sexta-feira, 9 de março de 2012

Mulheres já detêm 15% das marcas de franquia do Brasil

Muitas das transformações que permeiam o setor de franchising são reflexos das mulheres na sociedade. Um exemplo disso é o próprio desenvolvimento dos segmentos de franquias: nos últimos anos, as redes de alimentação, moda, cosméticos, acessórios pessoais, calçados e serviços têm se expandido graças à inclusão de mulheres no mercado de trabalho e o consequente aumento do consumo. Além disso, as mulheres também passaram a ocupar cargos de comando, e se tornaram uma parcela considerável de empreendedoras do setor.

Segundo a ABF, o sexo feminino já representa quase 15% dos franqueadores associados. As mulheres estão se destacando no mundo dos negócios e têm tudo para acompanhar o sucesso do setor, acredita Maria Cristina Franco, vice-presidente da ABF e única representante do gênero na diretoria da associação. “Entendo que as mulheres já consolidaram seu espaço no franchising. Na última década, o fato de o franchising ser um investimento seguro e acompanhado de suporte e estrutura, foi um facilitador para as mulheres passarem a empreender no setor”, ressalta ela.

“O franchising hoje é um espaço onde mulheres e homens estão de igual para igual e atuam com grande competência”, afirma Ricardo Camargo, diretor executivo da ABF. Para ele, as mulheres hoje são responsáveis por grande parte do avanço do setor e deixaram seus postos de ‘donas de casa’ submissas para tomarem a frente dos negócios e se tornarem grandes empresárias e empreendedoras.

Post Anterior
Próximo Post