sábado, 24 de março de 2012

Varejo brasileiro cresce 7,3% em janeiro

O setor inicia o ano com variação de 7,6%, contribuindo com 50% do índice de crescimento do varejo
De acordo com informações divulgadas nesta sexta-feira (23) pelo IBGE em sua Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), o varejo nacional cresceu 7,3% em janeiro em relação ao mesmo mês do ano passado.


Para Luiz Goes, sócio-sênior da GS&MD – Gouvêa de Souza, principal consultoria em varejo no país, o crescimento do setor de não duráveis como super e hipermercados foi surpreendente. O setor inicia o ano com variação de 7,6%, contribuindo com 50% do índice de crescimento do varejo, ainda impulsionado pelo poder de compra da população, emprego e desaceleração da inflação.

Outro grande destaque é o segmento de bens duráveis, especialmente informática e comunicação, que cresceu 32,7%. O setor de móveis e eletrodomésticos cresceu 11,9% devido ao índice de crescimento do país e a redução de IPI para linha branca de eletrodomésticos.

No Brasil, o bom comportamento dos principais índices macroeconômicos, como renda, massa salarial e juros, garantiu um desempenho moderado das vendas de bens semiduráveis. Em artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos e de perfumaria, por exemplo, houve alta de 8,6% em relação a janeiro do ano passado. Já tecidos, vestuário e calçados aumentaram suas vendas 3,1%.

O desempenho do varejo brasileiro continua sendo destaque entre as principais economias mundiais. Nos Estados Unidos, o crescimento foi de 5,8%. No Reino Unido houve alta de 2,9% nas vendas, enquanto o varejo da Alemanha caiu 1,5% e, em Portugal, registrou forte queda de 8,7%.


Post Anterior
Próximo Post