sexta-feira, 30 de março de 2012

Varejo de roupas investe em prevenção

Roupa é o segundo produto mais furtado (7,8%) no comércio brasileiro, atrás apenas de medicamentos (15,5%), de acordo com estudo do Provar

A mais recente Avaliação de Perdas no Varejo Brasileiro, divulgada em agosto do ano passado, pelo Provar, trouxe uma boa notícia: o índice geral caiu de 1,77% para 1,75% do faturamento líquido de farmácias, lojas de materiais de construção e supermercados, entre outros canais varejistas.
Embora o estudo não informe o quanto representa, em reais, esse 0,02 ponto porcentual de queda, para dar uma ideia do tamanho do prejuízo, nos EUA, estima-se em US$ 37,1 bilhões (em dólares!) o impacto das perdas decorrentes de fraudes e furtos no resultado do varejo local. A fonte é o 2010 National Retail Security Survey, realizado anualmente pela Universidade
da Flórida.

O estudo do Provar revela também que roupas são o segundo produto mais furtado (7,8%) no comércio, atrás apenas de medicamentos (15,5%). Por isso, redes varejistas de vestuário, entre elas a Besni, com 31 lojas, investem cada vez mais em recursos tecnológicos para a prevenção de perdas,
especialmente furtos, em suas unidades. E o investimento tem trazido retorno. No último ano, o índice de perdas registrado pela rede varejista de moda, calçados e acessórios femininos, masculinos e infanto-juvenis passou de 3% para 2,7%, graças à parceria com a Gateway Security
(www.gateway-security.com.br), uma das líderes no desenvolvimento de soluções tecnológicas sob medida para a proteção eletrônica de mercadorias.

"Os números parecem pouco expressivos, mas quem trabalha no varejo sabe que diminuir o percentual de perdas, especialmente quando se trata de furtos e outros tipos de golpes, é um trabalho árduo e difícil", afirma o gerente de Operações da Rede Besni, Paulo Maurício de Moraes.
De acordo com Luiz Fernando Sambugaro, diretor de Comunicação da Gateway Security, é mais fácil dobrar os lucros fazendo a prevenção de perdas do que abrindo uma nova loja. "Hoje, um bom planejamento que englobe a integração de soluções arquitetônicas e de segurança, permite reduzir em até 80% os furtos no varejo, tornando o investimento na prevenção de perdas
fundamental" diz.

O gerente da Besni destaca que três grandes ações, que ainda encontram-se em andamento e em fase de introdução nas lojas da rede, todas localizadas na Grande São Paulo e na Baixada Santista, são responsáveis pelos bons resultados alcançados. A primeira delas foi a instalação de câmeras de
circuito fechado de TV (CFTV) para monitoramento das instalações internas das unidades. "A medida foi adotada aos poucos. Instalamos em uma loja apenas, escolhida entre aquelas que possuíam maior índice de furtos", conta.

Seis meses depois, os resultados apresentados mostraram-se importantes, com redução na quantidade de desvios de mercadoria efetivamente consumados. "O monitoramento por TV permitiu que fizéssemos muitos flagrantes de tentativa de furto e expandíssemos o sistema para outras unidades. É fundamental destacar que, pela política da empresa, todas as pessoas flagradas na
tentativa de furto são encaminhadas por nossa equipe de segurança para a delegacia mais próxima, independentemente do valor da peça. O assunto é resolvido pelas autoridades, nunca internamente", ressalta Moraes.

Ele também relata a substituição das etiquetas eletrônicas e dos desacopladores por modelos mais sofisticados e difíceis de serem burlados. Além disso, a instalação de antenas nas entradas dos provadores também foi efetuada, por ser esse um local que, pela privacidade que é dada aos
clientes nas cabines, era bastante utilizado para a tentativa de furtos.

"Todas essas ações têm nos ajudado a reverter números que eram preocupantes e que traziam prejuízos consideráveis à Besni. A parceria com a Gateway, que possui ampla experiência de mercado e sabe identificar as necessidades de seus clientes, tem sido muito útil para que melhorássemos os resultados nessa área", completa o gerente de Operações da Rede Besni.


Post Anterior
Próximo Post

0 comentários:


Não deixe de participar!
Qual sua opinião sobre o conteúdo acima?