas em Ponta Grossa. Em Santa Catarina, há uma loja em Balneário Camboriú e outra em Joinville. Possui 1.200 funcionários diretos e 600 indiretos. Na região de Curitiba e área metropolitana, detém 60% de participação no mercado.

A empresa é reconhecida nacionalmente pela sua contundente política de valorização dos colaboradores, o que lhe rendeu por quatro vezes classificação no ranking da revista Exame - Você S/A como uma das 150 melhores empresas do país para se trabalhar. Em seu segmento, o Balaroti é o número 1 da publicação. E há 10 anos é vencedor do Top of Mind na sua categoria.

Fonte: Paranashop

Alshop prevê crescimento de 15% nas vendas em shoppings na Páscoa

Alshop prevê crescimento de 15% nas vendas em shoppings na Páscoa
Com a chegada da Páscoa coincidindo com o fim do período de altas temperaturas, e as condições econômicas dos consumidores apresentando-se cada vez melhores, o consumo de chocolates atrairá um fluxo ainda maior de pessoas às lojas nesta Páscoa, uma realidade que já vêm movimentando o varejo que atua na venda de ovos típicos da data, além de chocolates em barra, bombons, entre outros gêneros do produto.
O carnaval nem chegou, mas os lojistas já estão de olho no movimento que a Páscoa vai proporcionar ao comércio. Para este ano, a Alshop (Associação Brasileira de Lojistas de Shopping) espera um crescimento de 15% nas vendas de ovos típicos da data, além de chocolates em barra, bombons, entre outros gêneros do produto. Para atender à demanda aquecida, a expectativa é que cerca de 11 mil profissionais atuem na indústria e no comércio varejista por conta da data, em todo o país.

“A confiança do consumidor na economia nacional estimula o crescimento das vendas no varejo neste período, que certamente terá um desempenho expressivo em comparação ao ano passado, fazendo com que a Páscoa cumpra com a sua parte dentro do calendário promocional do setor varejista”, comentou o presidente da Alshop, Nabil Sahyoun.

De acordo com a entidade, as principais representantes do setor de chocolates apostam ainda na criação de ovos com tamanhos ainda maiores do que nos anos anteriores, além de novas linhas de produtos dirigidos a diferentes públicos.

Authentic Feet de Sorocaba renova layout

Authentic Feet de Sorocaba renova layout
Authentic Feet do Esplanada Shopping, em Sorocaba, estará de cara nova depois do Carnaval. O empresário Renato Carvalhaes assumiu recentemente a loja e realizou uma revitalização no espaço.
A mudança de arquitetura e design faz parte do projeto do arquiteto Vander Andreazzi e visa padronizar todas as lojas da rede e oferecer aos clientes um espaço mais confortável e moderno.

Especializada em tênis esportivos, a Authentic Feet trabalha com as principais marcas mundiais do segmento, como Nike, Reebok, Adidas, Mizuno e Puma.

Há 15 anos no mercado brasileiro, a marca tem lojas espalhadas por todo o país e pertence ao Grupo AFeet, detentor de mais duas redes de calçados.

terça-feira, 1 de março de 2011

Magazine Luiza entra com pedido de oferta de ações na CVM

O Magazine Luiza entrou com pedido na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para uma oferta pública inicial de ações. A empresa fará uma captação primária e secundária.

Os recursos que irão para o caixa da empresa serão usados para abertura de novas lojas, compras de empresas do setor de varejo e de comércio eletrônico, investimentos em reforma de lojas, e reforço no capital de giro.

Na parte secundária, os acionistas vendedores são Brazil Zia I LLC, Brazil Zia II LLC, Wagner Garcia da Silva Junior, Fabrício Bittar Garcia, Flávia Bittar Garcia, Franco Bittar Garcia, Pelegrino José Donato, Luiza Trajano Donato, Onofre de Paula Trajano e Luiza Helena Trajano Inácio Rodrigues, considerados em conjunto.

Em 2010, a receita líquida do Magazine Luiza foi de R$ 4,8 bilhões, com crescimento de 43% em relação a 2009. A empresa se define como uma das maiores redes varejistas com foco em bens duráveis, com grande presença nas classes populares do Brasil. Conta com 604 lojas e oito centros de distribuição estrategicamente localizados em dezesseis Estados brasileiros.

A história da companhia teve início em 1957, quando o casal Luiza Trajano e Pelegrino José Donato fundou o Magazine Luiza em Franca, no interior de São Paulo. Em 1966, para impulsionar o crescimento da empresa, ingressaram o casal Maria Trajano Garcia, irmã de Luiza Trajano, e Wagner Garcia, o que permitiu a ampliação da primeira loja da rede.

Fonte: Valor

Mais Shopping Largo 13 lança "Carnaval Mais Mulher"

Mais Shopping Largo 13 lança "Carnaval Mais Mulher"
Shopping une folia e Dia Internacional da Mulher em promoção com direito a fotos temáticas e premiações em concurso cultural; de 04 a 13 de março

Nas compras acima de R$ 15,00, as consumidoras ganham uma foto digital, feita em estúdio especialmente montado no Piso Superior, com opções de fantasias e adereços para caracterização. Além de eternizar um momento de divertida folia no Shopping, as clientes podem, ainda, participar do concurso cultural, que elegerá as cinco melhores frases que unirem as palavras “Carnaval” e “mulher”. As vencedoras ganharão um book profissional, composto por 20 poses.

