Buscar

Lojistas buscam continuidade na redução do IPI

FCDL-RS está mobilizada junto ao Governo Federal para ampliação do prazo
O gosto do comércio e do público pela redução do IPI tem ficado claro nas vendas durante o período. Em março a diminuição das alíquotas aumentaram as vendas em 12% e em junho a projeção fica entre 8% e 15% conforme a Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do RS (FCDL-RS).


A redução do imposto trouxe para o fogão, por exemplo, redução da alíquota de 4% para zero. Para refrigeradores, o tributo foi reduzido de 15% para 5% e, para as máquinas de lavar, passou de 20% para 10%. A alíquota do IPI sobre móveis foi reduzida de 5% para zero. Para a continuidade destes números o presidente da FCDL-RS, Vitor Augusto Koch, enviou ao Ministro da Fazenda, Guido Mantega, uma carta de mobilização pela continuidade da baixa das alíquotas para linha branca.

- Consideramos estrategicamente fundamental a manutenção do benefício, em função das repercussões positivas que o mesmo vem proporcionando aos consumidores, trabalhadores e estabelecimentos comerciais brasileiros - explicou o presidente na carta.

A busca da Federação visa beneficiar o consumidor e ajudar o lojista na continuidade da alta nas vendas e proporcionar que o consumo do Estado mantenha a evolução que conseguiu com a diminuição do IPI.



Postar um comentário

0 Comentários