quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Dia das Crianças: Jogos diversos e roupas predominam na lista de presentes que devem ficar entre R$ 75,01 e R$ 100

De acordo com pesquisa realizada pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH) no período de 19 a 27 de setembro com 364 consumidores, o ticket médio dos presentes para as crianças ficará entre R$ 75,01 e R$ 100. Para 26,14% dos entrevistados este será o valor gasto na compra. Em seguida estão as seguintes faixas: de R$ 100,01 a R$ 150 (15,50% dos consumidores); de R$ 50,01 a R$ 75 (14,89%); de R$ 30,01 a R$ 50 (13,37%); de R$ 150,01 a R$ 200 (9,12%); de R$ 200,01 a R$ 300 (5,78%); até R$ 30 (5,17%); acima de R$ 400 (4,26%); não sabe / não definiu ainda (3,65%); de R$ 300,01 a R$ 400 (2,13).



Este ano jogos diversos e roupas disputam a preferência do consumidor na hora da escolha do presente: 23,74% comprarão jogos diversos e 23,52%, roupa. Em seguida estão: eletro/eletrônicos (12,97%); calçados (10,55%); bonecas (8,79%); carrinhos (8,35%); jogos educativos (6,15%); livros (3,30%); bicicletas (1,54%); instrumento musical (0,88%) e outros (0,22%).

Pagamento – Diferente dos anos anteriores, quando a forma de pagamento preferida era a parcelada no cartão de crédito, em 2012 o dinheiro foi escolhido por 36,98% dos consumidores. O cartão de débito está em segundo lugar na opinião de 26,92% dos entrevistados seguido de: parcelado no cartão de crédito (24,26%); à vista no cartão de crédito (8,58%); cartão da própria loja (1,48%); à vista no cheque (1,18%); cheque pré-datado (0,3%) e parcelado no carnê / crediário (0,3%).

A maior parte das compras será efetuada em lojas de rua: 20,18% dos entrevistados comprarão os presentes na região onde moram (comércio de bairro); 13,55% nos centros comerciais; 4,52% na região central/hipercentro e 3,61% na Savassi, o que totaliza 41,86%. Em seguida estão 38,25% dos consumidores que comprarão os presentes nos shopping centers; 10,84% afirmaram não ter preferência; 5,12% optaram pela internet e 3,92% pelos shoppings populares.

Os lojistas devem se preparar para lojas cheias durante os próximos dias, já que 70,62% dos entrevistados afirmaram que só comprarão os presentes em outubro. Alguns consumidores optaram por não presentear os filhos, pois viajarão com eles (40,91% dos entrevistados); estão sem dinheiro (29,55%), comprarão um presente melhor no Natal (20,45%); comprarão um presente melhor no aniversário (6,82%) e não pretendem comprar presentes este ano (2,27%).

Post Anterior
Próximo Post