Já que o clima é de festa, a brincadeira carnavalesca pode ser estendida também à garotada, bastando às participantes indicar em seu lugar uma criança, tanto para a sessão de foto no estúdio ou, posteriormente, para as fotos do book, caso seja uma das vencedoras do concurso.

Dia da Mulher
Um toque romântico invade o Carnaval do Mais Shopping Largo 13 no dia 08 de março, o Dia Internacional da Mulher. Das 12h às 20h, botões de rosas de chocolate serão distribuídos às consumidoras. Para completar o clima de homenagem, durante este horário o músico Thiago Gustavo percorrerá os corredores do Shopping, executando ao violino um repertório de canções selecionadas para a ocasião.

Promoção “Carnaval Mais Mulher”
Fotos em estúdio no Mais Shopping e inscrições do concurso cultural: de 04 a 13 de março
Distribuição de rosas de chocolate, acompanhada por violino ao vivo: 08 de março, das 12h às 20h

Serviço:
Mais Shopping Largo 13
R.Amador Bueno, 229 – Santo Amaro – SP – tel.: (11) 5546-3000
http://www.maisshoppinglargo13.com.br/

Spoleto reabre em Jundiaí com novo layout e projeto sustentável

O restaurante Spoleto está localizado na recém inaugurada praça de alimentação do Maxi Shopping

O Spoleto, maior rede de culinária italiana do país, conhecido por seu empreendedorismo e inovação, reinaugura seu restaurante de Jundiaí, na recém inaugurada praça de alimentação do Maxi Shopping, com nova identidade visual e modelo de negócio sustentável. Chamado de Spoleto 21, o Projeto é uma evolução “sustentável”, que tem por objetivo tornar os processos mais eficientes e otimizados, reduzir custos, diminuir o investimento e aumentar a rentabilidade e salários dos funcionários.

Para o franqueado Erazê Sutti, há 03 anos proprietário da loja Spoleto, em Jundiaí, a praça de alimentação ficou mais ampla, totalmente repaginada, o que deu mais destaque ao novo lay out do Spoleto. “O Projeto Spoleto 21 está focado na sustentabilidade e segue três pilares básicos: social, econômico e ecológico. Acredito nesse modelo de negócios, já que além de todos os benefícios, ainda valoriza nossos funcionários”, finaliza.

O conceito da Rede Spoleto segue o princípio “o cliente é o próprio chef”, com liberdade para montar seu prato na hora, entre as 16 massas, risottos, saladas, carpaccios e polpettones, além de utilizar até oito variações, entre os 34 ingredientes à disposição.

NOVIDADES:

Nova Identidade Visual:

O Spoleto Jundiaí apresenta sua mais nova imagem, moderna e clean, primeira mudança significativa de identidade visual da marca em 10 anos. A rede quer reforçar os valores essenciais à marca, incorporando uma imagem mais atual e contemporânea. No logotipo, a frigideira representa o ponto central do conceito da rede, em que os valores de criatividade, liberdade de escolha e o dinamismo do cozinheiro malabarista estão inseridos.

Projeto Sustentável:

O projeto da nova loja de Jundiaí contempla novo sistema de lavagem dos utensílios; exclusão do consumo de gás, com implantação de fogão elétrico com tecnologia de indução; funcionamento eficiente com menos empregados e houve aumento salarial com participação nos resultados; eliminação de produto de limpeza nocivo ao meio ambiente; loja de 41m2; e tratamento de lixo.

Na prática, o modelo significa uma redução de 25% de energia e entre 30 a 40% de água, utilização de tecnologias diferenciadas para o preparo dos pratos (fogão de indução) e valorização aos funcionários.

Atualmente, a Rede Spoleto conta com 25 unidades sustentáveis: 15 lojas novas e 10 já existentes que se adaptaram ao modelo. A partir deste ano (2011), todas as aberturas serão “21” e o Spoleto estima migrar 100% da rede para o novo layout.

Promoção:

Outra novidade é a promoção de lançamento da Primeira opção de refeição com peito de frango recheado do restaurante Spoleto, o Fidalgo que pode ser acompanhado (combinado) por massa seca tradicional, Spaghetti ao Basílico, Salada Grande de Massa ou Salada Grande e na compra de qualquer refeição dessas com uma bebida, o consumidor leva um copo estilizado por um dos cinco artistas contemporâneos que assinam a coleção Arte Urbana.

São oito modelos distintos com novas artes de Toz, Chivitz, Minhau, Binho Ribeiro e Mateu Velasco. A promoção é válida enquanto durarem os estoques, nos 230 restaurantes Spoleto espalhados pelo país. O copo também pode ser adquirido avulso por R$ 15,00. Serão distribuídos 185 mil copos.