Buscar

Mercado peruano é alvo setor de franquias

Visita técnica realizada pela ABF revelou que há muito espaço para as marcas brasileiras na região

Para encerrar a primeira etapa do projeto de exportação de franquias 2011/2012, a ABF e a Apex-Brasil, promoveram uma missão empresarial ao Peru, com o objetivo de levantar informações acerca do mercado peruano e promover uma aproximação com potenciais investidores daquele país. Só este ano, o convênio levou empresas e empresários brasileiros para mais cinco países: Panamá, Portugal, China, Colômbia e Filipinas.

Empresas como Casa do Construtor, Caverna do Dino, Emagrecentro, Rabusch, Trópico e Hering e 5àSec participaram da missão junto com a ABF. Esta é a segunda missão comercial que a entidade promove ao país (a primeira ocorreu em 2007) e para o gerente de relacionamento da ABF, Rogério Feijó, neste período o Peru vem atravessando um forte crescimento econômico, com inflação baixa e controlada, estabilidade política e econômica e taxas de crescimento superiores às do Brasil (O PIB peruano cresceu 8,8% em 2010). “O que se vê, principalmente em Lima, é uma transformação urbana bastante positiva, com muitos empreendimentos imobiliários e obras de infra-estrutura, sobretudo viária”, observou.

Segundo Feijó, o Peru é, segundo o índice “Doing Business”, o 2º país mais atrativo para investimentos internacionais na América Latina. O governo peruano oferece benefícios para empresas estrangeiras que investem no país, o que interessa muito para as franquias.

A ABF contou com importante apoio da Embaixada do Brasil em Lima e de entidades peruanas. Além de reuniões e visitas a operações locais, a programação contou com um seminário seguido por rodadas de negócios, realizado nas dependências da Embaixada, com a presença de empresários peruanos, representantes de entidades locais e imprensa, onde o diretor executivo da ABF, Ricardo Camargo, apresentou o desempenho do franchising brasileiro. A agenda incluiu ainda reuniões na Câmara de Comércio de Lima, na Agência de Promoção de Investimento do Peru – ProInversión, na Associação de Centros Comerciais do Peru (ACCEP) e com empresários do setor de shopping center.

Oportunidades na região

Segundo a ABF, o Peru já possui sete operações de franquias brasileiras: Casa Cor, Lilica Ripilica, Localiza, Totvs, Via Uno, Showcolate e Zebra Zero. Atualmente há 170 conceitos de franquia em operação no país, sendo 70% de origem estrangeira, sobretudo marcas americanas. “Isso sinaliza uma oportunidade para a entrada de conceitos brasileiros, principalmente das áreas de educação, serviços, acessórios pessoais, calçados e vestuário, beleza e saúde”, concluiu Ricardo Camargo.